DCC - UFMG
+55 31 3409 5860
ciia-saude@dcc.ufmg.br

Wuelton Marcelo Monteiro


Wuelton Marcelo Monteiro

Fundação de Medicina Tropical Doutor Heitor Vieira Dourado
Departamento de Pesquisa

Associated researcher





Information extracted from Lattes platform


Last update: 2021/05/04


Degrees

Ph.D. Medicina Tropical na Universidade do Estado do Amazonas em 2010
M.Sc. Biociências e Fisiopatologia na Universidade Estadual de Maringá em 2006
B.Sc. Farmacia Bioquímica Análises Clínicas na Universidade Estadual de Maringá em 2004


Current projects

2020 a AtualDiagnóstico e tomada de decisões em Saúde Pública, Meio Ambiente e Economia, através de modelagem e aplicação de algoritmos utilizando Lógica Fuzzy, em apoio ao enfrentamento da epidemia de COVID-19
A Amazônia Legal é essencial para a manutenção da vida no planeta. É constituída pelos estados do Acre, Amazonas, Amapá, Rondônia, Roraima, Pará, Maranhão, Mato Grosso e Tocantins. Os cerca de 5,5 milhões de km2 e sua população de mais de 25 milhões de pessoas, é considerada a 'última fronteira' a ser desbravada, conquistada e submetida às lógicas econômicas do mundo globalizado, ou seja, da exploração da agricultura, pecuária, lavoura, silvicultura, mineração e demais recursos naturais. A Amazônia Legal apesar de ser a região mais rica em recursos naturais do Brasil, é, também, aquela que mais sofre pressão política e econômica, o que coloca o todo o potencial do ecossistema em perigo permanente - o meio ambiente, o bem-estar social e a saúde humana. Mas uma questão tão devastadora quanto as demais fica escondida nas periferias - o distanciamento do poder público das populações criam um tipo de periferia de acessos. A escassez de recursos - de vários níveis - a falta de oportunidades e acessos à segurança, saneamento, educação e saúde. A pandemia do COVID19 está trazendo à exposição que grande parte da população do Brasil vive em condições precárias de acesso a bens e serviços essenciais. Esse quadro, poderia ser minimizado e talvez, até evitado, com uma oferta de saneamento básico a todos - abastecimento de água, esgotamento sanitário, limpeza pública, drenagem pluvial, e controle de vetores de doenças transmissíveis. Esse tipo de questão, no entanto, é um desafio que não se restringe às periferias amazônicas. A carência extrema destas populações vulneráveis, transformam esta questão em uma situação altamente 'inflamável' no que se tange à saúde coletiva e à irradiação de seus impactos sanitários, sociais e econômicos.
Integrantes: Wuelton Marcelo Monteiro (coordenador), Paulo Filemon Paolucci Pimenta, Antonio José Leal Costa, GISELY CARDOSO DE MELO, VANDERSON DE SOUZA SAMPAIO, MARIA GABRIELA DE ALMEIDA RODRIGUES, FERNANDO FONSECA DE ALMEIDA E VAL, DIAS, ÁDILA LILIANE BARROS, Marcus Lacerda, Rahyja Teixeira dos Santos, Patrícia Carvalho da Silva Balieiro, Lucyane Mendes Silva, Francisco Railson Bispo de Barros, Arlene dos Santos Pinto.
2020 a AtualEstudo de fase II para avaliação da segurança e tolerabilidade da primaquina para a cura radical da malária não complicada causada por Plasmodium vivax em crianças (Estudo CHILDPRIM)
Em todo o mundo, apesar da primaquina ser recomendada para o tratamento radical da malária por P. vivax, em crianças acima de 6 meses de idade, existem poucos estudos que avaliaram a segurança dessa droga nessa população vulnerável, que ainda representa ~30% dos casos de malária na Amazônia Brasileira. No Brasil, a dose de primaquina recomendada pelo Ministério da Saúde é de 0,5mg/kg/dia por 7 dias, esquema diferente do recomendado habitualmente pela Organização Mundial da Saúde (0,25mg/kg/dia por 14 dias). Tampouco o esquema recomendado pelo CDC foi avaliado em faixa pediátrica (0,5mg/kg/dia por 14 dias). Pretende-se no estudo CHILDPRIM realizar um estudo de segurança do uso de primaquina em diferentes regimes. Isso permitirá a adoção mais segura dessa medicação, decisiva ainda para o tratamento radical e eventual eliminação da malária vivax, tendo em vista que o registro da tafenoquina nessa população ainda não é uma realidade.
Integrantes: Maria das Graças Costa Alecrim (coordenador), Wuelton Marcelo Monteiro, Marcus Vinicius Guimarães de Lacerda, MELO, GISELY CARDOSO, VAL, FERNANDO F.A., Marly Marques de Melo, MONICA REGINA FARIAS COSTA, Allyson Costa Guimarães, Erich Vinícius de Paula, José Luiz Fernandes Vieira, Ana Luiza Opromola Pacheco.
2020 a AtualA six-month pilot introduction of a new health surveillance technology (SETA) to enhance safety monitoring at two sentinel sites in the Amazon region during the conduct of the TRuST study
Spontaneous safety reporting rates are generally low in malaria public health facilities in the Amazon. Additional pharmacovigilance capacity building was considered appropriate to optimise the introduction of tafenoquine. Active surveillance has been shown to be an effective way to monitor safety 4-7 and also the Brazil Ministry of Health has previously demonstrated the effectiveness of active surveillance in Brazil, following the introduction of DTG 4 . The SETA technology is a technology designed by MedDigital to facilitate health, and particularly safety, surveillance. To optimise the operational effectiveness of the SETA technology, a six-month pilot implementation project is proposed in the Amazon region in Brazil. SETA is the Portuguese word for arrow and was chosen because the system will first be introduced in Brazil and symbolises how the system will reach across long distances to connect directly with target patients who may otherwise be unlikely to participate in health, and particularly safety, surveillance activities. If the SETA technology can be implemented effectively, active surveillance may be extended in the Amazon if tafenoquine is adopted and it may be used for monitoring of other future medicines intended only or mainly for low resource and/or geographically challenging settings.
Integrantes: Lacerda, Marcus Vinícius Guimarães (coordenador), Wuelton Marcelo Monteiro.
2020 a AtualEstudo de fase IIb para avaliar eficácia e segurança de succinato sódico de metilprednisolona injetável no tratamento de pacientes com sinais de síndrome respiratória aguda grave, no âmbito do novo coronavírus (SARS-CoV2): um ensaio clínico, duplo-cego...
Estudo de fase IIb para avaliar eficácia e segurança de succinato sódico de metilprednisolona injetável no tratamento de pacientes com sinais de síndrome respiratória aguda grave, no âmbito do novo coronavírus (SARS-CoV2): um ensaio clínico, duplo-cego, randomizado, controlado com placebo. Ensaio clínico, duplo-cego, randomizado, controlado com placebo sobre a eficácia e segurança do uso de succinato sódico de metilprednisolona (SMP) injetável em pacientes com síndrome respiratória aguda grave (SRAG) no âmbito de COVID-19. Um total de 420 indivíduos de ambos os sexos, acima de 18 anos, com sintomas sugestivos de síndrome respiratória aguda grave (SRAG), ou com diagnóstico de SRAG, hospitalizados no Hospital e ProntoSocorro Delphina Rinaldi Abdel Aziz (HPSDRAA), com suspeita clínica e radiológica de SARSCoV2, serão randomizados em dois grupos de tratamento, na razão de 1:1, um com SMP (0,5mg/kg de peso de 12h em 12h, por 5 dias) e outro com placebo (solução de salina sem princípio ativo de 12h em 12h por 5 dias).
Integrantes: MARCUS VINICIUS GUIMARÃES LACERDA (coordenador), Wuelton Marcelo Monteiro, BRITO, MARCELO, MELO, GISELY CARDOSO, VAL, FERNANDO F. A., VANDERSON DE SOUZA SAMPAIO, BRITO-SOUSA, JOSE D, Ludhmila Abrahão Hajjar, Mariana Simão Xavier, Djane Baía-da-Silva, Guilherme Pivoto João, Izabella Safe Lacerda.
2020 a AtualIdentificação de assinaturas metabolômicas associadas ao carreamento de hipnozoítos em Plasmodium vivax (HIPNOPRINT)
Em pacientes acompanhados em uma instituição de referência, com recaída verdadeira, de forma bem caracterizada por informações epidemiológicas e marcadores moleculares, pretende-se buscar em sangue periférico a presença de biomarcadores, bem como em amostras não-invasivas, como urina, saliva e imprint de pele, por meio de abordagem metabolômica. A identificação de tais marcadores permitirá a realização de inquéritos de campo, em um cenário de eliminação da doença, evitando assim a administração em massa de drogas, o que pode não ter boa aceitação pela população.
Integrantes: Wuelton Marcelo Monteiro (coordenador), Gisely Cardoso de Melo, Marcus Vinicius Guimarães de Lacerda, Monica Costa, Fábio Costa, VANDERSON DE SOUZA SAMPAIO, FERNANDO FONSECA DE ALMEIDA E VAL.
2020 a AtualEstudo TRUST - Viabilidade Operacional da Cura Radical Apropriada de Plasmodium vivax com Tafenoquina ou Primaquina após Teste Quantitativo de G6PD no Brasil
Objetivo principal: Investigar se pacientes com Plasmodium vivax (P. vivax) ≥16 anos são tratados com tafenoquina (TQ) de acordo com o nível apropriado de atividade da enzima glicose-6-fosfato desidrogenase (G6PD). Objetivos específicos: - Investigar se pacientes com P. vivax ≥6 meses são tratados com primaquina (PQ) de acordo com o nível apropriado de atividade da enzima G6PD; - Descrever as características dos pacientes tratados com TQ ou PQ; - Medir a frequência de anemia hemolítica aguda (AHA) induzida por medicamento e da hospitalização devido a AHA induzida por medicamento.
Integrantes: Marcus Vinicius Guimarães de Lacerda (coordenador), Wuelton Marcelo Monteiro, Vanderson Sampaio, Dhelio B Pereira.
2020 a AtualEstudo de fase IIb para avaliar eficácia e segurança do difosfato de cloroquina no tratamento de pacientes com comorbidades, sem síndrome respiratória grave, no âmbito do novo coronavírus (SARS-CoV2): um ensaio clínico, duplo-cego, randomizado, controlado
Ensaio clínico, duplo-cego, randomizado, controlado com placebo. Um total de 210 indivíduos de ambos os sexos, acima de 18 anos, sem diagnóstico de doença respiratória grave, que procurarem o Hospital e Pronto-Socorro (HPS) Delphina Rinaldi Abdel Aziz (HPSDRAA) com suspeita clínica e radiológica de SARS-CoV2, serão randomizados em dois grupos de tratamento, na razão de 1:1, um com difosfato de CQ e outro com placebo (comprimido sem princípio ativo produzido com as mesmas características físicas).
Integrantes: Marcus Vinicius Guimarães de Lacerda (coordenador), Wuelton Marcelo Monteiro, Marcia Almeida Araújo Alexandre, GISELY CARDOSO DE MELO, VANDERSON DE SOUZA SAMPAIO, BRITO, MARCELO A.M., BRITO-SOUSA, JOSE DIEGO, VAL, FERNANDO F.A., Ludhmila Abrahão Hajjar, Mariana Simão Xavier, Djane Baía-da-Silva, Esper Kalas, Ho Yeh Li, Jorge Souza Mendonça.
2020 a AtualQUALI-TRUST - Aceitabilidade e compreensão de profissionais de saúde e de pacientes com malária, em relação ao uso do teste quantitativo de G6PD antes da cura radical do Plasmodium vivax: um estudo qualitativo e quantitativo
Os objetivos do projeto são: 1. Avaliar os níveis de entendimento e conhecimento sobre as novas ferramentas (teste quantitativo de G6PD, novo algoritmo de tratamento) incluindo a justificativa para sua utilização entre profissionais de saúde (PS) e pacientes com P. vivax; 2. Caracterizar a percepção, aceitabilidade, viabilidade e adesão dessa nova intervenção entre profissionais de saúde e pacientes; 3. Compreender a experiência dos profissionais de saúde no treinamento das novas ferramentas (incluindo a entrega do treinamento, materiais de treinamento e folhetos de ajuda), bem como suas sugestões.
Integrantes: Lacerda, Marcus Vinícius Guimarães (coordenador), Wuelton Marcelo Monteiro, Felipe Murta, Vanderson S Sampaio.
2020 a AtualIdentificação de assinaturas moleculares para o estudo prognóstico de pacientes com sinais de síndrome respiratória aguda grave causada pelo novo coronavírus (SARS-CoV2) - EDITAL N. 005/2020 - PCTI-EMERGESAÚDE - AM
Apesar do aumento das ameaças globais do COVID-19, a resposta do hospedeiro contra a infecção por SARS-CoV-2 e os fatores associados a gravidade permanecem pouco compreendidos. Os estudos de biologia de sistemas oferecem uma maneira de revelar os componentes celulares individuais (proteínas, lipídios, metabólitos) que são modulados ao longo da infecção, podendo, dessa forma oferecer uma melhor compreensão das interações patógeno-hospedeiro5. Em geral, as respostas celulares impulsionadas por proteínas após a infecção podem favorecer a liberação ou disseminação viral. Portanto, a obtenção do perfil de proteínas totais isoladas de células infectadas ao longo da infecção pode fornecer informações sobre mecanismos moleculares subjacentes de patogenicidade e potencialmente destacar alvos para intervenção farmacológica6 e entendimento do prognóstico dos pacientes. Além disso, diferentes metabólitos celulares desempenham funções importantes durante respostas antivirais, como sinalização, início ou resolução de inflamação, vem como aspectos da imunidade adquirida7. Portanto, os níveis de metabólitos podem ser definidos entre os estados saudáveis e os da doença, não apenas para entender os gatilhos da mudança, mas também para descobrir possíveis biomarcadores nos estágios iniciais ou de gravidade da doença. Assim, análises do perfil transcricional, caracterizando os principais tipos celulares envolvidos por meio de single-cell RT-PCR (sc-RT-PCR) e metabolômica de células após infecção por SARS-CoV-2 são extremamente úteis para identificar a dinâmica da resposta do hospedeiro e as redes reguladoras de expressão gênica. Manaus vem se apresentando como um dos municípios com maior incidência de COVID-19 no país. O objetivo deste projeto é identificar marcadores moleculares preditores da gravidade em indivíduos com síndrome respiratória aguda, no âmbito do novo coronavírus (SARS-CoV2), como potencial emprego como biomarcadores para o manejo adequado destes pacientes.
Integrantes: Wuelton Marcelo Monteiro (coordenador), GISELY CARDOSO DE MELO, VANDERSON DE SOUZA SAMPAIO, FERNANDO FONSECA DE ALMEIDA E VAL, BRITO-SOUSA, JOSE DIEGO, Marcus V. G. Lacerda, Djane Baía da Silva.
2020 a AtualDESENVOLVIMENTO DE UM MODELO DE CLASSIFICAÇÃO PARA APOIO AO DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL DE DOENÇAS FEBRIS E/OU EXANTEMÁTICAS UTILIZANDO TÉCNICAS DE INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL: VigIAr
A circulação concomitante de diferentes arbovírus em território brasileiro demanda novos procedimentos destinados ao diagnóstico diferencial das arboviroses no contexto da vigilância epidemiológica. Além das limitações de ordem financeira derivadas dos elevados custos para realização dos exames laboratoriais de confirmação em larga escala, a desobrigação do diagnóstico laboratorial de confirmação na vigência de epidemias ? como até recentemente determinado pela vigilância epidemiológica da Dengue ? não será suficiente para a garantia da acurácia das notificações de casos. Considerando-se as limitações de natureza operacional relacionadas à confirmação diagnóstica em todo o Brasil, especialmente em períodos epidêmicos assim como em áreas de acesso restrito, como no interior do estado do Amazonas, o desenvolvimento de modelos de classificação diagnóstica baseados em sinais e sintomas clínicos e exames laboratoriais de rotina pode contribuir para o aprimoramento da acurácia das notificações de casos de Zika, Chikungunya, Dengue e outras arboviroses. Objetivo: Desenvolver modelos de classificação para apoio ao diagnóstico diferencial de casos de síndromes febris e/ou exantemáticas em um cenário de transmissão concomitante de arboviroses (Zika, Chikungunya, Dengue, Oropouche e Mayaro), baseados em técnicas de inteligência artificial, para aplicação no diagnóstico clínico e na vigilância em saúde. Metodologia: O estudo VigIAr será desenvolvido em 3 municípios do Estado do Amazonas: Manaus, Itacoatiara e Coari. Serão recrutados pacientes com diagnóstico de síndrome febril e/ou exantemática aguda (SFEA) da demanda de unidades de saúde desses municípios. A confirmação diagnóstica será realizada por meio da técnica de Reação em Cadeia de Polimerase antecedida de Transcrição Reversa (RT-PCR). A técnica de aprendizado de máquina tem sido amplamente empregada para a classificação de eventos em epidemiologia e medicina, entre outros motivos pela capacidade de processamento de grandes volumes de dados, adequação a desfechos com múltiplas categorias assim como a necessidade de poucas premissas. No âmbito do VigIAr, a variável desfecho será definida pela confirmação laboratorial de casos de arboviroses (Zika, Chikungunya, Dengue, Oropouche ou Mayaro) por método de biologia molecular (RT-PCR). Serão avaliados ainda desfechos compostos por coinfecções dessas arboviroses. O grupo controle será constituído pelos casos com resultados negativos para as arboviroses supracitadas. As variáveis explicativas consistirão nos sinais e sintomas clínicos e resultados de exames laboratoriais de rotina para diagnóstico das arboviroses de interesse. Dados obtidos a partir dos formulários clínicos aplicados, bem como dos achados laboratoriais básicos descritos anteriormente, serão primeiramente separados aleatoriamente em dois conjuntos: (i) conjunto de treinamento do modelo (70% dos registros) e (ii) conjunto de avaliação de desempenho do modelo (30% dos registros). Resultados esperados: Como resultado direto deste projeto, esperamos produzir modelos capazes de lidar com a incerteza do diagnóstico dos arbovírus circulantes em nosso país, diante de um cenário de múltiplas epidemias de arboviroses. Nossos achados permitirão um diagnóstico mais preciso para tais doenças, contribuindo para o manejo clínico adequado e o aprimoramento da vigilância em saúde. A tecnologia aplicada, tanto do ponto de vista laboratorial quanto de análises será transferida para a atenção primária e hospitalar, podendo ser aplicada na rotina das atividades da vigilância em saúde, contribuindo para a consolidação do Sistema Único de Saúde - SUS. Os resultados serão organizados e divulgados sob forma de artigos científicos publicados em periódicos internacionais de alto impacto, preenchendo importantes lacunas no conhecimento a respeito da vigilância da infecção por arboviroses.
Integrantes: VANDERSON DE SOUZA SAMPAIO (coordenador), Wuelton Marcelo Monteiro, Felipe Gomes Naveca, Flor Ernestina Martinez Espinosa, Daniel Barros de Castro, Antonio José Leal Costa, MARIA GABRIELA DE ALMEIDA RODRIGUES, ALINNE DE PAULA RODRIGUES ANTOLINI, Rosemary Costa Pinto, Bernardino Cláudio de Albuquerque, Cristiano Fernandes da Costa, Camila Helena Aguiar Bôtto de Menezes, Gleica Soyan Barbosa Alves, Gerusa Belo Gibson dos Santos, Natália Santana Paiva, Sheyla Maria Torres Goulart Citrangulo, Bárbara Aparecida Chaves, Emílio Borges do Carmo Neto, Fabiana Silva de Souza, Samuel Benjamin Aguiar de Oliveira, Bleno Leonam Gonçalves da Costa.
2020 a AtualEstudo de fase IIb para avaliar eficácia e segurança do difosfato de cloroquina no tratamento de pacientes hospitalizados com síndrome respiratória grave no âmbito do novo coronavírus (SARS-CoV2): um ensaio clínico, duplo-cego, randomizado
Ensaio clínico, duplo-cego, randomizado controlado com placebo. Um total de 440 indivíduos de ambos os sexos, com idade acima 18 anos, com diagnóstico de doença respiratória grave, hospitalizados em um dos Hospitais participantes do estudo, com suspeita de SARS-CoV2, serão randomizados em dois grupos de tratamento, na razão de 1:1, sendo o Grupo 1 CQ 600mg 2 vezes ao dia por 10 dias e o Grupo 2 CQ 450mg 2 vezes ao dia no primeiro dia e 450mg 1 vez ao dia nos 4 dias seguintes. Por se tratar de um estudo cego, no Grupo 2 no D1 o participante receberá um comprimido de placebo 2 vezes ao dia e de D2 a D5 1 comprimido de placebo 1x ao dia + 4 comprimidos de placebo 1x ao dia.
Integrantes: Marcus Vinicius Guimarães de Lacerda (coordenador), Wuelton Marcelo Monteiro, Gisely Cardoso de Melo, Maria Paula Gomes Mourão, Felipe Gomes Naveca, Quique Bassat, Vanderson Sampaio, Marcelo Brito, Fernando Val, Marcia Almeida Araújo Alexandre, Djane Clarys Baia da Silva, SIQUEIRA, ANDRÉ, FERREIRA, LUIZ C. L., BRITO-SOUSA, JOSE DIEGO, Monique Freire, Mayla Borba.
2020 a AtualTrabalho e gestão em saúde na Pandemia de COVID-19 em Manaus: experiências de trabalhadores e usuários
O preparo dos serviços de saúde e recursos humanos é imprescindível para enfrentamento da pandemia de COVID-19. O trabalho em saúde exige compreensões que reconheçam a centralidade do sujeito trabalhador na produção do cuidado e, em cenários críticos como da pandemia do COVID-19, há elementos novos e desafiadores à inteligência operante dos serviços, com novos problemas, ameaças e reconstrução de capacidades. Na mesma rede assistencial os usuários enfrentam desafios e desenvolvem estratégias na busca pelo cuidado à sua saúde. Os subsídios conceituais iniciais da presente proposta se referem a 4 eixos articulados: - os construtos de ?ambientes saudáveis? e ?ambientes favoráveis/positivos de prática? ; - o conceito de processo de trabalho (com destaque para a força de trabalho, as necessidades, os instrumentos e a organização do trabalho); - a valorização das experiências dos trabalhadores para a compreensão e a intervenção sobre o trabalho, articulando a dimensão objetiva/material/técnica à subjetividade, especialmente a partir de contribuições teóricas da ergologia; - a valorização das experiências dos usuários/pacientes em seus itinerários terapêuticos. O Objetivo geral do estudo é Analisar experiências construídas no curso da Pandemia de COVID-19 na rede de atenção do munícipio de Manaus, sob a ótica de gestores, trabalhadores de saúde e usuários. O estudo integra, no mínimo, 3 teses de doutoramento e 1 dissertação de mestrado do Programa de Pós-Graduação em Medicina Tropical (PPGMT/UEA), que contribuirão com avanços teóricos e técnicos sobre o processo de trabalho no SUS, especialmente dos arranjos tecnológicos no cuidado e en-frentamento de pandemias.
Integrantes: Flavia Regina Ramos (coordenador), Wuelton Marcelo Monteiro, Jacqueline de Almeida Gonçalves Sachett, Marcus V. G. Lacerda, Denise Maria Guerreiro da Silva, Darlisom Sousa Ferreira, Wagner Ferreira Monteiro, Igor Castro Tavares, Kássia Janara Veras Lima, George Lucas Augusto Trindade da Silva, Cleise Maria de Goes Martins.
2020 a AtualDESCENTRALIZAÇÃO DO TRATAMENTO ANTIVENENO NOS ACIDENTES OFÍDICOS NA AMAZÔNIA BRASILEIRA: GERANDO EVIDÊNCIAS SOBRE A SEGURANÇA E EFETIVIDADE (SAVING)
O Projeto SAVING visa ampliar acesso da população aos antivenenos, avaliando a criação de procedimentos operacionais e a validação de protocolo simplificado de manejo de acidentes ofídicos objetivando a descentralização do tratamento antiveneno nos envenenamentos ofidicos para unidades de saúde de baixa complexidade, sob a supervisão de profissionais não-médicos. O projeto visa ainda a incorporação do protocolo clínico e o treinamento dos profissionais para replicar a utilização deste protocolo.
Integrantes: Wuelton Marcelo Monteiro (coordenador), SACHETT, JACQUELINE A.G., FAN, HUI WEN, VAL, FERNANDO, VANDERSON DE SOUZA SAMPAIO, MARCUS VINICIUS GUIMARÃES LACERDA.
2020 a AtualPrograma Fiocruz de Fomento à Inovação - Geração De Conhecimento - Enfretamento Da Pandemia E Pós-Pandemia COVID-19
Apesar do aumento das ameaças globais do COVID-19, a resposta do hospedeiro contra a infecção por SARS-CoV-2 e os fatores associados a gravidade permanecem pouco compreendidos. Os estudos de biologia de sistemas oferecem uma maneira de revelar os componentes celulares individuais (proteínas, lipídios, metabólitos) que são modulados ao longo da infecção, podendo, dessa forma oferecer uma melhor compreensão das interações patógeno-hospedeiro5. Em geral, as respostas celulares impulsionadas por proteínas após a infecção podem favorecer a liberação ou disseminação viral. Portanto, a obtenção do perfil de proteínas totais isoladas de células infectadas ao longo da infecção pode fornecer informações sobre mecanismos moleculares subjacentes de patogenicidade e potencialmente destacar alvos para intervenção farmacológica6 e entendimento do prognóstico dos pacientes. Além disso, diferentes metabólitos celulares desempenham funções importantes durante respostas antivirais, como sinalização, início ou resolução de inflamação, vem como aspectos da imunidade adquirida7. Portanto, os níveis de metabólitos podem ser definidos entre os estados saudáveis e os da doença, não apenas para entender os gatilhos da mudança, mas também para descobrir possíveis biomarcadores nos estágios iniciais ou de gravidade da doença. Assim, análises do perfil transcricional, caracterizando os principais tipos celulares envolvidos por meio de single-cell RT-PCR (sc-RT-PCR) e metabolômica de células após infecção por SARS-CoV-2 são extremamente úteis para identificar a dinâmica da resposta do hospedeiro e as redes reguladoras de expressão gênica. Manaus vem se apresentando como um dos municípios com maior incidência de COVID-19 no país. O objetivo deste projeto é identificar marcadores moleculares preditores da gravidade em indivíduos com síndrome respiratória aguda, no âmbito do novo coronavírus (SARS-CoV2), como potencial emprego como biomarcadores para o manejo adequado destes pacientes.
Integrantes: Marcus Lacerda (coordenador), Wuelton Marcelo Monteiro, Lucas Barbosa Oliveira, GISELY CARDOSO DE MELO, VANDERSON DE SOUZA SAMPAIO, MARIA GABRIELA DE ALMEIDA RODRIGUES, FERNANDO FONSECA DE ALMEIDA E VAL, BRITO-SOUSA, JOSE DIEGO, ABREU NETTO, REBECA LINHARES DE, Mayla Gabriela Silva Borba, Djane Baía da Silva, MWANGI, VICTOR IRUNGU, Carlos Eduardo Padron de Morais.
2020 a AtualEstudo de fase I, de centro único, randomizado, aberto, com grupos paralelos, para avaliação farmacocinética do uso de artesunato- mefloquina em associação com primaquina e tafenoquina (Estudo AMino)
A terapia combinada com artemisina (ACT) produzida no Brasil por Farmanguinhos é artesunato/mefloquina (ASMQ). Tem igual ação sobre P. vivax e P. falciparum. A interação droga a droga com primaquina e tafenoquina é ainda desconhecida. Caso não haja importante interação, as drogas poderão ser utilizadas de forma combinada para o tratamento de ambos tipos de malária, o que representa um grande avanço no tratamento dessa doença, em áreas em que ambas espécies circulam. Pretende-se no Estudo Amino realizar um estudo de fase I com pessoas saudáveis hospitalizadas, com foco na farmacocinética das drogas de estudo e detecção de eventuais eventos adversos.
Integrantes: LACERDA, MARCUS VINÍCIUS GUIMARÃES DE (coordenador), Wuelton Marcelo Monteiro, Quique Bassat, MELO, G. C., VAL, FERNANDO F.A., Mariana Simão Xavier, André Machado de Siqueira, Antônio Alcirley da Silva Balieiro, Ariandra Guerini Sartim, Joel Tarning, Suiane da Costa Negreiros do Valle.
2020 a AtualPROPOSTA DE DESCENTRALIZAÇÃO DO DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO DE ACIDENTES POR ANIMAIS PEÇONHENTOS NOS DSEI DO AMAZONAS
Os acidentes por animais peçonhentos, especialmente os envenenamentos ofídicos, representam um problema de saúde muito importante nas populações indígenas, que apresentam maior taxa de gravidade e letalidade em relação às populações não-indígenas. O objetivo desta proposta é capacitar médicos e enfermeiros para posterior descentralização do soro antiofídicos para Distritos Sanitários Indígenas no Estado do Amazonas.
Integrantes: Wuelton Marcelo Monteiro (coordenador), SACHETT, JACQUELINE A.G., Deugles Cardoso.
2020 a AtualFortalecimento da farmacovigilância e adesão terapêutica ao tratamento antimalárico na Região das Américas
A proposta tem o objetivo de realziar o fortalecimento da farmacovigilância e adesão terapêutica ao tratamento antimalárico na Região das Américas, especialmente no Brasil e Peru, tanto nos aspectos de segurança e efetividade do tratamento.
Integrantes: Sheila Rodrigues Rodovalho (coordenador), Wuelton Marcelo Monteiro, André M. Siqueira, Lacerda, Marcus Vinícius Guimarães, Adila Liliane Dias.
2020 a AtualSAFEPRIM - IMPLANTAÇÃO DO TESTE RÁPIDO PARA DIAGNÓSTICO DA DEFICIÊNCIA DE GLICOSE 6-FOSFATO DESIDROGENASE EM UNIDADES DE DIAGNÓSTICO DE MALÁRIA DE DOIS MUNICÍPIOS DA REGIÃO AMAZÔNICA BRASILEIRA
Para que o uso de drogas do tipo 8-aminoquinolina de dose única seja implementado no Brasil, é necessária uma maior segurança quanto ao tratamento com essas drogas, em conformidade com as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) de avaliar o status da dG6PD previamente ao tratamento de malária vivax e administração desta classe de droga. Portanto, o presente estudo visa avaliar a implantação em campo do teste rápido CareStartTM G6PD (TR CS-G6PD) e biosensor quantitativo point-of-care StandardTM G6PD (BQ S-G6PD) para a detecção de deficiência glicose-6-fosfato desidrogenase (dG6PD) em indivíduos com malária vivax, em unidades de diagnóstico de malária de dois municípios da Amazônia Brasileira, Rio Preto da Eva-AM e Mancio Lima-AC. Além disso, avaliar-se-á a confiabilidade da interpretacao dos testes pelos agentes de saúde e dos resultados obtidos na testagem de pacientes, aceitabilidade da triagem por parte dos agentes e pacientes, custo-efetividade da implementação e incidência de internações hospitalares por anemia hemolítica. Este projeto contribuirá com resultados importantes na avaliação do diagnóstico realizado em campo por trabalhadores de rotina nos serviços de saúde dos municípios da Amazônia Brasileira, podendo subsidiar o Programa Nacional de Controle da Malária, do Ministério da Saúde, com evidências, caso haja a recomendação da adoção do teste como política antes do tratamento de malária vivax no país. O projeto também atende a recomendação da Organização Mundial de Saúde, em relação ao desenvolvimento de um plano piloto de implementação e progresivo escalonamento da testagem da enzima G6PD em colaboração com grupo de trabalho técnico nacional.
Integrantes: Lacerda, Marcus Vinícius Guimarães (coordenador), Wuelton Marcelo Monteiro, Sheila Vitor da Silva, DE BRITO SOUSA, JOSE DIEGO, VANDERSON DE SOUZA SAMPAIO.
2020 a AtualThe burden and postmortem characteristics of histoplasmosis among HIV-infected deaths : A study using MITS in the Brazilian Amazon
Project goal: To design and assess the performance of minimally invasive autopsy (MIA) tools for investigation of infectious causes of death, and to evaluate the acceptability and feasibility of using such tools in different cultural, religious and geographical backgrounds. Objectives and critical milestones: This proposal includes an initial validation study (Objective 1) to assess the performance of MIA compared to CDA to investigate infectious causes of death in patients of four different age groups [1. Stillbirths and newborns; 2. Children aged 1month-5 years of age; 3. Women of child-bearing age (including pregnant ones); and 4. Other adults]. We would aim to recruit deaths from these four age groups in two tertiary-level hospitals with well-functioning pathology departments and research infrastructures, in Maputo (Mozambique) and Manaus, (Brazil). The performance of MIAs for the diagnosis of specific infections and cause of death determination will be compared to that of the ?gold standard? CDAs in approximately 320 cumulative non-traumatic deaths (including all age groups) recruited between both sites (260 patients in Maputo, 60 patients in Manaus). The expected outcome of this initial exercise will be the production of manual/protocol predefining the minimum set of samples, microbiological procedures and imaging aids needed for the MIA for its use in post-mortem infectious disease investigation.
Integrantes: Marcus Vinicius Guimarães de Lacerda (coordenador), Wuelton Marcelo Monteiro, Luiz Carlos de Lima Ferreira, Quique Bassat, Monique Freire.
2019 a AtualInterdisciplinaridade, Ciência de Dados e Comunicação Eficiente de Resultados: Uma Proposta para a CAPES/FAPEAM - CONSOLIDAÇÃO DA PÓS-GRADUAÇÃO - Consolidação do Programa de Pós-Graduação em Medicina Tropical da UEA/FMT-HVD
O Programa de Pós-Graduação em Medicina Tropical (PPGMT) da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) funciona em convênio amplo com a Fundação de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD). A parceria da UEA com uma instituição de pesquisa (FMT-HVD), que também é parte do Sistema Único de Saúde (SUS), permite uma permanente retroalimentação das linhas e prioridades de pesquisa, com base na carga das doenças. A meta do grupo é clara, ou seja, de elevar seu conceito na próxima avaliação quadrienal, sendo o primeiro curso com Conceito 6 na Região Amazônica. Desde a criação da Fapeam, a FMT-HVD sempre se despontou como uma instituição de saúde com grande potencial de captação de recursos. Consideram-se que a Fapeam hoje representa uma grande parceira na concretização de projetos relevantes na área de saúde no Estado do Amazonas, com destaque para as doenças tropicais endêmicas. Dezenas de alunos de mestrado e doutorado foram contemplados com bolsas da Fapeam trabalhando na FMT-HVD, bem como um considerável quantitativo de recursos financeiros já foram destinados à UEA e FMT-HVD por meio de projetos aprovados em diversos editais, o que contribuiu para a formação de recursos humanos, transferência de tecnologia e melhoria da infraestrutura. Tendo em mente os fundamentos da biologia integrativa que exige conhecimentos das ciências exatas, computação, imagens e matemática para abordar questões críticas em sistemas biológicos, este projeto propõe utilizar estratégias inovadoras e técnicas avançadas de análise para integrar diferentes tipos de dados em projetos que tenham impacto na medicina tropical.
Integrantes: Wuelton Marcelo Monteiro (coordenador), Maria das Graças Vale Barbosa, Marcelo Cordeiro dos Santos, Vanderson Sampaio, MELO, GISELY CARDOSO, PIMENTA, PAULO F. P., Marcus Vinícius Guimarães de Lacerda, Allyson Guimarães da Costa, VAL, FERNANDO F.A..
2019 a AtualCOMUNICAÇÃO EFICIENTE DE RESULTADOS DE PESQUISA: PROPOSTA PARA A CONSOLIDAÇÃO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM MEDICINA TROPICAL DA UEA/FMT-HVD - PAPAC 2019
O objetivo desta proposta é aumentar a produtividade e competitividade na capacitação de profissionais para o exercício de prática profissional avançada, transferência de conhecimento para a sociedade, articulação da formação profissional com a necessidade de organizações públicas ou privadas, para atingir excelência acadêmica em nível estadual, regional e nacional. Com isso, pretende-se: 1. Publicação de ao menos 10 artigos científicos, com dados originados de trabalhos de conclusão de mestrado e doutorado, em revistas de alto impacto científico; 2. Divulgação dos dados de pesquisa em Medicina Tropical gerados na Amazônia para a comunidade científica global; 3. Aumentar a produtividade dos pesquisadores locais, em termos de publicação científica e captação de recursos; 4. Formar profissionais de alto nível para a Região Amazônica.
Integrantes: Wuelton Marcelo Monteiro (coordenador), Maria das Graças Vale Barbosa, Maria das Graças Costa Alecrim, Marcus Vinicius Guimarães de Lacerda, Luiz Carlos de Lima Ferreira, Marcelo Cordeiro dos Santos, MELO, GISELY, Jacqueline de Almeida Gonçalves Sachett, Vanderson S Sampaio.
2019 a AtualPRO-ESTADO - BUSCANDO A EXCELÊNCIA NO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM MEDICINA TROPICAL DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAZONAS/FUNDAÇÃO DE MEDICINA TROPICAL DR. HEITOR VIEIRA DOURADO
O Programa de Pós-Graduação em Medicina Tropical (PPGMT), área de concentração Doenças Tropicais e Infecciosas, da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) funciona em convênio amplo com a Fundação de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD). Apresenta caráter interdisciplinar e multiprofissional, constituindo-se em espaço acadêmico para formação de mestres e doutores. Trata-se de um dos dois únicos programas de pós-graduação em Medicina Tropical/Doenças Infecciosas da Região Norte do Brasil. Trata-se de um dos dois únicos programas de pós-graduação em Medicina Tropical/Doenças Infecciosas da Região Norte do Brasil. Com uma única área de concentração em Doenças Tropicais e Infecciosas, apresenta caráter interdisciplinar e multiprofissional, constituindo-se em espaço acadêmico para formação de mestres e doutores. A parceria da UEA com uma instituição de pesquisa (FMT-HVD), que também é parte do Sistema Único de Saúde (SUS), permite uma permanente retroalimentação das linhas e prioridades de pesquisa, com base na carga das doenças. Ou seja, a pesquisa aplicada que é desenvolvida no PPGMT é uma resposta aos principais problemas de saúde pública relacionados com doenças infecciosas, no Estado do Amazonas, colaborando de forma muito direta para o seu controle ou resolução. Conforme ressaltado na Avaliação Quadrienal CAPES 2013-2016, o PPGMT apresenta impacto regional muito relevante para o desenvolvimento das atividades de ensino superior e pesquisa, sendo que suas atividades do Programa contribuíram para a nucleação de 3 outros Programas no Estado do Amazonas. A meta do grupo é clara, ou seja, de elevar seu conceito na próxima avaliação quadrienal, sendo o primeiro curso com Conceito 6 na Região Amazônica. Para atingir excelência estadual, regional e nacional, esta proposta é uma iniciativa para manter, do ponto de vista financeiro, as atividades referentes acadêmicas de uma forma global, envolvendo recursos para formação de redes de colaboração com pesquisadores nacionais e internacionais, desenvolvimento de pesquisas clínicas e de laboratório e para divulgação de resultados científicos na forma de artigos, em revistas de alto prestígio.
Integrantes: Wuelton Marcelo Monteiro (coordenador), Jorge Augusto de Oliveira Guerra, Maria das Graças Costa Alecrim, Luiz Carlos de Lima Ferreira, Marcelo Cordeiro dos Santos, Rajendranath Ramasawmy, Stefanie Costa Pinto Lopes, Paulo Filemon Paolucci Pimenta, Adele Schwartz Benzaken, MELO, GISELY C., SACHETT, JACQUELINE, Allyson Guimarães da Costa, Marcus Vinícius Guimarães de Lacerda, Jacqueline de Almeida Gonçalves Sachett, VANDERSON DE SOUZA SAMPAIO, VAL, FERNANDO F.A., Maria G. V. Barbosa Guerra.
2019 a AtualManutenção da infraestrutura da Plataforma multi-usuário de Biologia Molecular
Dessa forma, esta proposta tem por finalidade a aquisição de financiamento específico para a manutenção de um Real time PCR 7500, 2 termocicladores Veriti bloco com 96 poços e um fluxo laminar veco CFLV-9 da Plataforma multiusuário de biologia molecular do IPCCB da FMT-HVD. Esses equipamento vão atender os pesquisadores da Universidade do Estado do Amazonas, e x x e e disponibilizado o para treinamento e atendimento a toda comunidade científica amazonense. Dessa maneira, o pioneirismo do IPCCB necessita de amparo e suporte para a manutenção e optimização de funcionamento do equipamento em questão. Foco importante será dado para a utilização do equipamento pelos estudantes de programas de pós-graduação, em especial aos alunos do Programa de Pós-graduação em Medicina Tropical, Conceito 5 CAPES, para que os mesmos possam utilizar esses equipamentos para o melhor desenvolvimento de suas pesquisas. Destarte, esperamos contribuir para tornar os laboratórios de pesquisa do Estado do Amazonas tão bem equipados e atualizados quanto os das melhores instituições internacionais.
Integrantes: Wuelton Marcelo Monteiro (coordenador), Gisely Cardoso de Melo, Djane Clarys Baia da Silva, Marcus Vinícius Guimarães de Lacerda.
2019 a AtualUNIVERSAL AMAZONAS - EFEITOS DOS CENÁRIOS CLIMÁTICOS FUTUROS SOBRE O CICLO DE VIDA E INFECCIOSIDADE DE Anopheles aquasalis (DIPTERA: CULICIDAE) À Plasmodium vivax
O presente trabalho visa compreender o comportamento do vetor e do agente etiológico perante as alterações do clima, prognosticadas pelos cenários climáticos utilizando-se três cenários previstos pelo IPCC - AR5 (Cenário de mitigação rigoroso-RCP2.6, Cenários intermediários-RCP4.5 e Cenário com emissões muito altas RCP8.5), um cenário atual (baseado em variações que seguirão em tempo real às condições naturais externas, coletadas por sensores especialmente instalados na floresta) e um ambiente comparativo onde espécies de Anopheles aquasalis se mantém em condição de colonização e cujos aspectos de interação Plasmodium-vetor são relatados na literatura. Procederemos este projeto em duas diferentes etapas. Na primeira fase analisaremos o efeito climático no fitness reprodutivo e na longevidade de dez gerações de Anopheles aquasalis em distintas condições climáticas simuladas (cenários RCP 2.6, RCP4.5, RCP8.5, controle e condições de insetário), já na segunda fase analisaremos o efeito das diferenças climáticas na infecção de An. aquasalis com Plasmodium vivax, analisando também a expressão de genes imunes associados a resposta ao parasito em diferentes condições climáticas após 5 e 10 dias da infecção comparando com as condições de criação em laboratório.
Integrantes: Wuelton Marcelo Monteiro (coordenador), Marcus Vinicius Guimarães de Lacerda, Paulo Filemon Paolucci Pimenta, Djane Clarys Baia da Silva, MELO, GISELY, VAL, FERNANDO F., Adalberto Val, Maria G. V. Barbosa Guerra, Wilsandrei Cella.
2019 a AtualBuscando a Excelência do Programa de Pós-Graduação em Medicina Tropical - POSGRAD 2019
Conforme ressaltado na Avaliação Quadrienal CAPES 2013-2016, o PPGMT apresenta impacto regional muito relevante para o desenvolvimento das atividades de ensino superior e pesquisa, sendo que suas atividades do Programa contribuíram para a nucleação de 3 outros Programas no Estado do Amazonas. Para atingir excelência estadual, regional e nacional, esta proposta é uma iniciativa para manter, do ponto de vista financeiro, as atividades referentes acadêmicas de uma forma global, envolvento recursos para formação de redes de colaboração com pesquisadores nacionais e internacionais, desenvolvimento de pesquisas clínicas e de laboratório e para divulgação de resultados científicos na forma de artigos, em revistas de alto prestígio. O objetivo deste projeto é aumentar a produtividade e competitividade na capacitação de profissionais para o exercício de prática profissional avançada, transferência de conhecimento para a sociedade, articulação da formação profissional com a necessidade de organizações públicas ou privadas, para atingir excelência acadêmica em nível estadual, regional e nacional.
Integrantes: Wuelton Marcelo Monteiro (coordenador), Maria das Graças Costa Alecrim, Marcus Vinicius Guimarães de Lacerda, Luiz Carlos de Lima Ferreira, Marcelo Cordeiro dos Santos, Vanderson Sampaio, MELO, GISELY C, Allyson Guimarães da Costa, PIMENTA, PAULO FILEMON PAOLUCCI, Maria das Graças Vale Barbosa Guerra, Jacqueline de Almeida Gonçalves Sachett, VAL, FERNANDO F.A..
2018 a AtualESTUDO DEMONSTRATIVO DE ELIMINAÇÃO DA MALÁRIA EM EIRUNEPÉ (AM), A PARTIR DO BLOQUEIO DA TRANSMISSÃO, PELO USO INTEGRADO E OPORTUNO DE FERRAMENTAS DE CONTROLE EXISTENTES (ESTUDO BLOQUEAR)
Na Amazônia, a mortalidade por malária tem diminuído substancialmente ao longo do tempo, em contraste com o aumento de complicações clínicas em casos importados, submetidos ao diagnóstico e ao tratamento tardio em estados fora da Amazônia. Estas melhorias foram possíveis através de um renovado compromisso político e financeiro. Após declarações no Fórum da Malária em 2007, convocado pela Fundação Bill & Melinda Gates (BMGF), endossadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS), a comunidade internacional adotou um plano ambicioso para aumentar o controle da malária com vistas à eliminação regional e objetivo final de erradicação global. O município de Eirunepé, que já enfrentou grandes epidemias de malária, resume todos os desafios para o controle e eliminação da doença: grande vulnerabilidade histórica, extensa área indígena, longas distâncias de difícil acesso e alternância de interesses políticos no controle da doença. Em 2012, 9.231 casos foram notificados, mas após intenso esforço no controle, 2017 registrou apenas 53 casos autóctones, até 21/06/17. O objetivo principal deste estudo é testar a hipótese de que o bloqueio da transmissão da malária se dará a partir do uso integrado e oportuno de ferramentas já existentes no sistema de combate à malária através de uma nova abordagem dos casos diagnosticados, em área de muito baixa transmissão. Para isso pretende-se realizar um estudo prospectivo sobre o efeito de uma ação integrativa e oportuna de metodologias já existentes de combate à malária, no município de Eirunepé, Amazonas. O monitoramento de casos de malária local, sua identificação, tratamento e acompanhamento, além da identificação de casos importados, será realizado de forma contínua durante o período de 12 meses através de três etapas: ETAPA 1 ? Tratamento do caso diagnosticado e tratamento em massa focal (em toda a população em um raio de 500m do local onde vive o caso inicial) com artemeter/lumefantrina por 3 dias e primaquina por 7 dias, nas doses recomendadas pelo PNCM; ETAPA 2 ? Distribuição de mosquiteiros impregnados para toda a população em um raio de 500m do local onde vive o caso inicial; ETAPA 3 ? Borrifação intradomiciliar em todas as casas em um raio de 500m do local onde vive o caso inicial. Novas estratégias e ferramentas, voltadas especificamente para interromper a transmissão da malária, deverão ser colocadas em prática para atingir a eliminação. Fundamentado nesses conceitos-chave, este projeto irá se concentrar na geração da evidência científica que ainda é necessária para os gestores, a fim de desenvolver planos de eliminação da malária específicos para a região, em um futuro próximo. A principal missão é realizar pesquisa que leve a achados inovadores que ajudarão nas decisões de implementação de programas de eliminação de malária em áreas endêmicas do Brasil e possivelmente outros países.
Integrantes: DE LACERDA, MARCUS V G (coordenador), Wuelton Marcelo Monteiro, Gisely Cardoso de Melo, Bernardino C Albuquerque, BARBOSA GUERRA, MARIA G. V..
2018 a AtualG6PD/CNPq - SEGURANÇA E EFICÁCIA DE REGIMES DIFERENCIADOS DE PRIMAQUINA NO TRATAMENTO DE MALÁRIA VIVAX EM PACIENTES DEFICIENTES DE GLICOSE-6-FOSFATO-DESIDROGENASE
O tratamento convencional da malária causada por P. vivax inicia­-se com a administração oral da cloroquina durante três dias para atuar nas formas sanguíneas do protozoário e com o regime oral de primaquina por sete dias na dose de 0.5mg/kg/dia para eliminar as formas hipnozoíticas. Dessa forma, verifica­se que apenas com o uso de primaquina é possível a cura radical da malária vivax, tornando essa droga uma ferramenta essencial para os programas de eliminação da doença. Porém, a preocupação com a sua administração reside no fato do risco de hemólise desencadeada a partir da utilização da primaquina em indivíduos com deficiência da enzima glicose­6­fosfato desidrogenase (G6PD). Sabe­se que o regime terapêutico convencional para tratar malária vivax não é seguro e nem eficaz em deficientes de G6PD e que no Brasil, ainda não se tem como rotina, testes rápidos para detecção de deficiência de G6PD, levando ao uso inseguro de primaquina em deficientes de G6PD e colocando­os em risco de hemólise. A fim de buscar novos meios de solucionar este impedimento para a cura radical da malária vivax no Brasil, este estudo tem como objetivo avaliar se o regime prolongado de primaquina semanalmente durante oito semanas e se o inicio tardio da administração da droga são eficazes e seguros em pacientes com a deficiência de G6PD.
Integrantes: Marcus Vinicius Guimarães de Lacerda (coordenador), Wuelton Marcelo Monteiro, Gisely Cardoso de Melo, Stefanie Costa Pinto Lopes, Aline Alencar, Marcia Almeida Araújo Alexandre, José Diego Brito de Sousa, André Machado de Siqueira.
2018 a AtualELIMINA - Brazilian Institute on Malaria Elimination Science-selected work packages
Tafenoquine (TFQ), uma cura radical de dose única para a malária de P. vivax, como a primaquina (PQ), tem uma responsabilidade G6PD. O teste de deficiência de G6PD (G6PDd) com um teste quantitativo será obrigatório antes do uso de TFQ para identificar de forma confiável e somente tratar pessoas com atividade G6PD suficiente. O uso de um teste G6PD qualitativo é provável apropriado para machos e fêmeas ao usar PQ e potencialmente para machos usando TFQ. Embora o teste do G6PDd atualmente não seja amplamente realizado na América Latina, o Programa Nacional de Controle da Malária (NMCP) tem discutido que há uma justificativa para sua introdução a nível nacional em alguns estudos de segurança PQ realizados na região amazônica. No entanto, não há experiência prévia no teste G6PD nas Américas, em áreas endêmicas, e há algumas especulações sobre como este novo passo será rotineiramente inserido na rede de diagnóstico e tratamento da malária. Um estudo de implementação da vida real informaria e forneceria evidências iniciais para apoiar as negociações governamentais sobre a implementação do TFQ no futuro próximo. Recentemente, uma análise de custo-efetividade e impacto orçamentário conduzida pelo PI desta proposta (Peixoto et al., Malaria Journal 2016) demonstram que o uso do teste de diagnóstico rápido CareStart G6PD antes da cura radical com PQ é benéfico se aplicado em áreas endêmicas do país
Integrantes: Lacerda, Marcus Vinícius Guimarães (coordenador), Wuelton Marcelo Monteiro.
2018 a AtualINQUÉRITO SOBRE A PREVALÊNCIA DA DEFICIÊNCIA DE G6PD NO AMAZONAS: RESOLVENDO UMA LACUNA PARA A SEGURANÇA DA CURA RADICAL DA MALÁRIA PELO PLASMODIUM VIVAX USANDO PRIMAQUINA
A primaquina é uma droga essencial para o controle e eliminação da malária, pois é a única opção atual de tratamento contra as recaídas do Plasmodium vivax., espécie predominante no Brasil. No entanto, a dificuldade de diagnóstico de deficiência da glicose-6-fosfato desidrogenase (G6PD) nas áreas de campo impede a utilização segura de primaquina, pois esta desordem genética torna as células sensíveis à hemólise potencialmente grave. A compreensão da prevalência das diferentes variantes da deficiência da G6PD é imprescindível para o desenvolvimento de estratégias de controle e eliminação da malária. Neste trabalho, pretende-se estimar a prevalência da deficiência de G6PD e de suas variantes na Amazônia Brasileira. Para isso, será conduzido um estudo transversal em 43 municípios com transmissão ativa de malária (14.838 amostras). Indivíduos do sexo masculino serão investigados pelo fluorescente spot test para a fenotipagem da deficiência de G6PD. Aqueles com fenótipo deficiente serão genotipados utilizando a técnica de RFLP e por meio de sondas para a busca de mutações. O sequenciamento será utilizado quando as técnicas anteriores não permitirem a identificação das mutações em amostras com fenótipo deficiente. O presente estudo cumprirá a complexa tarefa de caracterizar a distribuição e a diversidade das variantes de G6PD com o objetivo de contribuir para políticas de saúde baseadas em evidências para o uso da primaquina: vital para o controle e, finalmente, eliminação da malária. Este resultado é essencial para se estimar a morbidade relacionada à hemólise por primaquina e tafenoquina, quando esta última vier a ser empregada, nas Amazônia Brasileira, onde a malária vivax prevalece. O projeto já tem seu financiamento parcialmente aprovado pelo EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 20/2013, DO MINISTÉRIO DA SAÚDE, por intermédio da Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS). Porém, necessita-se ainda de financiamento para todas as análises moleculares, para a caracterização das variantes genéticas relacionadas à deficiência de G6PD e para a infecção malárica, bem como para uma parte dos trabalhos de campo, no Estado do Amazonas. O proponente apresenta produção científica ascendente quantitativa e qualitativamente, tendo grande potencial para a formação de recursos humanos em nível de mestrado e doutorado. O proponente acredita firmemente que este financiamento vai ser particularmente benéfico para o desenvolvimento de novas ferramentas para a eliminação da malária no Brasil, seguras do ponto de vista do tratamento radical medicamentoso.
Integrantes: Wuelton Marcelo Monteiro (coordenador), Monica Costa, Vanderson Sampaio, MELO, GISELY C, Marly Marques, Joabi Nascimento, VAL, FERNANDO, Marcus Vinícius Guimarães de Lacerda.
2018 a AtualPOSGRAD 2017 - Programa de Pós-Graduação em Medicina Tropical
A área de estudo do PPGMT contempla as doenças tropicais e infecciosas de maior ocorrência e impacto na Região Amazônica, em seus diversos aspectos biológicos, imunológicos, epidemiológicos, entomológicos, patogenéticos e terapêuticos. A parceria da UEA com uma instituição de pesquisa (FMT-HVD), que também é parte do Sistema Único de Saúde (SUS), permite uma permanente retroalimentação das linhas e prioridades de pesquisa, com base na carga das doenças. Ou seja, a pesquisa aplicada que é desenvolvida no PPGMT é uma resposta aos principais problemas de saúde pública relacionados com doenças infecciosas, no Estado do Amazonas, colaborando de forma muito direta para o seu controle ou resolução. O curso de mestrado acadêmico tem como objetivo específico estabelecer e aprofundar o conhecimento técnico e acadêmico de graduados da área de saúde e outras áreas afins, possibilitando a formação de docentes de ensino superior em doenças tropicais e infecciosas. O curso de doutorado tem como objetivo formar pesquisadores em doenças tropicais e infecciosas, aptos à formação de grupos de pesquisa próprios e independentes, com ampla capacidade de captação de recursos, desenvolvimento de projetos de pesquisas originais, redação científica, além da consolidação da capacidade didática e de orientação/supervisão de alunos de graduação e de pós-graduação stricto sensu.
Integrantes: Wuelton Marcelo Monteiro (coordenador), Gisely Cardoso de Melo, Maria das Graças Vale Barbosa, Marcus Vinicius Guimarães de Lacerda, Marcelo Cordeiro dos Santos, VAL, FERNANDO, VANDERSON DE SOUZA SAMPAIO.
2017 a AtualZIKA-AM: Zika vírus na Amazônia Ocidental Brasileira: Gerando evidências para o manejo e controle de um novo problema de saúde pública
O Zika é considerado emergente desde 2007, ano em que ocorrei a primeira epidemia na Ilha de Yap dos estados Federados da Micronésia, causada por este vírus. Os sinais e sintomas mais comuns da infecção causado pelo ZIKV são artralgia, edema dos membros inferiores, febre baixa, erupções na pele, dores de cabeça, dor no retro orbial, sem conjuntivite purulenta, vertigem e mialgia. No Brasil, o primeiro relato de casos autóctones foi feito em 2015, quando 7/8 amostras de pacientes do Rio Grande do Norte, negativos para DENV e CHIKV, foram positivos para ZIKV através de testes moleculares. Como metas, este projeto tem por objetivo determinar os títulos de anticorpos anti-Febre Amarela, em pacientes com e sem infecção aguda por Zika vírus.
Integrantes: Marcus Vinicius Guimarães de Lacerda (coordenador), Wuelton Marcelo Monteiro, Maria das Graças Costa Alecrim, Maria Paula Gomes Mourão, Flor Ernestina Martinez Espinosa, Camila Bôtto-Menezes, Marcia Castilho, Michele Bastos.
2017 a AtualDistúrbios hemostáticos em acidentes botrópicos e laquéticos na região de Manaus, Estado do Amazonas
A composição e atividades biológicas dos venenos de serpentes podem variar não somente entre diferentes espécies de serpentes (variação interespecífica) como também dentro de uma mesma espécie (variação intraespecífica) a depender da origem geográfica, estágio ontogenético ou sexo da serpente. Estudos realizados com o veneno de B. atrox de diferentes origens geográficas demonstram variações em sua composição e atividades biológicas. O veneno de L. muta de diferentes origens geográficas também apresenta variação em sua composição.18 Assim, a presença dessa variabilidade poderia repercutir diretamente na gravidade das manifestações clínicas observadas nos acidentes ofídicos, bem como na necessidade de antivenenos mais efetivos. Um estudo mais detalhado sobre as alterações da coagulação e função plaquetária observadas em vítimas de acidentes ofídicos ocorridos na Amazônia brasileira ajudará a entender melhor o mecanismo de ação do veneno de serpentes de importância médica nessa região, ainda pouco conhecido. Além disso, uma vez que o veneno de B. atrox não é utilizado na produção do antiveneno comercial e há variação na composição e atividades biológicas do veneno de serpentes de diferentes origens geográficas, torna-se necessário avaliar a eficácia do antiveneno na reversão das alterações da coagulação presentes nas vítimas de acidentes botrópicos e laquéticos nas diferentes regiões.
Integrantes: Luiz Carlos de Lima Ferreira (coordenador), Wuelton Marcelo Monteiro, Jacqueline Sachett, Iran Mendonça da Silva, Sâmella Oliveira, Eliane Campos Alves.
2017 a AtualSero-surveillance to estimate the burden of Plasmodium vivax and P. falciparum infection in Latin America
Este projeto consiste em cooperação para realização de revisão sistemática que determine o status atual do uso de sorologia como método de estimativa de transmissão de malária na América Latina identificando possibilidade de avanço; além da exploração de potenciais novos marcadores por meio de técnicas sofisticadas (Luminex e microarray).
Integrantes: Lacerda, Marcus Vinícius Guimarães (coordenador), Wuelton Marcelo Monteiro, André Machado de Siqueira.
2017 a AtualUm Estudo Aberto, Não Comparativo, Multicêntrico para Avaliar a Farmacocinética, Segurança e Eficácia de Tafenoquina (SB-252263, WR238605) no Tratamento de Indivíduos Pediátricos com Malária por Plasmodium vivax
Estudo Aberto, Não Comparativo, Multicêntrico para Avaliar a Farmacocinética, Segurança e Eficácia de Tafenoquina (SB-252263, WR238605) no Tratamento de Indivíduos Pediátricos com Malária por Plasmodium vivax
Integrantes: Marcus Vinicius Guimarães de Lacerda (coordenador), Wuelton Marcelo Monteiro, Gisely Cardoso de Melo, Fernando Val, Aline Alencar, Marcia Almeida Araújo Alexandre.
2017 a AtualUm estudo aberto randomizado comparativo para avaliar a eficácia e a tolerabilidade de tratamentos esquizonticidas sanguíneos e efeito anti-recaída com Dihidroartemisinina mais Piperaquina vs Cloroquina associados a doses totais diferentes de Primaquina
Estudo aberto randomizado comparativo para avaliar a eficácia e a tolerabilidade de tratamentos esquizonticidas sanguíneos e efeito anti-recaída com Dihidroartemisinina mais Piperaquina versus Cloroquina associados a doses totais diferentes de Primaquina para malária não complicada por monoinfecção de Plasmodium Vivax
Integrantes: Marcus Vinicius Guimarães de Lacerda (coordenador), Wuelton Marcelo Monteiro, André M. Siqueira, Fernando Val, Aline Alencar, Kim Machado.
2017 a AtualDESENVOLVIMENTO DE MODELOS DE CLASSIFICAÇÃO PARA APOIO AO DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL DA INFECÇÃO PELO VÍRUS ZIKA: CONTRIBUIÇÃO PARA O APRIMORAMENTO DA VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA DAS ARBOVIROSES NO ESTADO DO AMAZONAS, BRASIL
A circulação concomitante de diferentes arbovírus em território brasileiro demandará novos procedimentos destinados ao diagnóstico diferencial das arboviroses no contexto da vigilância epidemiológica. Além das limitações de ordem financeira derivadas dos elevados custos para realização dos exames laboratoriais de confirmação em larga escala, a desobrigação do diagnóstico laboratorial de confirmação na vigência de epidemias ? como até recentemente determinado pela vigilância epidemiológica da dengue ? não será suficiente para a garantia da acurácia das notificações de casos. Considerando-se as limitações de natureza operacional relacionadas à confirmação diagnóstica em todo o Brasil, especialmente em períodos epidêmicos assim como em áreas de acesso restrito, como no interior do estado do Amazonas, o desenvolvimento de modelos de classificação diagnóstica baseados em sinais e sintomas clínicos e exames laboratoriais de rotina pode contribuir para o aprimoramento da acurácia das notificações de casos de Zika, Chikungunya, Dengue e outras arboviroses. Objetivo: Desenvolver modelos de classificação para apoio ao diagnóstico diferencial da infecção sintomática pelo vírus Zika em um cenário de transmissão concomitante de outras arboviroses (Chikungunya, Dengue, Oropouche e Mayaro) baseados em lógica difusa (fuzzy), inferência bayesiana e regressão logística, para aplicação no diagnóstico clínico e na vigilância em saúde. Metodologia: 1) Modelos fuzzy de classificação diagnóstica para casos sintomáticos de arboviroses de interesse serão desenvolvidos, baseados nas opiniões e experiências profissionais de especialistas nas áreas de infectologia e epidemiologia. Serão selecionados os sinais e sintomas clínicos comumente descritos entre as manifestações das diferentes infecções virais de interesse e definidas as variáveis linguísticas dos modelos fuzzy de classificação. Na etapa seguinte serão definidos os graus de pertinência dos sinais e sintomas selecionados em relação a cada uma das arboviroses. Em seguida serão estabelecidas as regras e relações fuzzy de acordo com o método direto de Mamdani, que comporão os modelos de classificação diagnóstica. 2) Será desenvolvido um modelo probabilístico utilizando-se o classificador Naive Bayes. A partir de um conjunto de dados obtidos de pacientes confirmados para 4 cada arbovirose, as seguintes probabilidades serão obtidas calculando as frequências relativas dos dados: probabilidade marginal dos sintomas P(Si), probabilidade marginal das doenças P(Dj) e a probabilidade condicional dos sintomas em todas as doenças P(Si∨Dj) . Sintomas que não forem relatados em uma das infecções em particular terão probabilidade condicional para a mesma igual a zero. Ao calcular o escore diagnóstico, as probabilidades zero eliminam as informações de outros sintomas, portanto, para evitar este problema as suas probabilidades condicionais zero serão corrigidas para 0,5. O diagnóstico diferencial será dado pela categorização e posicionamento dos diagnósticos em ordem decrescente dos seus escores diagnósticos correspondentes abaixo de um determinado cutoff. 3) Será desenvolvido um modelo de regressão logística múltipla multinomial em que a variável desfecho será definida pela confirmação laboratorial das arboviroses de interesse, por método de biologia molecular. As variáveis explicativas, representadas por sinais e sintomas clínicos e resultados de exames laboratoriais de rotina, serão incorporadas ao e mantidas no modelo múltiplo mediante critérios estatísticos contemplados na análise univariada (p<0,2) e no modelo final (p<0,05), respectivamente. 4) Os modelos gerados serão avaliados quanto aos seus desempenhos mediante comparação dos seus respectivos valores de sensibilidade, especificidade e valores preditivos positivos.
Integrantes: Wuelton Marcelo Monteiro (coordenador), Vanderson Sampaio, José Bento Pereira Lima, Bernardino C Albuquerque, Antonio José Leal Costa, José Ueleres Braga.
2015 a AtualEnsaio Clínico fase III para a avaliação da eficácia e segurança da vacina Dengue 1, 2, 3, 4 (atenuada) do Instituto Butantan
Descrição: Estudo Multicentrico de avaliação da vacina de Dengue do Instituto Butantan em Manaus.
Integrantes: Wuelton Marcelo Monteiro (coordenador), Marcus Vinicius Guimarães de Lacerda.
2015 a AtualResistência de Plasmodium vivax e Plasmodium falciparum aos antimaláricos: estudo multicêntrico para subsidiar o controle da malária na Amazônia Internacional
Os objetivos específicos deste projeto são: i) Estimar o tempo de clareamento parasitário do Pf e prevalência do polimorfismo do gene kelch-13 em várias áreas endêmicas no Brasil e na Guiana Francesa (onde já há registro de parasitas com tempo de clareamento prolongado); ii) Validar linhagem transgência de Pf resistente aos ARTs possibilitando triagem por EAR de novas drogas contra parasitos resistentes (interação com o PT9); iii) Uniformizar a maturação de Pv de curto prazo acoplado a citometria de fluxo a fim de monitorar o IC50 de CQ em áreas sentinelas da Amazônia durante os seis anos desta proposta e compará-las com falhas clínicas (interação com o PT9); e iv) Estimar a expressão de pvcrt e de pvmdr1 em isolados de Pv de áreas distintas da Amazônia Brasileira e da Guiana Francesa, comparando-as com falhas clínicas, para validação de seu uso na monitoração de resistência. O estudo já apresenta resultados parciais promissores, indicando a possibilidade do desenvolvimento de biomarcadores para resistência às drogas antimaláricas. Com marcadores moleculares de resistência, o tratamento de casos complicados deve ser diferente, com o uso de outras classes de drogas, o que ainda não é uma recomendação do Ministério da Saúde. Definição de melhor esquema terapêutico para o tratamento de malária vivax, o que pode modificar as atuais recomendações dos programas de controle, contribuindo, em última análise, para a queda do número de casos de malária vivax no Brasil e Guiana Francesa. Pretende-se dar um grande salto na investigação em malária, através dos estudos de expressão gênica e estudos de farmacovigilância visto que estes têm avançado na mesma velocidade do conhecimento específico sobre a doença e sua inter-relação com o homem doente. Os resultados dessa proposta podem contribuir para o controle da malária em países amazônicos, a médio e longo prazo.
Integrantes: Marcus Vinicius Guimarães de Lacerda (coordenador), Wuelton Marcelo Monteiro, Gisely Cardoso de Melo.
2013 a AtualInquérito de base populacional para a estimativa da deficiência da glicose-6-fosfato desidrogenase (G6PDd) na Amazônia Brasileira e estudo de custo-efetividade do teste rápido para a detecção de G6PDd em pacientes com malária
Inquérito de base populacional com o objetivo de estimar a prevalência da deficiência da glicose-6-fosfato desidrogenase (G6PDd) na Amazônia Brasileira e estudo de custo-efetividade do teste rápido para a detecção de G6PDd em pacientes com malária, visando o uso seguro de drogas hipnozoiticidas como a primaquina.
Integrantes: Marcus Vinicius Guimarães de Lacerda (coordenador), Wuelton Marcelo Monteiro, Monica Costa, Marly Marques, Gustavo Romero, Maria Regina Oliveira, Marcelo Brito, Henry Maia.

Current applied research projects

See all projects in Lattes

Recent publications

Articles in journals

Bee sting envenomation severe cases in Manaus, Brazilian Amazon: clinical characteristics and immune markers of case reports
2021. SOCIEDADE BRASILEIRA DE MEDICINA TROPICAL. REVISTA.
Heterogeneity in response to serological exposure markers of recent Plasmodium vivax infections in contrasting epidemiological contexts
2021. PLoS Neglected Tropical Diseases.
Nontuberculous Mycobacterial Infections after Aesthetic Procedures: Comparison of Clinical Features and Treatment
2021. The Journal of Clinical and Aesthetic Dermatology.
An Ultra-Sensitive Technique: Using Pv-mtCOX1 qPCR to Detect Early Recurrences of Plasmodium vivax in Patients in the Brazilian Amazon
2021. PATHOGENS.
Simultaneous circulation of Zika, Dengue, and Chikungunya viruses and their vertical co-transmission among Aedes aegypti
2021. ACTA TROPICA.
Should we care about Plasmodium vivax and HIV co-infection? A systematic review and a cases series from the Brazilian Amazon
2021. MALARIA JOURNAL.
Bioecological aspects of triatomines and marsupials as wild Trypanosoma cruzi reservoirs in urban, peri-urban and rural areas in the Western Brazilian Amazon
2021. MEDICAL AND VETERINARY ENTOMOLOGY.
Covid-19 Automated Diagnosis and Risk Assessment through Metabolomics and Machine Learning
2021. ANALYTICAL CHEMISTRY.
Adjunct N-Acetylcysteine Treatment in Hospitalized Patients With HIV-Associated Tuberculosis Dampens the Oxidative Stress in Peripheral Blood: Results From the RIPENACTB Study Trial
2021. Frontiers in Immunology.
Transmission-blocking compound candidates against Plasmodium vivax using P. berghei as an initial screening
2021. MEMORIAS DO INSTITUTO OSWALDO CRUZ.
Association of cfDNA levels and Bothrops envenomation
2021. TOXICON.
Severe Hypoxemia With Normal Heart and Respiratory Rate in Early-stage Coronavirus Disease 2019 Patients: The -Happy Hypoxemia Phenomenon-
2021. CLINICAL INFECTIOUS DISEASES.
A painful journey to antivenom: The therapeutic itinerary of snakebite patients in the Brazilian Amazon (The QUALISnake Study)
2021. PLoS Neglected Tropical Diseases.
Performance of a sensitive haemozoin-based malaria diagnostic test validated for vivax malaria diagnosis in Brazilian Amazon
2021. MALARIA JOURNAL.
A systematic review and an individual patient data meta-analysis of ivermectin use in children weighing less than fifteen kilograms: Is it time to reconsider the current contraindication?
2021. PLoS Neglected Tropical Diseases.
The risk of exotic venomous snakes to public health in Brazil
2021. SOCIEDADE BRASILEIRA DE MEDICINA TROPICAL. REVISTA.
High prevalence and mortality due to Histoplasma capsulatum in the Brazilian Amazon: An autopsy study
2021. PLoS Neglected Tropical Diseases.
Pathological findings and morphologic correlation of the lungs of autopsied patients with SARS-CoV-2 infection in the Brazilian Amazon using transmission electron microscopy
2021. SOCIEDADE BRASILEIRA DE MEDICINA TROPICAL. REVISTA.
Mortality outcomes with hydroxychloroquine and chloroquine in COVID-19 from an international collaborative meta-analysis of randomized trials
2021. Nature Communications.
Severe tissue complications in patients of Bothrops snakebite at a tertiary health unit in the Brazilian Amazon: clinical characteristics and associated factors
2021. SOCIEDADE BRASILEIRA DE MEDICINA TROPICAL. REVISTA.
Estimated impact of tafenoquine for Plasmodium vivax control and elimination in Brazil: A modelling study
2021. PLOS MEDICINE.
Pharmacogenomics of thiopurines
2020. Pharmacogenetics and Genomics.
Influence of CYP2C8 , CYP3A4 and CYP3A5 host genotypes on early recurrence of Plasmodium vivax
2020. ANTIMICROBIAL AGENTS AND CHEMOTHERAPY.
Quantification of glucose-6-phosphate dehydrogenase activity by spectrophotometry: A systematic review and meta-analysis
2020. PLOS MEDICINE.
Bothrops atrox Snakebite: How a Bad Decision May Lead to a Chronic Disability: A Case Report
2020. WILDERNESS & ENVIRONMENTAL MEDICINE.
Morphological and Transcriptional Changes in Human Bone Marrow During Natural Plasmodium vivax Malaria Infections
2020. JOURNAL OF INFECTIOUS DISEASES.
Plasma-derived extracellular vesicles from Plasmodium vivax patients signal spleen fibroblasts via NF-kB facilitating parasite cytoadherence
2020. Nature Communications.
The relationship between clinics and the venom of the causative Amazon pit viper (Bothrops atrox)
2020. PLoS Neglected Tropical Diseases.
Freshwater stingray injuries in Belém, State of Pará, Brazil
2020. JOURNAL HEALTH NPEPS.
Effect of High vs Low Doses of Chloroquine Diphosphate as Adjunctive Therapy for Patients Hospitalized With Severe Acute Respiratory Syndrome Coronavirus 2 (SARS-CoV-2) Infection: A Randomized Clinical Trial
2020. JAMA Network Open.
Development and validation of serological markers for detecting recent Plasmodium vivax infection
2020. NATURE MEDICINE.
Safety and efficacy of N-acetylcysteine in hospitalized patients with HIV-associated tuberculosis: An open-label, randomized, phase II trial (RIPENACTB Study)
2020. PLoS One.
Bothrops atrox, the most important snake involved in human envenomings in the amazon: How venomics contributes to the knowledge of snake biology and clinical toxinology
2020. Toxicon: X.
COVID-19 in Brazil: advantages of a socialized unified health system and preparation to contain cases
2020. SOCIEDADE BRASILEIRA DE MEDICINA TROPICAL. REVISTA.
Driving forces for COVID-19 clinical trials using chloroquine: the need to choose the right research questions and outcomes
2020. SOCIEDADE BRASILEIRA DE MEDICINA TROPICAL. REVISTA.
Ophidian envenomings in a region of Brazilian Western Amazon
2020. Journal of Human Growth and Development (Online).
Snakebite envenomation in the Brazilian Amazon: a cost-of-illness study
2020. TRANSACTIONS OF THE ROYAL SOCIETY OF TROPICAL MEDICINE AND HYGIENE.
Bothrops Snakebite Envenomings in the Amazon Region
2020. Current Tropical Medicine Reports.
Driving forces for strengthening the surveillance of Chagas disease in the Brazilian Amazon by -training the eyes- of malaria microscopists
2020. SOCIEDADE BRASILEIRA DE MEDICINA TROPICAL. REVISTA.
Anopheles control is considerably more complicated than Aedes control
2020. SOCIEDADE BRASILEIRA DE MEDICINA TROPICAL. REVISTA.
The deadliest snake according to ethnobiological perception of the population of the Alto Juruá region, western Brazilian Amazonia
2020. SOCIEDADE BRASILEIRA DE MEDICINA TROPICAL. REVISTA.
Confirmed Invasive Pulmonary Aspergillosis and COVID-19: the value of postmortem findings to support antemortem management
2020. SOCIEDADE BRASILEIRA DE MEDICINA TROPICAL. REVISTA.
Safety of oral ivermectin during pregnancy: a systematic review and meta-analysis
2020. Lancet Global Health.
Increased platelet distribution width and reduced IL-2 and IL-12 are associated with thrombocytopenia in Plasmodium vivax malaria
2020. MEMORIAS DO INSTITUTO OSWALDO CRUZ.
Relationship between snake size and clinical, epidemiological and laboratory aspects of Bothrops atrox snakebites in the Western Brazilian Amazon
2020. TOXICON.
Correlating fibrinogen consumption and profiles of inflammatory molecules in human envenomations by Bothrops atrox in the Brazilian Amazon
2020. Frontiers in Immunology.
Impact of Plasmodium vivax malaria and antimalarial treatment on cytochrome P450 activity in Brazilian patients
2020. BRITISH JOURNAL OF CLINICAL PHARMACOLOGY.
Neutralization of hemostatic disorders induced by Lachesis muta venom using Brazilian antivenoms
2020. TOXICON.
Chronic kidney failure following lancehead bite envenoming: a clinical report from the Amazon region
2020. JOURNAL OF VENOMOUS ANIMALS AND TOXINS INCLUDING TROPICAL DISEASES.
Providing Antivenom Treatment Access to All Brazilian Amazon Indigenous Areas: 'Every Life Has Equal Value'
2020. Toxins.
Cryptic Plasmodium chronic infections: was Maurizio Ascoli right?
2020. MALARIA JOURNAL.
Reply to Nguyen and Frost
2020. CLINICAL INFECTIOUS DISEASES.
Role of crotoxin in coagulation: novel insights into anticoagulant mechanisms and impairment of inflammation-induced coagulation
2020. JOURNAL OF VENOMOUS ANIMALS AND TOXINS INCLUDING TROPICAL DISEASES.
Snakebites in Rio Branco and surrounding region, Acre, Western Brazilian Amazon
2020. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical.
Current Knowledge on Snake Dry Bites
2020. Toxins.
Unsatisfactory long-term virological suppression in human immunodeficiency virus-infected children in the Amazonas State, Brazil
2020. SOCIEDADE BRASILEIRA DE MEDICINA TROPICAL. REVISTA.
Factors associated with malaria in indigenous populations: A retrospective study from 2007 to 2016
2020. PLoS One.
Health work in the context of a pandemic: For a research agenda
2020. SOCIEDADE BRASILEIRA DE MEDICINA TROPICAL. REVISTA.
Clinical profile of confirmed scorpion stings in a referral center in Manaus, Western Brazilian Amazon
2020. TOXICON.
Cerebrovascular Accidents Related to Snakebites in the Amazon-Two Case Reports
2020. WILDERNESS & ENVIRONMENTAL MEDICINE.
Venomous snakes and people in a floodplain forest in the Western Brazilian Amazon: Potential risks for snakebites
2020. TOXICON.
Use of a NAT-based assay to improve the surveillance system and prevent transfusion-transmitted malaria in blood banks
2020. MALARIA JOURNAL.
Methylprednisolone as Adjunctive Therapy for Patients Hospitalized With COVID-19 (Metcovid): A Randomised, Double-Blind, Phase IIb, Placebo-Controlled Trial
2020. CLINICAL INFECTIOUS DISEASES.
Envenomations by coral snakes in an Amazonian metropolis: Ecological, epidemiological and clinical aspects
2020. TOXICON.
Bleeding Disorders in Bothrops atrox Envenomations in the Brazilian Amazon: Participation of Hemostatic Factors and the Impact of Tissue Factor
2020. Toxins.
Case Report: Adrenal Pathology Findings in Severe COVID-19: An Autopsy Study
2020. AMERICAN JOURNAL OF TROPICAL MEDICINE AND HYGIENE.
Utility of ultra-sensitive qPCR to detect Plasmodium falciparum and Plasmodium vivax infections under different transmission intensities
2020. MALARIA JOURNAL.
Reply to Kow and Hasan
2020. CLINICAL INFECTIOUS DISEASES.
Single-Dose Tafenoquine to Prevent Relapse of Malaria
2019. NEW ENGLAND JOURNAL OF MEDICINE.
Current vector control challenges in the fight against malaria in Brazil
2019. SOCIEDADE BRASILEIRA DE MEDICINA TROPICAL. REVISTA.
Clinical Spectrum of Primaquine-induced Hemolysis in G6PD Deficiency: A Nine-Year Hospitalization-Based Study from the Brazilian Amazon
2019. CLINICAL INFECTIOUS DISEASES.
Low accuracy of microscopic hematuria in detecting coagulopathy from Bothrops pit viper bites, Brazilian Amazon
2019. CLINICAL TOXICOLOGY.
Tafenoquine versus Primaquine to Prevent Relapse of Malaria
2019. NEW ENGLAND JOURNAL OF MEDICINE.
Snakebite envenomation in the Brazilian Amazon: a descriptive study
2019. TRANSACTIONS OF THE ROYAL SOCIETY OF TROPICAL MEDICINE AND HYGIENE.
Factors Associated with Systemic Bleeding in Bothrops Envenomation in a Tertiary Hospital in the Brazilian Amazon
2019. Toxins.
Envenomation by a juvenile pit viper (Bothrops atrox) presumed to be dead
2019. SOCIEDADE BRASILEIRA DE MEDICINA TROPICAL. REVISTA.
Hemorrhagic stroke following viper bites and delayed antivenom administration: three case reports from the Western Brazilian Amazon
2019. SOCIEDADE BRASILEIRA DE MEDICINA TROPICAL. REVISTA.
Popular names for bushmaster (Lachesis muta) and lancehead (Bothrops atrox) snakes in the Alto Juruá region: repercussions for clinical-epidemiological diagnosis and surveillance
2019. SOCIEDADE BRASILEIRA DE MEDICINA TROPICAL. REVISTA.
Microanatomy of the American Malaria Vector Anopheles aquasalis (Diptera: Culicidae: Anophelinae) Midgut: Ultrastructural and Histochemical Observations
2019. JOURNAL OF MEDICAL ENTOMOLOGY.
Dilemma in the Brazilian Tropical Medicine: `Is speed more important than direction??
2019. ANAIS DA ACADEMIA BRASILEIRA DE CIÊNCIAS (ONLINE).
Extractivism of palm tree fruits: A risky activity because of snakebites in the state of Acre, Western Brazilian Amazon
2019. SOCIEDADE BRASILEIRA DE MEDICINA TROPICAL. REVISTA.
Performance of an immuno-rapid malaria Pf/Pv rapid diagnostic test for malaria diagnosis in the Western Brazilian Amazon
2019. SOCIEDADE BRASILEIRA DE MEDICINA TROPICAL. REVISTA.
-Kambô- frog (Phyllomedusa bicolor): use in folk medicine and potential health risks
2019. SOCIEDADE BRASILEIRA DE MEDICINA TROPICAL. REVISTA.
Overview of artemisinin effectiveness during outset years of its implementation in the western Brazilian Amazon
2019. Memórias do Instituto Oswaldo Cruz.
Malaria impact on cognitive function of children in a peri-urban community in the Brazilian Amazon
2019. MALARIA JOURNAL.
Mortality due to Cryptococcus neoformans and Cryptococcus gattii in low-income settings: an autopsy study
2019. Scientific Reports.
Priority use cases for antibody-detecting assays of recent malaria exposure as tools to achieve and sustain malaria elimination
2019. Gates Open Research.
Envenomation by Micrurus annellatus bolivianus (Peters, 1871) coral snake in the western Brazilian Amazon
2019. TOXICON.
Anopheles aquasalis transcriptome reveals autophagic responses to Plasmodium vivax midgut invasion
2019. Parasites & Vectors.
Envenomation by an opisthoglyphous snake, Erythrolamprus aesculapii (Dipsadidae), in southeastern Brazil
2019. SOCIEDADE BRASILEIRA DE MEDICINA TROPICAL. REVISTA.
Non-venomous snakebites in the Western Brazilian Amazon
2019. SOCIEDADE BRASILEIRA DE MEDICINA TROPICAL. REVISTA.
Performance of the minimally invasive autopsy tool for cause of death determination in adult deaths from the Brazilian Amazon: an observational study
2019. VIRCHOWS ARCHIV.
Tuberculosis and malaria walk side by side in the Brazilian Amazon: an ecological approach
2019. TROPICAL MEDICINE & INTERNATIONAL HEALTH.
snakebites in the Amazon: recovery from hemostatic disorders after Brazilian antivenom therapy
2019. CLINICAL TOXICOLOGY.
- -: predicting venom-induced coagulopathy in bites using snake ontogenetic parameters
2019. CLINICAL TOXICOLOGY.
The haematological consequences of Plasmodium vivax malaria after chloroquine treatment with and without primaquine: a WorldWide Antimalarial Resistance Network systematic review and individual patient data meta-analysis
2019. BMC Medicine.
Tafenoquine for the prophylaxis, treatment and elimination of malaria: eagerness must meet prudence
2019. Future Microbiology.
Misperceptions of patients and health workers regarding malaria elimination in the Brazilian Amazon: a qualitative study
2019. MALARIA JOURNAL.
Vertical Transmission of Zika Virus (Flaviviridae, Flavivirus) in Amazonian Aedes aegypti (Diptera: Culicidae) Delays Egg Hatching and Larval Development of Progeny
2019. JOURNAL OF MEDICAL ENTOMOLOGY.
An Immunological Stairway to Severe Tissue Complication Assembly in Bothrops atrox Snakebites
2019. Frontiers in Immunology.
Antibodies to Plasmodium vivax reticulocyte binding protein 2b are associated with protection against P. vivax malaria in populations living in low malaria transmission regions of Brazil and Thailand
2019. PLoS Neglected Tropical Diseases.
Clinical relevance of gallbladder wall thickening for dengue severity: A cross-sectional study
2019. PLoS One.
Characterization of the complete mitogenome of Anopheles aquasalis, and phylogenetic divergences among Anopheles from diverse geographic zones
2019. PLoS One.
Plasma Eicosanoid Profile in Plasmodium vivax Malaria: Clinical Analysis and Impacts of Self-Medication
2019. Frontiers in Immunology.
Perspectives and recommendations towards evidence-based health care for scorpion sting envenoming in the Brazilian Amazon: A comprehensive review
2019. TOXICON.
The Midgut Muscle Network of Anopheles aquasalis (Culicidae, Anophelinae): Microanatomy and Structural Modification After Blood Meal and Plasmodium vivax (Haemosporida, Plasmodiidae) Infection
2019. JOURNAL OF MEDICAL ENTOMOLOGY.
The role of deforestation on American Cutaneous Leishmaniasis incidence: spatial-temporal distribution, environmental and socioeconomic factors associated in the Brazilian Amazon
2019. TROPICAL MEDICINE & INTERNATIONAL HEALTH.
Ethno-knowledge and attitudes regarding snakebites in the Alto Juruá region, Western Brazilian Amazonia
2019. TOXICON.
Coral snake bites in Brazilian Amazonia: perpetrating species, epidemiology and clinical aspects
2019. TOXICON.
Epidemiological and clinical aspects of snakebites in the upper Juruá River region, western Brazilian Amazonia
2019. ACTA AMAZONICA.
Do climate changes alter the distribution and transmission of malaria? Evidence assessment and recommendations for future studies
2019. SOCIEDADE BRASILEIRA DE MEDICINA TROPICAL. REVISTA.
Oral Transmission of Trypanosoma cruzi, Brazilian Amazon
2018. EMERGING INFECTIOUS DISEASES.
Chloroquine resistance is associated to multi-copy pvcrt-o gene in Plasmodium vivax malaria in the Brazilian Amazon
2018. MALARIA JOURNAL.
Rattlesnakes bites in the Brazilian Amazon: clinical epidemiology, spatial distribution and ecological determinants
2018. ACTA TROPICA.
Stepping into a dangerous quagmire: Macroecological determinants of Bothrops envenomings, Brazilian Amazon
2018. PLoS One.
Use of anthropophilic culicid-based xenosurveillance as a proxy for Plasmodium vivax malaria burden and transmission hotspots identification
2018. PLoS Neglected Tropical Diseases.
Scorpion stings and spider bites in the Upper Juruá, Acre - Brazil
2018. Rev Bras Crescimento Desenvolvimento Humano.
Delayed healthcare and secondary infections following freshwater stingray injuries: risk factors for a poorly understood health issue in the Amazon
2018. SOCIEDADE BRASILEIRA DE MEDICINA TROPICAL. REVISTA.
The effect of chloroquine dose and primaquine on Plasmodium vivax recurrence: a WorldWide Antimalarial Resistance Network systematic review and individual patient pooled meta-analysis
2018. LANCET INFECTIOUS DISEASES.
Predicting acute renal failure in Bothrops snakebite patients in a tertiary reference center, Western Brazilian Amazon
2018. PLoS One.
Accuracy of the Lee-White Clotting Time Performed in the Hospital Routine to Detect Coagulopathy in Bothrops atrox Envenomation
2018. AMERICAN JOURNAL OF TROPICAL MEDICINE AND HYGIENE.
High proportions of asymptomatic and submicroscopic Plasmodium vivax infections in a peri-urban area of low transmission in the Brazilian Amazon
2018. Parasites & Vectors.
Hymenoptera stings in Brazil: a neglected health threat in Amazonas State
2018. SOCIEDADE BRASILEIRA DE MEDICINA TROPICAL. REVISTA.
Snakebites as cause of deaths in the Western Brazilian Amazon: Why and who dies? Deaths from snakebites in the Amazon
2018. TOXICON.
Promising approach to reducing Malaria transmission by ivermectin: Sporontocidal effect against Plasmodium vivax in the South American vectors Anopheles aquasalis and Anopheles darlingi
2018. PLoS Neglected Tropical Diseases.
Sudden spleen rupture in a Plasmodium vivax-infected patient undergoing malaria treatment
2018. MALARIA JOURNAL.
CYP2D6 activity and the risk of recurrence of Plasmodium vivax malaria in the Brazilian Amazon: a prospective cohort study
2018. MALARIA JOURNAL.
Plasmodium vivax molecular diagnostics in community surveys: pitfalls and solutions
2018. MALARIA JOURNAL.
The role of the peritrophic matrix and red blood cell concentration in Plasmodium vivax infection of Anopheles aquasalis
2018. Parasites & Vectors.
Polymorphisms in TLRs influence circulating cytokines production in Plasmodium vivax malaria
2018. CYTOKINE.
Infection of Anopheles aquasalis from symptomatic and asymptomatic Plasmodium vivax infections in Manaus, western Brazilian Amazon
2018. Parasites & Vectors.
History and perspectives on how to ensure antivenom accessibility in the most remote areas in Brazil
2018. TOXICON.
Assessment of the anti-snakebite properties of extracts of Aniba fragrans Ducke (Lauraceae) used in folk medicine as complementary treatment in cases of envenomation by Bothrops atrox
2017. JOURNAL OF ETHNOPHARMACOLOGY.
What does not kill it makes it weaker: effects of sub-lethal concentrations of ivermectin on the locomotor activity of Anopheles aquasalis
2017. Parasites & Vectors.
Snakebite by Micrurus averyi (Schmidt, 1939) in the Brazilian Amazon basin: Case report coral snakebite by Micrurus averyi
2017. TOXICON.
Safety and efficacy of a freeze-dried trivalent antivenom for snakebites in the Brazilian Amazon: An open randomized controlled phase IIb clinical trial
2017. PLoS Neglected Tropical Diseases.
Metabolome-Wide Association Study of Peripheral Parasitemia in Plasmodium vivax Malaria
2017. INTERNATIONAL JOURNAL OF MEDICAL MICROBIOLOGY.
Are respiratory complications of Plasmodium vivax malaria an underestimated problem?
2017. MALARIA JOURNAL.
Severe Hemorrhagic Syndrome After Lonomia Caterpillar Envenomation in the Western Brazilian Amazon: How Many More Cases Are There?
2017. Wilderness & Environmental Medicine (Print).
Deficiência de glicose-6-fosfato desidrogenase e uso de primaquina: estimativa de custos de profissionais por macrocusteio e microcusteio
2017. REVISTA DE SAÚDE PÚBLICA (ONLINE).
Malaria in Brazil, Colombia, Peru and Venezuela: current challenges in malaria control and elimination
2017. MALARIA JOURNAL.
Pre-travel malaria chemoprophylaxis counselling in a public travel medicine clinic in São Paulo, Brazil
2017. Malaria Journal (Online).
Alternative transmission routes in the malaria elimination era: an overview of transfusion-transmitted malaria in the Americas
2017. Malaria Journal (Online).
TOLLIP gene variant is associated with Plasmodium vivax malaria in the Brazilian Amazon
2017. Malaria Journal (Online).
Drug resistance in antiretroviral-naive children newly diagnosed with HIV-1 in Manaus, Amazonas
2017. Journal of Antimicrobial Chemotherapy (Print).
A systematic review on malaria sero-epidemiology studies in the Brazilian Amazon: insights into immunological markers for exposure and protection
2017. Malaria Journal (Online).
Plasmodium vivax gametocytes in the bone marrow of an acute malaria patient and changes in the erythroid miRNA profile
2017. PLoS Neglected Tropical Diseases (Online).
Plasma metabolomics reveals membrane lipids, aspartate/asparagine and nucleotide metabolism pathway differences associated with chloroquine resistance in Plasmodium vivax malaria
2017. PLoS One.
Poor efficacy of preemptive amoxicillin clavulanate for preventing secondary infection from Bothrops snakebites in the Brazilian Amazon: A randomized controlled clinical trial
2017. PLoS Neglected Tropical Diseases.
Accuracy of CareStart- G6PD rapid diagnostic test: variation in results from different commercial versions
2017. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical.
Implication of Tityus apiacas (Lourenco, 2002) in scorpion envenomations in the Southern Amazon border, Brazil
2017. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical.
Association of TLR variants with susceptibility to Plasmodium vivax malaria and parasitemia in the Amazon region of Brazil
2017. PLoS One.
Respiratory Complications of Plasmodium vivax Malaria: Systematic Review and Meta-Analysis
2017. AMERICAN JOURNAL OF TROPICAL MEDICINE AND HYGIENE.
Fatal stroke after Bothrops snakebite in the Amazonas state, Brazil: a case report
2017. TOXICON.
Validation of the rapid test Carestart(tm) G6PD among malaria vivax-infected subjects in the Brazilian Amazon
2016. Sociedade Brasileira de Medicina Tropical. Revista.
Cardiovascular changes in patients with non-severe Plasmodium vivax malaria
2016. IJC Heart & Vasculature.
Dermatitis after contact with Pheropsophus sp (Coleoptera, Carabidae, Brachininae) in the Pará State, Brazilian Amazon
2016. Sociedade Brasileira de Medicina Tropical. Revista.
Cost-effectiveness analysis of rapid diagnostic tests for G6PD deficiency in patients with Plasmodium vivax malaria in the Brazilian Amazon
2016. Malaria Journal (Online).
Fatal primaquine-induced hemolysis in a patient with Plasmodium vivax malaria and G6PD A- variant in the Brazilian Amazon
2016. Clinical Infectious Diseases.
Micronutrient Deficiencies and Plasmodium vivax Malaria among Children in the Brazilian Amazon
2016. Plos One.
Declining malaria transmission in rural Amazon: changing epidemiology and challenges to achieve elimination
2016. Malaria Journal (Online).
Low Health System Performance, Indigenous Status and Antivenom Underdosage Correlate with Spider Envenoming Severity in the Remote Brazilian Amazon
2016. Plos One.
Hallux amputation after a freshwater stingray injury in the Brazilian Amazon
2016. Sociedade Brasileira de Medicina Tropical. Revista.
Could Plasmodium vivax malaria trigger malnutrition? Revisiting the Bradford Hill criteria to assess a causal relationship between two neglected problems
2016. Sociedade Brasileira de Medicina Tropical. Revista.
Species-specific escape of Plasmodium sporozoites from oocysts of avian, rodent, and human malarial parasites
2016. Malaria Journal (Online).
Immune response pattern in recurrent Plasmodium vivax malaria
2016. Malaria Journal (Online).
Filling gaps on ivermectin knowledge: effects on the survival and reproduction of Anopheles aquasalis, a Latin American malaria vector
2016. Malaria Journal (Online).
A Worldwide Map of Plasmodium falciparum K13-Propeller Polymorphisms.
2016. New England Journal of Medicine (Online).
Rapid diagnostic test for G6PD deficiency in infected men: a budget impact analysis based in Brazilian Amazon
2016. TM & IH. Tropical Medicine and International Health (Print).
Scorpion envenoming caused by Tityus cf. silvestris evolving with severe muscle spasms in the Brazilian Amazon
2016. Toxicon (Oxford).
Trypanosoma cruzi IV Causing Outbreaks of Acute Chagas Disease and Infections by Different Haplotypes in the Western Brazilian Amazonia
2012. Plos One.
Pólos de produção de leishmaniose tegumentar americana no norte do Estado do Paraná, Brasil.
2009. Cadernos de Saúde Pública (FIOCRUZ).
Distribuição geográfica e características epidemiológicas da leishmaniose tegumentar americana em áreas de colonização antiga do Estado do Paraná, Sul do Brasil
2008. Cadernos de Saúde Pública (FIOCRUZ).
Avaliação de medidas de controle de flebotomíneos no norte do Estado do Paraná, Brasil
2007. Cadernos de Saúde Pública (ENSP. Impresso).

Papers in conferences

Importância dos medicamentos genéricos sujeitos a controle especial (Portaria 344/98) na racionalização farmacoterapêutica, considerando-se custo e acesso, no município de Maringá (Paraná)
2004. I Congresso Internacional de Educação e Desenvolvimento Humano. 0
Análise da composição dos medicamentos para o tratamento das anemias carenciais comercializados no Brasil.
2004. Simpósio da Apadec. 1

Extended abstracts in conferences

Influência da mobilidade populacional na produção da leishmaniose tegumentar americana no Estado do Paraná, sul do Brasil
2009. III Congresso Internacional de Saúde e III CISDEM (Cátedra Iberoamericano-Suiza de Desarrollo de Medicamentos).
Perfil das enfermidades associadas e uso de medicamentos hipoglicemiantes e antihipertensivos em usuários com diabetes no município de Itambé/ Paraná
2005. I Congresso Internacional de Saúde da UEM, V Seminário Científico do Centro de Ciências da Saúde, XVIII Semana de Integração de Farmácia.
Consumo de psicofármacos: evolução da dispensação numa farmácia escola do município de Maringá, Estado do Paraná
2005. I Congresso Internacional de Saúde da UEM, V Seminário Científico do Centro de Ciências da Saúde, XVIII Semana de Integração de Farmácia.
Medicamentos genéricos adquiridos pela Farmácia Ensino da Universidade Estadual de Maringá (UEM), no período de 2003 a abril/2005
2005. I Congresso Internacional de Saúde da UEM, V Seminário Científico do Centro de Ciências da Saúde, XVIII Semana de Integração de Farmácia.
Controle de flebotomíneos no município de Doutor Camargo, Estado do Paraná, Sul do Brasil: manejo ambiental e desinsetização das edificações
2005. I Congresso Internacional de Saúde da UEM, V Seminário Científico do Centro de Ciências da Saúde, XVIII Semana de Integração de Farmácia.

Abstracts in conferences

Blistering in Bothrops atrox envenomings: Evidence of antivenom and inflammatory factors in the bite site
2021. 1st International Electronic Conference on Toxins.
Geographical distribution and health care disparities of scorpion stings in Brazil
2020. Venom Week 2020.
DNA livre de células como preditor de complicações em envenenamentos Botrópicos,
2019. MedTrop2019, ChagasLeish2019 e XXVI Congresso Brasileiro de Parasitologia.
Antiplatelet antibodies and platelet thrombus formation in the pathogenesis of vivax malaria thrombocytopenia
2019. 7th International Conference on Plasmodium vivax Research.
Perfil de citocinas e quimiocinas em pacientes com sangramento sistêmico vítimas de acidente botrópico na Amazônia Brasileira
2019. MedTrop2019, ChagasLeish2019 e XXVI Congresso Brasileiro de Parasitologia.
Análise de citocinas e quimiocinas em pacientes de acidentes ofídicos botrópicos que desenvolveram Insuficiência Renal Aguda (IRA) atendidos em uma unidade de referência na Amazônia Brasileira
2019. MedTrop2019, ChagasLeish2019 e XXVI Congresso Brasileiro de Parasitologia.
The role of the JNK and Toll pathways in the innate immune response of Anopheles aquasalis in Plasmodium vivax infection
2019. MedTrop2019, ChagasLeish2019 e XXVI Congresso Brasileiro de Parasitologia.
Avaliação das manifestações locais em pacientes vítimas de acidentes ofídicos atendidos em uma unidade de saúde terciária referência na Amazônia Brasileira
2019. MedTrop2019, ChagasLeish2019 e XXVI Congresso Brasileiro de Parasitologia.
Associação entre malária e casos de anemia em uma região endêmica do Brasil
2019. MedTrop2019, ChagasLeish2019 e XXVI Congresso Brasileiro de Parasitologia.
Activity of malaria box compounds in asexual Plasmodium vivax stages
2019. 7th International Conference on Plasmodium vivax Research.
Delayed primaquine still induces significant hemolysis in G6PD deficient patients with Plasmodium vivax malaria: report of two cases
2019. 7th International Conference on Plasmodium vivax Research.
The cost-effectiveness of quantitative G6PD testing before using tafenoquine for the radical cure of vivax malaria in Brazil
2019. 7th International Conference on Plasmodium vivax Research.
Anopheles aquasalis transcriptome reveals autophagic responses to Plasmodium vivax midgut invasion
2019. 7th International Conference on Plasmodium vivax Research.
Plasmodium vivax gametocytes infectivity after short-term culture
2019. 7th International Conference on Plasmodium vivax Research.
Perfil de subpopulações de monócitos em pacientes vítimas de acidentes ofídicos botrópicos atendidos em uma unidade de saúde terciária na Amazônia Brasileira
2019. MedTrop2019, ChagasLeish2019 e XXVI Congresso Brasileiro de Parasitologia.
The search for new drugs for Plasmodium vivax transmission blocking
2019. 7th International Conference on Plasmodium vivax Research.
On the epidemiological transitions of malaria in the Brazilian Amazon region: trends from 2003 onwards
2019. 7th International Conference on Plasmodium vivax Research.
Acute kidney injury in Plasmodium vivax malaria patients presenting normal G6PD activity
2019. 7th International Conference on Plasmodium vivax Research.
Mathematical modelling of the roll-out and potential impact of tafenoquine on Plasmodium vivax in Brazil
2019. 7th International Conference on Plasmodium vivax Research.
Clinical spectrum of primaquine-induced hemolysis in G6PD deficiency: a 9-year hospitalization-based study from the Brazilian Amazon
2019. 7th International Conference on Plasmodium vivax Research.
Plasmodium vivax sporozoites production in two South American anophelines
2019. 7th International Conference on Plasmodium vivax Research.
The role of the JNK and Toll pathways in the innate immune response of Anopheles aquasalis in Plasmodium vivax infection
2019. 7th International Conference on Plasmodium vivax Research.
Perfil de linfócitos em pacientes vítimas de acidente ofídico botrópico atendidos em uma unidade de saúde terciária na Amazônia Brasileira
2019. MedTrop2019, ChagasLeish2019 e XXVI Congresso Brasileiro de Parasitologia.
Perfil de citocinas e quimiocinas em pacientes vítimas de acidentes botrópicos com alterações hemostáticas atendidos em uma unidade de saúde terciária na Amazônia Brasileira
2019. MedTrop2019, ChagasLeish2019 e XXVI Congresso Brasileiro de Parasitologia.
G6pd deficiency prevalence and variants in the Brazilian Amazon
2019. MedTrop2019, ChagasLeish2019 e XXVI Congresso Brasileiro de Parasitologia.
FREE NUCLEIC ACIDS AS PREDICTORS OF SEVERITY IN BOTHROPIC ACCIDENTS
2019. 20th World Congress of the International Society on Toxinology: 'Toxinology in the 21st century: Public health impact from basic, translational and clinical sciences'.
Reações adversas ao antiveneno antiescorpiônico e antiaracnídico em apcientes atendidos em um hospital de referência da Amazônia Brasileira
2019. VI Congresso de Medicina/VI Semana de Medicina da Universidade do Estado do Amazonas - COMED 2019.
Manifestações clínicas graves em paciente acometido por acidente escorpiônico confirmado: relato de caso clínico
2019. VI Congresso de Medicina/VI Semana de Medicina da Universidade do Estado do Amazonas - COMED 2019.
Envenenamento escorpiônico grave em apciente pediátrico: relato de caso
2019. VI Congresso de Medicina/VI Semana de Medicina da Universidade do Estado do Amazonas - COMED 2019.
The genome mapping of Anopheles aquasalis and the identification of genes related to its digestive physiology and immune response to pathogens
2019. LA SOVE Congress.
The transcriptome of Nyssorhynchus (Anopheles) aquasalis infected by Plasmodium vivax
2019. LA SOVE Congress.
Effects of isoxazolines on the survival and reproductive capacity of Nyssorhynchus aquasalis
2019. LA SOVE Congress.
CLINICAL MANIFESTATIONS IN OPHIDIAN ACCIDENTS BY SERPENTS OF THE BOTHROPS GENUS IN THE STATE OF AMAZONAS: DIFFERENCES BETWEEN THE SOLIMÕES AND JURUÁ RIVERS
2019. 20th World Congress of the International Society on Toxinology: 'Toxinology in the 21st century: Public health impact from basic, translational and clinical sciences'.
Influência de genótipos do hospedeiro para CYP2C8, CYP3A4 e CYP3A5 na Resistência de Plasmodium vivax à Cloroquina
2019. MedTrop2019, ChagasLeish2019 e XXVI Congresso Brasileiro de Parasitologia.
ADVERSE REACTIONS TO ANTIBOTHROPIC SERUM IN A TERTIARY UNIT IN THE BRAZILIAN AMAZON.
2019. 20th World Congress of the International Society on Toxinology: 'Toxinology in the 21st century: Public health impact from basic, translational and clinical sciences'.
IMPORTANCE OF METALLOPROTEINASES IN ENVENOMING BY BOTHROPS ATROX, IN THE BRAZILIAN AMAZON: LOCAL DAMAGE APPROACHES
2019. 20th World Congress of the International Society on Toxinology: 'Toxinology in the 21st century: Public health impact from basic, translational and clinical sciences'.
EPIDEMIOLOGICAL PROFILE OF OPHIDIAN ACCIDENTS IN RIVERSIDE COMUNITIES OF RIOS SOLIMÕES AND JURUÁ IN THE STATE OF AMAZONAS: CHARACTERISTICS OF NON-NOTIFIED CASES
2019. 20th World Congress of the International Society on Toxinology: 'Toxinology in the 21st century: Public health impact from basic, translational and clinical sciences'.
Avaliação das manifestações locais em pacientes vítimas de acidentes ofídicos atendidos em uma unidade de referência na Amazônia Brasileira
2019. Congresso de Iniciação Científica da FMT-HVD 2019.
HEMÓLISE INDUZIDA POR PRIMAQUINA EM PACIENTES COM MALÁRIA PELO Plasmodium vivax EM UM HOSPITAL TERCIÁRIA DE MANAUS, AMAZONAS
2019. Congresso de Iniciação Científica da FMT-HVD 2019.
Aspectos clínicos e epidemiológicos de vítimas de acidentes escorpiônicos confirmados em um hospital de referência na Amazônia Brasileira
2019. Congresso de Iniciação Científica da FMT-HVD 2019.
Evaluation of ex vivo sensitivity of Plasmodium vivax isolates from Brazilian Amazon to Chloroquine and its major metabolite, Desethylchloroquine
2019. MedTrop2019, ChagasLeish2019 e XXVI Congresso Brasileiro de Parasitologia.
Reações adversas decorrentes da soroterapia em pacientes de acidentes ofídicos no Amazonas
2019. Congresso de Iniciação Científica da FMT-HVD 2019.
Perfil de monócitos envolvidos na resposta imune local e sistêmica em pacientes de acidentes ofídicos botrópicos com diferentes evoluções clínicas
2019. Congresso de Iniciação Científica da FMT-HVD 2019.
Injúria renal aguda em pacientes hospitalizados com malária por Plasmodium vivax em uma unidade de saúde terciária de Manaus-AM
2019. Congresso de Iniciação Científica da FMT-HVD 2019.
ASPECTOS CLÍNICOS E EPIDEMIOLÓGICOS DOS ENVENENAMENTOS ESCORPIÔNICOS NO MUNICÍPIO DE APUÍ, AMAZONAS
2018. Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (MedTrop 2018).
AJUDA VENENOSA: FERRAMENTA DE AUXÍLIO NA CONDUÇÃO DE ACIDENTES POR ANIMAIS PEÇONHENTOS PARA PROFISSIONAIS DA SAÚDE
2018. Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (MedTrop 2018).
AVALIAÇÃO DA GEOLOCALIZAÇÃO DE PACIENTES COM MALÁRIA E FORMULÇÃO DE ESTIMATIVAS DE LOCAIS ENDÊMICOS NO ESTADO DO AMAZONAS
2018. Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (MedTrop 2018).
ANÁLISE TEMPORAL E EPIDEMIOLÓGICA DA MORTALIDADE INFANTIL POR MALÁRIA NO BRASIL, DE 1979 À 2016
2018. Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (MedTrop 2018).
ANÁLISE DO EFEITO DA PRIMAQUINA NA INFECÇÃO DE ANOPHELES AQUASALIS
2018. Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (MedTrop 2018).
ANÁLISE DE CAUSAS MÚLTIPLAS DE ÓBITOS POR MALÁRIA: DISTRIBUÇÃO ESPACIAL E FATORES ASSOCIADOS
2018. Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (MedTrop 2018).
ALTERAÇÕES HEMOSTÁTICAS EM ACIDENTES CAUSADOS POR SERPENTES DO GÊNERO BOTHROPS JOVENS E ADULTAS ATENDIDOS EM UM HOSPITAL DE REFERÊNCIA NA AMAZÔNIA BRASILEIRA
2018. Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (MedTrop 2018).
SNPS NOS GENES DOS TLRS INFLUENCIAM A PRODUÇÃO DE CITOCINAS CIRCULANTES NA MALÁRIA POR PLASMODIUM VIVAX
2018. Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (MedTrop 2018).
VIABILIDADE DE GAMETÓCITOS E OOCINETOS FRENTE A COMPOSTOS DO MALÁRIA BOX
2018. Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (MedTrop 2018).
AVALIAÇÃO DA ATIVIDADE DE COMPOSTOS MALÁRIA BOX EM FORMAS ASSEXUADAS DE PLASMODIUM VIVAX
2018. Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (MedTrop 2018).
ACIDENTES POR ARRAIAS DE ÁGUA DOCE ATENDIDOS NA FUNDAÇÃO DE MEDICINA TROPICAL DOUTOR HEITOR VIEIRA DOURADO
2018. Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (MedTrop 2018).
ACIDENTES POR ANIMAIS PEÇONHENTOS: ESCORPIONISMO NO MUNICÍPIO DE APUÍ - AM
2018. Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (MedTrop 2018).
ACIDENTE OFÍDICO EM GESTANTES ATENDIDAS NUM CENTRO DE REFERÊNCIA EM INFECTOLOGIA DO AMAZONAS
2018. Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (MedTrop 2018).
ANÁLISE TEMPORAL E EPIDEMIOLÓGICA DA MORTALIDADE POR MALÁRIA NO BRASIL, DE 1996 A 2016
2018. CONGRESSO DE INICIAÇÃO CIENTIFICA DA FMT-HVD 2018.
FATORES DE RISCO PARA GRAVIDADE POR ACIDENTES DE ARRAIAS DE ÁGUA DOCE ATENDIDOS NA FUNDAÇÃO DE MEDICINA TROPICAL DOUTOR HEITOR VIEIRA DOURADO
2018. CONGRESSO DE INICIAÇÃO CIENTIFICA DA FMT-HVD 2018.
ANÁLISE DAS MOLÉCULAS DO SISTEMA COMPLEMENTO EM PACIENTES DE ACIDENTES OFÍDICOS BOTRÓPICOS ATENDIDOS EM UMA UNIDADE DE REFERÊNCIA NA AMAZÔNIA BRASILEIRA
2018. CONGRESSO DE INICIAÇÃO CIENTIFICA DA FMT-HVD 2018.
ASPECTOS CLÍNICOS E EPIDEMIOLÓGICOS DOS ACIDENTES PELO GÊNERO CROTALUS NA REGIÃO AMAZÔNICA DO PERÍODO DE 2010 A 2015
2018. CONGRESSO DE INICIAÇÃO CIENTIFICA DA FMT-HVD 2018.
ALTERAÇÕES HEMOSTÁTICAS EM ACIDENTES CAUSADOS POR SERPENTES DO GÊNERO BOTHROPS JOVENS E ADULTAS ATENDIDOS EM UM HOSPITAL DE REFERÊNCIA EM DOENÇAS TROPICAIS NA AMAZÔNIA BRASILEIRA
2018. CONGRESSO DE INICIAÇÃO CIENTIFICA DA FMT-HVD 2018.
PRINCIPAIS CAUSAS DE ÓBITOS RELACIONADOS À ACIDENTES OFÍDICOS NO ESTADO DO AMAZONAS
2018. Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (MedTrop 2018).
RELATO DE QUATRO CASOS DE ESCORPIONISMO CAUSADOS POR TITYUS APIACAS NO MUNICÍPIO DE APUÍ, AMAZONAS, BRASIL
2018. Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (MedTrop 2018).
ASSOCIAÇÃO ENTRE PLAQUETOPENIA E MANIFESTAÇÕES HEMORRÁGICAS NOS ACIDENTES BOTRÓPICOS EM UM HOSPITAL DE REFERÊNCIA EM DOENÇAS TROPICAIS NA AMAZÔNIA BRASILEIRA
2018. Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (MedTrop 2018).
ASPECTOS CLÍNICOS E EPIDEMIOLOGIA DOS ACIDENTES CAUSADOS POR ARANHAS NO ESTADO DO AMAZONAS, BRASIL, NO PERÍODO DE 2007 A 2013
2018. Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (MedTrop 2018).
AVALIAÇÃO DA QPCR 18S E QPCR PVMTCOX1 NA IDENTIFICAÇÃO DE RESISTÊNCIA DO P. VIVAX À CLOROQUINA
2018. Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (MedTrop 2018).
ENVENENAMENTO OFÍDICO NA AMAZÔNIA BRASILEIRA: UM ESTUDO DESCRITIVO
2018. Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (MedTrop 2018).
CARACTERIZAÇÃO HEMATOLÓGICA NOS ACIDENTES BOTRÓPICOS ATENDIDOS EM UM HOSPITAL DE REFERÊNCIA EM DOENÇAS TROPICAIS NA AMAZÔNIA BRASILEIRA
2018. Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (MedTrop 2018).
Espectro clínico da hemólise induzida por primaquina em pacientes deficientes de glicose-6-fosfato desidrogenase: um estudo de 8 anos baseado em hospitalizações
2018. Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (MedTrop 2018).
Busca de novos fármacos para bloqueio de transmissão de Plasmodium vivax
2018. Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (MedTrop 2018).
Percepção de pacientes e profissionais de saúde sobre a eliminação da malária na Amazônia Brasileira: um estudo qualitativo
2018. Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (MedTrop 2018).
Análise das anafilatoxinas em pacientes de acidentes ofídicos botrópicos em uma unidade de referência na Amazônia Brasileira
2018. Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (MedTrop 2018).
Resposta terapêutica dos distúrbios hemostáticos nos acidentes botrópicos na Amazônia Brasileira ao uso do antiveneno comercial
2018. Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (MedTrop 2018).
PREVALÊNCIA DA DEFICIÊNCIA DE GLICOSE 6-FOSFATO DESIDROGENASE NA AMAZÔNIA BRASILEIRA: UMA BARREIRA PARA ELIMINAÇÃO DA MALÁRIA VIVAX NO BRASIL
2018. Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (MedTrop 2018).
MALÁRIA POR PLASMODIUM FALCIPARUM NO ESTADO DO AMAZONAS: DISTRIBUIÇÃO ESPACIAL DE EPIDEMIAS NO PERÍODO DE 2003 A 2017
2018. Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (MedTrop 2018).
Pisando em um terreno perigoso: determinantes ambientais do contato entre humanos e jararacas (Bothrops spp.) resultando em acidentes, Amazônia Brasileira
2018. Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (MedTrop 2018).
NEUROCRIPTOCOCOSE: ESTUDO DESCRITIVO COMPARATIVO ENTRE POPULAÇÃO HOSPITALIZADA NÃO-HIV E COM HIV/AIDS
2018. Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (MedTrop 2018).
COMPLICAÇÕES RENAIS EM PACIENTES HOSPITALIZADOS POR INFECÇÃO POR PLASMODIUM VIVAX EM UMA UNIDADE DE SAÚDE TERCIÁRIA DE REFERÊNCIA EM MANAUS, AMAZONAS
2018. Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (MedTrop 2018).
DIMINUIÇÃO DO TEMPO ENTRE A DATA DE DIAGNÓSTICO E O INÍCIO DO TRATAMENTO COMO FATOR DE PROTEÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO DE RECIDIVA DE LEISHMANIOSE TEGUMENTAR AMERICANA NO AMAZONAS
2018. Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (MedTrop 2018).
IDENTIFICAÇÃO DA DINÂMICA DE MOLÉCULAS SOLÚVEIS CIRCULANTES EM ACIDENTES OFÍDICOS BOTRÓPICOS NA AMAZÔNIA BRASILEIRA
2018. Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (MedTrop 2018).
FATORES ASSOCIADOS AO RETARDO NO ATENDIMENTO MÉDICO EM VÍTIMAS DE ACIDENTES OFÍDICOS NO ESTADO DO AMAZONAS, BRASIL
2018. Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (MedTrop 2018).
PERFIL MORFOMÉTRICO DE BOTHROPS ATROX (LINNAEUS, 1758) CAUSADORAS DE ACIDENTES ATENDIDOS EM UM SERVIÇO TERCIÁRIO DE MANAUS, AMAZONAS: ESTUDO DE CASOS CLÍNICOS E EPIDEMIOLÓGICOS DOS ACIDENTES
2018. Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (MedTrop 2018).
CRIPTOTOCOSE EM SISTEMA NERVOSO CENTRAL DE PACIENTES HIV/AIDS: UM ESTUDO RETROSPECTIVO DESCRITIVO PRELIMINAR
2018. Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (MedTrop 2018).
NOTIFICAÇÕES DE ACIDENTES POR ANIMAIS PEÇONHENTOS NO ESTADO DO AMAZONAS: DATASUS 2007 A 2016
2018. Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (MedTrop 2018).
AVALIAÇÃO DOS FATORES ASSOCIADOS AO DESENVOLVIMENTO DE LEISHMANIOSE MUCOSA OU MUCOCUTÂNEA EM UM ESTADO DA AMAZÔNIA BRASILEIRA
2018. Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (MedTrop 2018).
Metabolomics reveals membrane lipids, aspartate/asparagine and nucleotide metabolism pathway differences associated with chloroquine resistance in Plasmodium vivax malaria
2017. 6th International Conference on Plasmodium vivax Research.
Use of ivermectin for transmission blocking of Plasmodium vivax in Anopheles aquasalis and Anopheles darlingi
2017. 6th International Conference on Plasmodium vivax Research.
Anopheles darlingi and Anopheles aquasalis transcriptome during Plasmodium vivax infection
2017. 6th International Conference on Plasmodium vivax Research.
Respiratory complications of Plasmodium vivax malaria: systematic review and meta-analysis
2017. 6th International Conference on Plasmodium vivax Research.
Cell response on malaria vivax thrombocytopenia
2017. 6th International Conference on Plasmodium vivax Research.
Opsonizing anti N-terminal PvMSP1 antibodies minimize antigenic polymorphism
2017. 6th International Conference on Plasmodium vivax Research.
Species-specific escape of Plasmodium sporozoites from oocysts of avian, rodent, and human malarial parasites
2017. 6th International Conference on Plasmodium vivax Research.
The mosquito melanization response in defense agaisnt the Plasmodium vivax infection
2017. 6th International Conference on Plasmodium vivax Research.
Serological Screening and Treatment (SSAT) as Adjuvant in an Intensive Vivax Elimination Strategy in Southern Brazil, 1980s
2017. 6th International Conference on Plasmodium vivax Research.
Effects of ivermectin sub lethal doses on the locomotor activity of Anopheles aquasalis
2017. 6th International Conference on Plasmodium vivax Research.
Effect of exogenous chitinase in Anopheles aquasalis infected with Plasmodium vivax
2017. 6th International Conference on Plasmodium vivax Research.
Prevalence study of the G6PD deficiency in the Brazilian Amazon
2017. 6th International Conference on Plasmodium vivax Research.
Complicated forms of vivax malaria due to the use of primaquine in patients with G6PD deficiency. Case report. - See more at: https://proceedings.galoa.com.br/icpvr/trabalhos/complicated-forms-of-vivax-malaria-due-to-the-use-of-primaquine-in-patients-with-g6pd-deficiency#sthash.8QCeVQIv.dpuf
2017. 6th International Conference on Plasmodium vivax Research.
Association between in vivo and ex vivo Plasmodium vivax resistance to chloroquine in Brazilian Amazon isolates
2017. 6th International Conference on Plasmodium vivax Research.
Rosetting ability and adhesion of P. vivax gametocytes to endothelial cells and their influence on infectivity in Anopheles aquasalis
2017. 6th International Conference on Plasmodium vivax Research.
Plasmodium vivax gametocytes in the bone marrow of an acute malaria patient and changes in the erythroid miRNA profile
2017. 6th International Conference on Plasmodium vivax Research.
Dyserythropoiesis during anemia related to acute vivax malaria: morphological and transcriptional profile
2017. 6th International Conference on Plasmodium vivax Research.
Characterization of exosome-like vesicles from chloroquine-resistant Plasmodium vivax patients
2017. 6th International Conference on Plasmodium vivax Research.
How malaria patients perceive the elimination process the disease in the Brazilian Amazon?
2017. 6th International Conference on Plasmodium vivax Research.
Sudden spleen rupture in a Plasmodium vivax-infected patient undergoing malaria treatment - See more at: https://proceedings.galoa.com.br/icpvr/trabalhos/sudden-spleen-rupture-in-a-plasmodium-vivax-infected-patient-undergoing-malaria-treatment#sthash.4cAe9pil.dpuf
2017. 6th International Conference on Plasmodium vivax Research.
Spider bites in Manaus, Western Brazilian Amazon: a hospital-based clinical and epidemiological characterization and factors related to underreporting
2017. XIV Congress of the Brazilian Society of Toxinology.
TLR9 variant -1237C/C is associated with high parasitaemia in Plasmodium vivax malaria in the Brazilian Amazon population - See more at: https://proceedings.galoa.com.br/icpvr/trabalhos/tlr9-variant-1237cc-is-associated-with-high-parasitaemia-in-plasmodium-vivax-malaria-in-the#sthash.0ArM3GJi.dpuf
2017. 6th International Conference on Plasmodium vivax Research.
Avanço no desmatamento florestal como fator de risco para incidência de leishmaniose tegumentar americana na Amazônia
2017. 53 MedTrop.
Avaliação clínica, epidemiológica e histopatológica dos pacientes vítimas de acidente botrópico atendidos na Fundação de Medicina Tropical Doutor Heitor Vieira Dourado no período de agosto de 2014 a agosto de 2017
2017. 53 MedTrop.
How malaria patients perceive the elimination process the disease in the Brazilian Amazon?
2017. 53 MedTrop.
Respiratory complications of Plasmodium vivax malaria: a series of cases from a reference center in tropical medicine in the western amazon basin
2017. 53 MedTrop.
Prevalência de deficiência de glicose-6-fosfato desidrogenase (G6PDd) na América Latina e Caribe: avaliação de metodologias e tecnologias empregadas nos inquéritos
2017. 53 MedTrop.
Clinical and epidemiological profile of accidents caused by Bothrops atrox (Linnaeus, 1758) at a tertiary service in Manaus, Amazonas
2017. XIV Congress of the Brazilian Society of Toxinology.
Avaliação do perfil celular local em acidentes ofídicos na Amazônia Brasileira
2017. 53 MedTrop.
Caracterização do perfil de citocinas no microambiente tecidual em acidentes ofídicos botrópicos na Amazônia Brasileira
2017. 53 MedTrop.
Manifestações sistêmicas relacionadas a casos de Hymenoptera no Amazonas, Brasil
2017. 53 MedTrop.
Aspectos ecológicos e epidemiológicos de acidentes por Bothrops atrox em um serviço terciário de Manaus, Amazonas
2017. 53 MedTrop.
EFFECT OF EXOGENOUS CHITINASE IN Anopheles aquasalis INFECTED WITH Plasmodium vivax
2017. 53 MedTrop.
Acurácia do tempo de coagulação de Lee-White no diagnóstico da coagulopatia em acidentes botrópicos: é realmente uma ferramenta confiável?
2017. 53 MedTrop.
Poor efficacy of preemptive amoxicillin clavulanate for preventing secondary infection from Bothrops snakebites in the Brazilian Amazon: A randomized controlled clinical trial
2017. 53 MedTrop.
Complicações locais em acidentes ofídicos no estado do Amazonas
2017. 53 MedTrop.
Manifestações sistêmicas relacionadas a casos de acidentes por Hymenoptera no Amazonas, Brasil
2017. 53 MedTrop.
Insuficiência renal aguda em vítimas de acidentes ofídicos atendidos em um hospital de referência da Amazônia Brasileira
2017. 53 MedTrop.
Blood incoagulability in the Bothrops snakebites attended in a hospital of reference in tropical diseases in the Brazilian Amazon
2017. XIV Congress of the Brazilian Society of Toxinology.
Frequency and factors associated to systemic bleeding in Bothrops snakebites in the Western Brazilian Amazon
2017. XIV Congress of the Brazilian Society of Toxinology.
Epidemiological and clinical profile of elapid snakebite in the Brazilian Amazon between 2010 and 2015
2017. XIV Congress of the Brazilian Society of Toxinology.
Ivermectina inibe o desenvolvimento de Plasmodium vivax em Anopheles darlingi e Anopheles aquasalis
2017. 53 MedTrop.
Avaliação do número de cópias de genes de resistência à cloroquina em pacientes com malária vivax
2016. 52 Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical.
Edema linfático no membro inferior em vítima de acidente botrópico na Região Amazônica
2016. 52 Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical.
Quantificação da parasitemia de Plasmodium vivax na medula óssea humana durante a malária aguda
2016. 52 Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical.
Aprimoramento de uma colônia de Anopheles aquasalis no Centro de Entomologia da Fundação de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado(FMT-HVD), Manaus, Amazonas
2016. 52 Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical.
Study of chemokines IL-8, RANTES, MIG, MCP-1 and IP-10 in patients infected by Plasmodium vivax
2016. XLI Congress of the Brazilian Society of Immunology.
Relato de quatro casos de escorpionismo causados por Tityus apiacas no município de Apuí, Amazonas, Brasil
2016. III Congresso de Medicina do Amazonas.
Fatores associados ao retardo no atendimento médico em vítimas de acidentes ofídicos no Estado do Amazonas, Brasil
2016. III Congresso de Medicina do Amazonas.
Epidemiologia dos acidentes araneídicos no Estado do Amazonas, Brasil, no período de 2007 a 2014
2016. III Congresso de Medicina do Amazonas.
Characterization of profiles TH1, TH2 and TH17 in patients infected by Plasmodium vivax
2016. XLI Congress of the Brazilian Society of Immunology.
Profile characterization leukotrienes in infected patients with Plasmodium vivax in Manaus, Amazonas
2016. XLI Congress of the Brazilian Society of Immunology.
Sequela incapacitante no membro superior em vítima de acidente botrópico na Região Amazônica
2016. 52 Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical.
Formação de rosetas e adesividade dos gametócitos e células endoteliais e sua influência na infectividade em Anopheles aquasalis
2016. 52 Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical.
Déficit funcional em pacientes vítimas de acidentes ofídicos no Estado do Amazonas, de 2007 a 2014
2016. 52 Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical.
Ultrastructure of the Anopheles aquasalis intestinal epithelium and the peritrophic matrix: chitinase effect on the matrix formation and in the Plasmodium vivax infection
2016. 52 Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical.
Inflamação aguda em vítimas de acidente botrópico no Amazonas
2016. 52 Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical.
Fatores associados ao retardo no atendimento médico em vítimas de acidentes ofídicos no Estado do Amazonas, Brasil
2016. VI Congresso de Iniciação Científica da FMT-HVD 2016.
Comparação entre os efeitos da ivermectina em Anopheles aquasalis utilizando ensaio de alimentação em membrana e alimentação direta
2016. VI Congresso de Iniciação Científica da FMT-HVD 2016.
Resposta celular associada à trombocitopenia durante a malária vivax
2016. 52 Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical.
Efeitos da ivermectina na sobrevivência e reprodução de Anopheles aquasalis, um importante vetor de malária na América Latina
2016. 52 Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical.
Efeito da ivermectina sobre Plasmodium vivax e sua interação com Anopheles aquasalis
2016. 52 Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical.
Caracterização da medula óssea humana em pacientes com malária por Plasmodium vivax
2016. VI Congresso de Iniciação Científica da FMT-HVD 2016.
Clareamento parasitário de Plasmodium falciparum em resposta ao tratamento com artemisininas
2016. 52 Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical.
Características epidemiológicas dos acidentes botrópicos e laquéticos no Estado do Amazonas de 2007 a 2015
2016. 52 Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical.
Polimosrfismos nos genes do TLR-9 (-1237C/T e -1486C/T) associados com a infecção pelo Plasmodium vivax
2016. 52 Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical.
Estudo da associação entre resistência de Plasmodium vivax à cloroquina in vivo e ex vivo em isolados da Amazônia Brasileira
2016. 52 Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical.
Hematúria em vítimas de acidentes ofídicos no Amazonas
2016. 52 Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical.
Sangramentos sistêmicos espontâneos em vítimas de acidentes botrópicos na Amazônia Brasileira Ocidental
2016. 52 Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical.
Validação do teste rápido Carestart G6PD para a detecção da deficiência de glicose-6-fosfato desidrogenase em indivíduos com malária vivax na Aamzônia Brasileira
2016. 52 Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical.

See all publications in Lattes

Current students

MS

André Sachett. Modelos para aumento do acesso aos antivenenos na Amazônia. Início: 2021. Universidade do Estado do Amazonas (Orientador principal)
Leonardo Lincoln Gomes Marques. Verificação do conhecimento de profissionais de saúde sobre o manejo de envenenamentos ofídicos. Início: 2021. Universidade do Estado do Amazonas (Orientador principal)
Thiago Serrão. Cadeia de suprimento dos antivenenos no estado do Amazonas, Brazil. Início: 2021. Universidade Federal do Amazonas (Orientador principal)
Lisele Brasileiro. Prevalência de sangramento intestinal nos sangramentos botrópicos. Início: 2019. Universidade do Estado do Amazonas (Orientador principal)

PhD

Alicia Cacau dos Santos. Estudo de métodos mistos sobre a prevenção do ofidismo entre ribeirinhos na Amazônia. Início: 2021. Universidade do Estado do Amazonas (Orientador principal)
Ádila Liliane Barros Dias. O papel da deficiência de G6PD na infecção por SARS-CoV- 2: invasão viral e transcriptoma. Início: 2020. Universidade do Estado do Amazonas (Orientador principal)
José Diego de Brito Sousa. Implantação do teste rápido para G6PD em pacientes com diagnóstico de malária vivax na Amazônia Brasileira. Início: 2019. Universidade do Estado do Amazonas (Orientador principal)
Victor Mwangi Irungu. Papel do parasito nas recaídas em Plasmodium vivax. Início: 2019. Universidade do Estado do Amazonas (Orientador principal)
João Arthur Alcântara de Lima. Efeito do fluralaner na sobrevida, reprodução e infecciosidade de Anopheles aquasalis por Plasmodium vivax. Início: 2019. Universidade do Estado do Amazonas (Co orientador)
Joabi Nascimento. Prevalência da deficiência de G6PD na Amazônia Brasileira. Início: 2018. Universidade do Estado do Amazonas (Orientador principal)
Cecilia Victoria Caraballo Guerra. Impacto da infecção pelo HIV na incidência de malária. Início: 2018. Universidade do Estado do Amazonas (Orientador principal)
Pedro Ferreira Gonçalves Bisneto. Importância epidemiológica e história natural de cobras-corais (Elapidae: Micrurus) na Amazônia brasileira. Início: 2017. Universidade Federal do Amazonas (Co orientador)
Sheila Rodrigues Rodovalho. Aspectos operacionais e avaliação da implementação da testagem da deficiência de G6PD em unidades de diagnós- tico de malária de dois municípios da região amazônica brasileira. Início: 2017. Universidade do Estado do Amazonas (Orientador principal)
Glenda Quaresma Ramos. Análise ultraestrutural de Plasmodium vivax frente ao uso de antimaláricos. Início: 2017. Universidade do Estado do Amazonas (Co orientador)

See all students in Lattes