DCC - UFMG
+55 31 3409 5860
ciia-saude@dcc.ufmg.br

Vanderson de Souza Sampaio


Vanderson de Souza Sampaio

Universidade do Estado do Amazonas
PPGMT

Associated researcher





Information extracted from Lattes platform


Last update: 2021/05/03


Degrees

Ph.D. Doenças Tropicais e Infecciosas na Universidade do Estado do Amazonas em 2017
M.Sc. Genética e Biologia Molecular na Universidade Federal do Pará em 2005
B.Sc. Ciências Biológicas na Universidade Federal do Pará em 2001


Current projects

2021 a AtualESTUDO DOS DESFECHOS PÓS-INFECÇÃO POR SARS-CoV-2 E PREDITORES DE ÓBITO NO ESTADO DO AMAZONAS
A COVID-19 é a doença infecciosa causada pelo novo coronavírus. Até o presente momento, o Brasil permanece ocupando a primeira posição na América do Sul e a segunda no mundo em número de casos e óbitos. No Brasil as informações sobre agravos de saúde são armazenadas em diversas bases de dados independentes. Atualmente as estratégias de Saúde Pública são baseadas em evidências epidemiológicas, produzidas a partir de dados provenientes dos Sistemas de Informação em Saúde (SIS). A acurácia da informação é essencial para nortear decisões assertivas e compreender o perfil epidemiológico e a real situação dos agravos em saúde. A presente proposta tem por objetivo desenvolver modelos de classificação para a COVID-19 e avaliar preditores de gravidade e óbito da doença no Amazonas no período de 2020 a 2022. Trata-se de um estudo do tipo coorte prospectiva com uso de dados secundários dos prontuários eletrônicos MEDVIEW/CLOROCOVID do Hospital Delphina Abdel Aziz, referência para atendimento dos pacientes com COVID-19 em Manaus/Amazonas, e dos registros da base do Sistema de Informação da Vigilância Epidemiológica da Gripe (SIVEP-GRIPE) e do Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM) do Amazonas, no período de 2020 a 2022. A identificação dos fatores preditores de mortalidade e gravidade em casos de COVID-19 será realizada através do desenvolvimento de modelos de deep learning, fuzzy e por modelos tradicionais, como regressão logística multivariada. Para a comparação dos modelos, serão usadas curva roc (AUROC), sensibilidade, especificidade e valores preditivos dos testes. Medidas de ajustamento dos modelos tradicionais serão feitas com base no teste de Hosmer-Lemeshow. As análises serão realizadas por meio do pacote estatístico Stata (v.16). Ao final do estudo espera-se obter um diagnóstico dos sistemas de informação quanto a acurácia dos dados que fornecerão ao gestor dos SiS, importantes informações quanto à oportunidade de melhorias em relação à captação dos dados, além da classificação dos casos de COVID-19 e a identificação de características demográficas e clínicas preditoras de gravidade e mortalidade que irão impactar de forma direta na prática clínica e na abordagem de pacientes com COVID-19 no estado do Amazonas.
Integrantes: Vanderson de Souza Sampaio (coordenador), Wuelton Marcelo Monteiro, Antonio José Leal Costa, Daniel Barros de Castro, Maria Gabriela de Almeida Rodrigues, Marco Aurélio Sartim, Patricia Takako Endo, Fernando Fonseca de Almeida e Val, Djane Clarys Baia da Silva, Rahyja Teixeira dos Santos, Arlene dos Santos Pinto, Patricia Carvalho da Silva Balieiro.
2020 a AtualDESENVOLVIMENTO DE UM MODELO DE CLASSIFICAÇÃO PARA APOIO AO DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL DE DOENÇAS FEBRIS E/OU EXANTEMÁTICAS UTILIZANDO TÉCNICAS DE INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL: VigIAr
Introdução: A circulação concomitante de diferentes arbovírus em território brasileiro demanda novos procedimentos destinados ao diagnóstico diferencial das arboviroses no contexto da vigilância epidemiológica. Além das limitações de ordem financeira derivadas dos elevados custos para realização dos exames laboratoriais de confirmação em larga escala, a desobrigação do diagnóstico laboratorial de confirmação na vigência de epidemias ? como até recentemente determinado pela vigilância epidemiológica da Dengue ? não será suficiente para a garantia da acurácia das notificações de casos. Considerando-se as limitações de natureza operacional relacionadas à confirmação diagnóstica em todo o Brasil, especialmente em períodos epidêmicos assim como em áreas de acesso restrito, como no interior do estado do Amazonas, o desenvolvimento de modelos de classificação diagnóstica baseados em sinais e sintomas clínicos e exames laboratoriais de rotina pode contribuir para o aprimoramento da acurácia das notificações de casos de Zika, Chikungunya, Dengue e outras arboviroses. Objetivo: Desenvolver modelos de classificação para apoio ao diagnóstico diferencial de casos de síndromes febris e/ou exantemáticas em um cenário de transmissão concomitante de arboviroses (Zika, Chikungunya, Dengue, Oropouche e Mayaro), baseados em técnicas de inteligência artificial, para aplicação no diagnóstico clínico e na vigilância em saúde. Metodologia: O estudo VigIAr será desenvolvido em 3 municípios do Estado do Amazonas: Manaus, Itacoatiara e Coari. Serão recrutados pacientes com diagnóstico de síndrome febril e/ou exantemática aguda (SFEA) da demanda de unidades de saúde desses municípios. A confirmação diagnóstica será realizada por meio da técnica de Reação em Cadeia de Polimerase antecedida de Transcrição Reversa (RT-PCR). A técnica de aprendizado de máquina tem sido amplamente empregada para a classificação de eventos em epidemiologia e medicina, entre outros motivos pela capacidade de processamento de grandes volumes de dados, adequação a desfechos com múltiplas categorias assim como a necessidade de poucas premissas. No âmbito do VigIAr, a variável desfecho será definida pela confirmação laboratorial de casos de arboviroses (Zika, Chikungunya, Dengue, Oropouche ou Mayaro) por método de biologia molecular (RT-PCR). Serão avaliados ainda desfechos compostos por coinfecções dessas arboviroses. O grupo controle será constituído pelos casos com resultados negativos para as arboviroses supracitadas. As variáveis explicativas consistirão nos sinais e sintomas clínicos e resultados de exames laboratoriais de rotina para diagnóstico das arboviroses de interesse. Dados obtidos a partir dos formulários clínicos aplicados, bem como dos achados laboratoriais básicos descritos anteriormente, serão primeiramente separados aleatoriamente em dois conjuntos: (i) conjunto de treinamento do modelo (70% dos registros) e (ii) conjunto de avaliação de desempenho do modelo (30% dos registros). Resultados esperados: Como resultado direto deste projeto, esperamos produzir modelos capazes de lidar com a incerteza do diagnóstico dos arbovírus circulantes em nosso país, diante de um cenário de múltiplas epidemias de arboviroses. Nossos achados permitirão um diagnóstico mais preciso para tais doenças, contribuindo para o manejo clínico adequado e o aprimoramento da vigilância em saúde. A tecnologia aplicada, tanto do ponto de vista laboratorial quanto de análises será transferida para a atenção primária e hospitalar, podendo ser aplicada na rotina das atividades da vigilância em saúde, contribuindo para a consolidação do Sistema Único de Saúde - SUS. Os resultados serão organizados e divulgados sob forma de artigos científicos publicados em periódicos internacionais de alto impacto, preenchendo importantes lacunas no conhecimento a respeito da vigilância da infecção por arboviroses.
Integrantes: Vanderson de Souza Sampaio (coordenador), Wuelton Marcelo Monteiro, Antonio José Leal Costa, Bernardino Cláudio de Albuquerque, Rosemary Costa Pinto, Cristiano Fernandes da Costa, Daniel Barros de Castro, Felipe Gomes Naveca, Flor Ernestina Martinez Espinosa, Maria Gabriela de Almeida Rodrigues, Camila Helena Aguiar Bôtto de Menezes, Gleica Soyan Barbosa Alves, Gerusa Belo Gibson dos Santos, Natália Santana Paiva, Sheyla Maria Torres Goulart Citrangulo, Bárbara Aparecida Chaves, Emílio Borges do Carmo Neto, Fabiana Silva de Souza, Samuel Benjamin Aguiar de Oliveira, Alinne de Paula Rodrigues Antolini, Bleno Leonam Gonçalves da Costa.
2020 a AtualEstudo de fase IIb para avaliar eficácia e segurança de succinato sódico de metilprednisolona injetável no tratamento de pacientes com sinais de síndrome respiratória aguda grave, no âmbito do novo coronavírus (SARS-CoV2): um ensaio clínico, duplo-cego.
Estudo de fase IIb para avaliar eficácia e segurança de succinato sódico de metilprednisolona injetável no tratamento de pacientes com sinais de síndrome respiratória aguda grave, no âmbito do novo coronavírus (SARS-CoV2): um ensaio clínico, duplo-cego, randomizado, controlado com placebo. Ensaio clínico, duplo-cego, randomizado, controlado com placebo sobre a eficácia e segurança do uso de succinato sódico de metilprednisolona (SMP) injetável em pacientes com síndrome respiratória aguda grave (SRAG) no âmbito de COVID-19. Um total de 420 indivíduos de ambos os sexos, acima de 18 anos, com sintomas sugestivos de síndrome respiratória aguda grave (SRAG), ou com diagnóstico de SRAG, hospitalizados no Hospital e ProntoSocorro Delphina Rinaldi Abdel Aziz (HPSDRAA), com suspeita clínica e radiológica de SARSCoV2, serão randomizados em dois grupos de tratamento, na razão de 1:1, um com SMP (0,5mg/kg de peso de 12h em 12h, por 5 dias) e outro com placebo (solução de salina sem princípio ativo de 12h em 12h por 5 dias).
Integrantes: Marcus Vinícius Guimarães de Lacerda (coordenador), Vanderson de Souza Sampaio, Wuelton Marcelo Monteiro, Fernando FA Val, Gisely C Melo, Marcelo AM Brito, BAIA DA SILVA, DJANE C., DIEGO DE BRITO SOUSA, JOSÉ, Mariana Simão Xavier, SAFE, IZABELLA PICININ, Ludhmila Abrahão Hajjar, Guilherme Pivoto.
2020 a AtualQUALI-TRUST - Aceitabilidade e compreensão de profissionais de saúde e de pacientes com malária, em relação ao uso do teste quantitativo de G6PD antes da cura radical do Plasmodium vivax: um estudo qualitativo e quantitativo
Os objetivos do projeto são: 1. Avaliar os níveis de entendimento e conhecimento sobre as novas ferramentas (teste quantitativo de G6PD, novo algoritmo de tratamento) incluindo a justificativa para sua utilização entre profissionais de saúde (PS) e pacientes com P. vivax; 2. Caracterizar a percepção, aceitabilidade, viabilidade e adesão dessa nova intervenção entre profissionais de saúde e pacientes; 3. Compreender a experiência dos profissionais de saúde no treinamento das novas ferramentas (incluindo a entrega do treinamento, materiais de treinamento e folhetos de ajuda), bem como suas sugestões.
Integrantes: Marcus Vinícius Guimarães de Lacerda (coordenador), Vanderson de Souza Sampaio, Wuelton Marcelo Monteiro, MURTA, FELIPE LEÃO GOMES.
2020 a AtualDESCENTRALIZAÇÃO DO TRATAMENTO ANTIVENENO NOS ACIDENTES OFÍDICOS NA AMAZÔNIA BRASILEIRA: GERANDO EVIDÊNCIAS SOBRE A SEGURANÇA E EFETIVIDADE (SAVING)
O Projeto SAVING visa ampliar acesso da população aos antivenenos, avaliando a criação de procedimentos operacionais e a validação de protocolo simplificado de manejo de acidentes ofídicos objetivando a descentralização do tratamento antiveneno nos envenenamentos ofidicos para unidades de saúde de baixa complexidade, sob a supervisão de profissionais não-médicos. O projeto visa ainda a incorporação do protocolo clínico e o treinamento dos profissionais para replicar a utilização deste protocolo.
Integrantes: Wuelton Marcelo Monteiro (coordenador), Vanderson de Souza Sampaio, Marcus Vinícius Guimarães de Lacerda, Fernando FA Val, Jacqueline de Almeida Gonçalves Sachett.
2020 a AtualIdentificação de assinaturas metabolômicas associadas ao carreamento de hipnozoítos em Plasmodium vivax (HIPNOPRINT)
Em pacientes acompanhados em uma instituição de referência, com recaída verdadeira, de forma bem caracterizada por informações epidemiológicas e marcadores moleculares, pretende-se buscar em sangue periférico a presença de biomarcadores, bem como em amostras não-invasivas, como urina, saliva e imprint de pele, por meio de abordagem metabolômica. A identificação de tais marcadores permitirá a realização de inquéritos de campo, em um cenário de eliminação da doença, evitando assim a administração em massa de drogas, o que pode não ter boa aceitação pela população.
Integrantes: Wuelton Marcelo Monteiro (coordenador), Vanderson de Souza Sampaio, COSTA, M. R. F., Fernando FA Val, Gisely C Melo, MARCUS VINÍCIUS G, LACERDA, Fábio Trindade Maranhão Costa.
2020 a AtualEstudo de fase IIb para avaliar eficácia e segurança do difosfato de cloroquina no tratamento de pacientes hospitalizados com síndrome respiratória grave no âmbito do novo Coronavírus (SARS-CoV2): um ensaio clínico, duplo-cego, randomizado;
Estudo de fase IIb para avaliar eficácia e segurança do difosfato de cloroquina no tratamento de pacientes hospitalizados com síndrome respiratória grave no âmbito do novo Coronavírus (SARS-CoV2): um ensaio clínico, duplo-cego, randomizado;
Integrantes: Marcus Vinícius Guimarães de Lacerda (coordenador), Vanderson de Souza Sampaio, Bernardino Cláudio Albuquerque, Wuelton Marcelo Monteiro, Fernando FA Val, Marcelo AM Brito, Gustavo AS Romero, BASSAT, QUIQUE, Maria Paula Guimarães Mourão, Antônio Alcirley da Silva Balieiro, Felipe Gomes Naveca, Luiz Carlos de Lima Ferreira, Gisely Cardoso de Melo, FREIRE, MONIQUE, BAIA-DA-SILVA, DJANE CLARYS, James Dean Oliveira dos Santos Júnior, Mayla Borba, Marcia Almeida de Araújo Alexandre, Mariana Simão Xavier, Ludmila Abrahão Hajjar, Maria Eduarda Leão de Farias, Cor Jesus Fernandes Fontes.
2019 a AtualIntegrative Biology Applied to Human Health
Data related to human health, from clinical and epidemiological information to medical images and omics data, are being generated and accumulated in an unprecedented amount in history. The analysis and integration of such information is critical to improve our understanding of the pathophysiology of diseases, their transmission, as well as their diagnosis and treatment. This project proposes innovative approaches for: analyzing large epidemiological databases; mapping hotspots of disease transmission; integrating transcriptome data with clinical and immunological data; and using machine learning for interpretation and analysis of microscopic images. State-of-the-art techniques or systems analyses and machine learning will be used and even developed for each approach, taking into account the foundations of integrative biology. We hope that the results of the project can clarify several problems related to human health, from the automatic analysis of microscopic slides to the molecular mechanisms of infectious and inflammatory diseases.
Integrantes: Vanderson de Souza Sampaio (coordenador), Helder Takashi Imoto Nakaya, Mario Hiroyuki Hirata, Luís Carlos de Souza Ferreira, Luciano da Fontoura Costa, Fernando Augusto Bozza, Patricia Cristina Baleeiro Beltrao Braga, Esper Georges Kallás, Frederico Moraes Ferreira, Paola Marcella Camargo Minoprio, Ricardo Tostes Gazzinelli, Sergio Schenkman.
2019 a AtualEstudo TRUST - Viabilidade Operacional da Cura Radical Apropriada de Plasmodium vivax com Tafenoquina ou Primaquina após Teste Quantitativo de G6PD no Brasil
Objetivo principal: Investigar se pacientes com Plasmodium vivax (P. vivax) ≥16 anos são tratados com tafenoquina (TQ) de acordo com o nível apropriado de atividade da enzima glicose-6-fosfato desidrogenase (G6PD). Objetivos específicos: - Investigar se pacientes com P. vivax ≥6 meses são tratados com primaquina (PQ) de acordo com o nível apropriado de atividade da enzima G6PD; - Descrever as características dos pacientes tratados com TQ ou PQ; - Medir a frequência de anemia hemolítica aguda (AHA) induzida por medicamento e da hospitalização devido a AHA induzida por medicamento.
Integrantes: Marcus Vinícius Guimarães de Lacerda (coordenador), Vanderson de Souza Sampaio, Wuelton Marcelo Monteiro, Dhelio B Pereira, Renata Camões Rabello.
2019 a AtualDesenvolvimento de modelo de classificação para apoio ao diagnóstico diferencial de doenças febris e/ou exantemáticas utilizando técnicas de inteligência artificial (Deep Learning): VigIAr

Integrantes: Vanderson de Souza Sampaio (coordenador), Wuelton Marcelo Monteiro, Antonio José Leal Costa, Bernardino Cláudio de Albuquerque, Rosemary Costa Pinto, Cristiano Fernandes da Costa, Daniel Barros de Castro, Felipe Gomes Naveca, Flor Ernestina Martinez Espinosa, Maria Gabriela de Almeida Rodrigues, Camila Helena Aguiar Bôtto de Menezes, Gleica Soyan Barbosa Alves, Gerusa Belo Gibson dos Santos, Natália Santana Paiva, Sheyla Maria Torres Goulart Citrangulo, Bárbara Aparecida Chaves, Emílio Borges do Carmo Neto, Fabiana Silva de Souza, Samuel Benjamin Aguiar de Oliveira, Alinne de Paula Rodrigues Antolini.
2019 a AtualPRO-ESTADO - BUSCANDO A EXCELÊNCIA NO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM MEDICINA TROPICAL DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAZONAS/FUNDAÇÃO DE MEDICINA TROPICAL DR. HEITOR VIEIRA DOURADO
O Programa de Pós-Graduação em Medicina Tropical (PPGMT), área de concentração Doenças Tropicais e Infecciosas, da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) funciona em convênio amplo com a Fundação de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD). Apresenta caráter interdisciplinar e multiprofissional, constituindo-se em espaço acadêmico para formação de mestres e doutores. Trata-se de um dos dois únicos programas de pós-graduação em Medicina Tropical/Doenças Infecciosas da Região Norte do Brasil. Trata-se de um dos dois únicos programas de pós-graduação em Medicina Tropical/Doenças Infecciosas da Região Norte do Brasil. Com uma única área de concentração em Doenças Tropicais e Infecciosas, apresenta caráter interdisciplinar e multiprofissional, constituindo-se em espaço acadêmico para formação de mestres e doutores. A parceria da UEA com uma instituição de pesquisa (FMT-HVD), que também é parte do Sistema Único de Saúde (SUS), permite uma permanente retroalimentação das linhas e prioridades de pesquisa, com base na carga das doenças. Ou seja, a pesquisa aplicada que é desenvolvida no PPGMT é uma resposta aos principais problemas de saúde pública relacionados com doenças infecciosas, no Estado do Amazonas, colaborando de forma muito direta para o seu controle ou resolução. Conforme ressaltado na Avaliação Quadrienal CAPES 2013-2016, o PPGMT apresenta impacto regional muito relevante para o desenvolvimento das atividades de ensino superior e pesquisa, sendo que suas atividades do Programa contribuíram para a nucleação de 3 outros Programas no Estado do Amazonas. A meta do grupo é clara, ou seja, de elevar seu conceito na próxima avaliação quadrienal, sendo o primeiro curso com Conceito 6 na Região Amazônica. Para atingir excelência estadual, regional e nacional, esta proposta é uma iniciativa para manter, do ponto de vista financeiro, as atividades referentes acadêmicas de uma forma global, envolvendo recursos para formação de redes de colaboração com pesquisadores nacionais e internacionais, desenvolvimento de pesquisas clínicas e de laboratório e para divulgação de resultados científicos na forma de artigos, em revistas de alto prestígio..
Integrantes: Wuelton Marcelo Monteiro (coordenador), Vanderson de Souza Sampaio, Paulo Filemon Paolucci Pimenta, Fernando FA Val, Gisely C Melo, MARCUS VINÍCIUS G, LACERDA, ALECRIM, MARIA DAS GRAÇAS COSTA, Jacqueline de Almeida Gonçalves Sachett, Luiz Carlos de Lima Ferreira, Stefanie Costa Pinto Lopes, Rajendranath Ramasawmy, Maria das Graças Vale Barbosa Guerra, Allyson Guimarães da Costa, GUERRA, JORGE AUGUSTO OLIVEIRA, CORDEIRO-SANTOS, MARCELO, Adele Schwartz Benzaken.
2018 a AtualSAFEPRIM - IMPLANTAÇÃO DO TESTE RÁPIDO PARA DIAGNÓSTICO DA DEFICIÊNCIA DE GLICOSE 6-FOSFATO DESIDROGENASE EM UNIDADES DE DIAGNÓSTICO DE MALÁRIA DE DOIS MUNICÍPIOS DA REGIÃO AMAZÔNICA BRASILEIRA
Para que o uso de drogas do tipo 8-aminoquinolina de dose única seja implementado no Brasil, é necessária uma maior segurança quanto ao tratamento com essas drogas, em conformidade com as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) de avaliar o status da dG6PD previamente ao tratamento de malária vivax e administração desta classe de droga. Portanto, o presente estudo visa avaliar a implantação em campo do teste rápido CareStartTM G6PD (TR CS-G6PD) e biosensor quantitativo point-of-care StandardTM G6PD (BQ S-G6PD) para a detecção de deficiência glicose-6-fosfato desidrogenase (dG6PD) em indivíduos com malária vivax, em unidades de diagnóstico de malária de dois municípios da Amazônia Brasileira, Rio Preto da Eva-AM e Mancio Lima-AC. Além disso, avaliar-se-á a confiabilidade da interpretacao dos testes pelos agentes de saúde e dos resultados obtidos na testagem de pacientes, aceitabilidade da triagem por parte dos agentes e pacientes, custo-efetividade da implementação e incidência de internações hospitalares por anemia hemolítica. Este projeto contribuirá com resultados importantes na avaliação do diagnóstico realizado em campo por trabalhadores de rotina nos serviços de saúde dos municípios da Amazônia Brasileira, podendo subsidiar o Programa Nacional de Controle da Malária, do Ministério da Saúde, com evidências, caso haja a recomendação da adoção do teste como política antes do tratamento de malária vivax no país. O projeto também atende a recomendação da Organização Mundial de Saúde, em relação ao desenvolvimento de um plano piloto de implementação e progresivo escalonamento da testagem da enzima G6PD em colaboração com grupo de trabalho técnico nacional.
Integrantes: MARCUS VINÍCIUS G, LACERDA (coordenador), Vanderson de Souza Sampaio, Wuelton Marcelo Monteiro, Sheila Vitor da Silva, DIEGO DE BRITO SOUSA, JOSÉ.
2017 a AtualAvaliação de fatores epidemiológicos, vetoriais e humanos, ligados à transmissão do vírus Zika e outros arbovírus emergentes ou reemergentes em dois estados da Amazônia Ocidental Brasileira.
A região Amazônica possui características geoclimáticas e de biodiversidade que fornecem condições favoráveis para a manutenção do ciclo natural de diversos agentes etiológicos de doenças tropicais, dentre os quais destacam-se os arbovírus. A literatura mundial mostra diversos vírus isolados em estudos nesta região, em especial no estado do Pará, na chamada Amazônia Oriental, fruto das atividades de pesquisa iniciadas com apoio da Fundação Rockfeller, e conduzidas pelo Instituto Evandro Chagas-MS. No entanto, os cenários Amazônicos apresentaram modificações importantes nas últimas décadas, sobretudo com o adensamento de grandes cidades na região, com o consequente aumento na detecção de vetores sinantrópicos, como o Aedes aegypti e o Aedes albopictus. Outro fator importante que compõe a já complexa questão epidemiológica para transmissão de arbovírus na região é o aumento dos deslocamentos populacionais internacionais, transitórios ou permanentes. Nesta região existem cenários de intensa movimentação fronteiriça, onde muitas vezes os cenários urbanos se confundem com facilidade. Esta situação pode, portanto, atuar como uma facilitadora para introdução e dispersão de arbovírus oriundos de outros países, os quais podem encontrar vetores competentes para manter a cadeia de transmissão. Nos últimos anos tem ocorrido um fenômeno global de aumento do número dos casos de arboviroses. Vírus como o Chikungunya e o Zika, que antes circulavam em ambiente limitado na África e Ásia, hoje atingem populações em diversos países. Pelo exposto, é natural supor que arbovírus endêmicos da região amazônica possam emergir inicialmente como patógenos de maior importância na região, consequentemente, possam atingir outras regiões do país e do mundo. A prevenção das arboviroses é baseada fortemente nas ações de combate aos vetores, uma vez que não existem vacinas para a grande maioria destes agravos. Assim, considerando a importância do controle vetorial e a necessidade de estudos que visem esclarecer mecanismos ligados a transmissão do vírus Zika ? um importante arbovírus emergente que foi negligenciado mundialmente, e de outros arbovírus emergentes ou reemergentes; bem como avaliar fatores virais que resultem na subnotificação de infecções por arbovírus, propomos neste projeto avaliar fatores epidemiológicos, vetoriais e do hospedeiro humano, ligados a transmissão do vírus Zika e outros arbovírus em dois estados da Amazônia Ocidental, Amazonas e Roraima, contribuindo com novas informações que possam direcionar as estratégias de prevenção e controle destas arboviroses. Ainda dentro desta proposta, serão realizados experimentos para a detecção de dois arbovírus emergentes; ensaios para a detecção de possíveis vírus novos; a avaliação de uma alternativa para o transporte e condicionamento de amostras para pesquisa de arbovírus em locais remotos, além do desenvolvimento de novos protocolos para o diagnóstico laboratorial dos arbovírus. Esperamos ao final deste projeto ter contribuído com o SUS através de maiores conhecimentos voltados à vigilância epidemiológica das arboviroses, bem como com a capacitação de pessoal em diversos níveis de formação.
Integrantes: Felipe Gomes Naveca (coordenador), Vanderson de Souza Sampaio, Ricardo Augusto dos Passos, Bernardino Cláudio Albuquerque, José Bento Pereira Lima, Rosemary Costa Pinto, Cristiano Fernandes da Costa, José Ueleres Braga, Antônio Alcirley da Silva Balieiro, Daniele Palha de Souza Campos, Daniel Testa Mota, Luciana Pires de Freitas, Luciana Cristina Grisoto, Ana Paula Carvalhal Barbosa, Cecília Maria de Castro Bessa, Nathália Coelho Vargas, Rômulo Freire de Morais, Cynthia Dantas de Macedo Lins, Charlote Aguiar Buffi Briglia, Adelma Alves de Figueiredo, Ana Paula Viana de Oliveira Guth, Gonzalo José Bello Bentancor, Thalita Caroline da Silva Siqueira, Roberta Nogueira Calandrini de Azevedo, Emerson Ricardo de Sousa Capistrano, Rejane de Castro Simões, Erika de Oliveira Gomes, Wanderly Pedro Tadei, Rosemary Aparecida Roque, Carlos Alberto Praia Lima, Fabiana Granja, Fernanda Rodrigues Fonseca, Carlos Henrique Soares Carvalho, Analice Barbosa Pereira Carvalho, Dana Cristina da Silva Monteiro, Marineide Souza da Silva, Claudia María Ríos Velásquez, Felipe Arley Costa Pessoa, Lívia Caricio Martins, Pedro Fernando da Costa Vasconcelos, Sueli Guerreiro Rodrigues, Jannifer Oliveira Chiang, Bernardo Lessa Horta, Daniele Freitas Henriques, Ademir de Jesus Martins Júnior, Luciana dos Santos Dias, Érica Cristina da Silva Chagas, Glacicleide Lima da Silva, João Paulo Freire Mendonça, Maria Alcinete da Costa Barbosa, Suzete Brasil do Nascimento, Pablo Oscar Amézaga Acosta, Enayra Christina Clemente Ferreira, Kemeson Alves Naveca, Mayara Bianca Pereira Rodrigues, Miguel Ferreira Dias, Catia Alexandra Ribeiro Meneses, Matilde Del Carmen Contreras Mejía, Lígia Fernandes Abdalla, João Hugo Abdalla Santos, Valdinete Alves do Nascimento, Victor Costa de Souza, André de Lima Guerra Corado, Tatiana Amaral Pires de Almeida.
2017 a AtualDESENVOLVIMENTO DE MODELOS DE CLASSIFICAÇÃO PARA APOIO AO DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL DA INFECÇÃO PELO VÍRUS ZIKA: CONTRIBUIÇÃO PARA O APRIMORAMENTO DA VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA DAS ARBOVIROSES NO ESTADO DO AMAZONAS, BRASIL
Introdução: A circulação concomitante de diferentes arbovírus em território brasileiro demandará novos procedimentos destinados ao diagnóstico diferencial das arboviroses no contexto da vigilância epidemiológica. Além das limitações de ordem financeira derivadas dos elevados custos para realização dos exames laboratoriais de confirmação em larga escala, a desobrigação do diagnóstico laboratorial de confirmação na vigência de epidemias ? como até recentemente determinado pela vigilância epidemiológica da dengue ? não será suficiente para a garantia da acurácia das notificações de casos. Considerando-se as limitações de natureza operacional relacionadas à confirmação diagnóstica em todo o Brasil, especialmente em períodos epidêmicos assim como em áreas de acesso restrito, como no interior do estado do Amazonas, o desenvolvimento de modelos de classificação diagnóstica baseados em sinais e sintomas clínicos e exames laboratoriais de rotina pode contribuir para o aprimoramento da acurácia das notificações de casos de Zika, Chikungunya, Dengue e outras arboviroses. Objetivo: Desenvolver modelos de classificação para apoio ao diagnóstico diferencial da infecção sintomática pelo vírus Zika em um cenário de transmissão concomitante de outras arboviroses (Chikungunya, Dengue, Oropouche e Mayaro) baseados em lógica difusa (fuzzy), inferência bayesiana e regressão logística, para aplicação no diagnóstico clínico e na vigilância em saúde. Metodologia: 1) Modelos fuzzy de classificação diagnóstica para casos sintomáticos de arboviroses de interesse serão desenvolvidos, baseados nas opiniões e experiências profissionais de especialistas nas áreas de infectologia e epidemiologia. Serão selecionados os sinais e sintomas clínicos comumente descritos entre as manifestações das diferentes infecções virais de interesse e definidas as variáveis linguísticas dos modelos fuzzy de classificação. Na etapa seguinte serão definidos os graus de pertinência dos sinais e sintomas selecionados em relação a cada uma das arboviroses. Em seguida serão estabelecidas as regras e relações fuzzy de acordo com o método direto de Mamdani, que comporão os modelos de classificação diagnóstica. 2) Será desenvolvido um modelo probabilístico utilizando-se o classificador Naive Bayes. A partir de um conjunto de dados obtidos de pacientes confirmados para 4 cada arbovirose, as seguintes probabilidades serão obtidas calculando as frequências relativas dos dados: probabilidade marginal dos sintomas P(Si), probabilidade marginal das doenças P(Dj) e a probabilidade condicional dos sintomas em todas as doenças P(Si∨Dj) . Sintomas que não forem relatados em uma das infecções em particular terão probabilidade condicional para a mesma igual a zero. Ao calcular o escore diagnóstico, as probabilidades zero eliminam as informações de outros sintomas, portanto, para evitar este problema as suas probabilidades condicionais zero serão corrigidas para 0,5. O diagnóstico diferencial será dado pela categorização e posicionamento dos diagnósticos em ordem decrescente dos seus escores diagnósticos correspondentes abaixo de um determinado cutoff. 3) Será desenvolvido um modelo de regressão logística múltipla multinomial em que a variável desfecho será definida pela confirmação laboratorial das arboviroses de interesse, por método de biologia molecular. As variáveis explicativas, representadas por sinais e sintomas clínicos e resultados de exames laboratoriais de rotina, serão incorporadas ao e mantidas no modelo múltiplo mediante critérios estatísticos contemplados na análise univariada (p<0,2) e no modelo final (p<0,05), respectivamente. 4) Os modelos gerados serão avaliados quanto aos seus desempenhos mediante comparação dos seus respectivos valores de sensibilidade, especificidade e valores preditivos positivos.
Integrantes: Antonio José Leal Costa (coordenador), Vanderson de Souza Sampaio, Wuelton Marcelo Monteiro, José Bento Pereira Lima, Bernardino Cláudio de Albuquerque, Rosemary Costa Pinto, Megumi Sadahiro, Leila Cristina Ferreira da Silva, Cristiano Fernandes da Costa, Daniel Barros de Castro, Irenio da Silva Gomes, Maria Auxiliadora Monteiro Novais, José Ueleres Braga, Jair dos Santos Pinheiro, Antônio Alcirley da Silva Balieiro, Felipe Gomes Naveca, Márcia da Costa Castilho, Maria das Graças Gomes Saraiva, Neli Regina Siqueira Ortega, Daniel Canavese de Oliveira, Cecília Carmen de Araújo Nicolai, Maria Stella de Castro Lobo, Maria Gabriela de Almeida Rodrigues, Alexandre Inomata Tadashi Bruce.
2017 a AtualINTEGRATING SOCIOECONOMIC AND HEALTH DATA TO COMBAT MALARIA
This proposal comprises the development of a platform to routine integrate surveillance data from malaria with other sources: socioeconomic data, social protection programmes (cash transfers, housing etc.) and the National Health System (hospitalization, mortality and notifiable diseases). Our platform will provide routines for data acquisition, quality assessment, harmonization (transformation, cleansing and anonymization), deterministic and probabilistic linkage, accuracy ascertainment of produced results and provision, through open data standards, to researchers, government people and other users interested in these data. We expect the data produced can support decision-making processes and policies conduct by the government in the fight against malaria
Integrantes: Vanderson de Souza Sampaio (coordenador), Marcos Ennes Barreto, André Machado Siqueira.
2014 a AtualFortalecimento das atividades de pesquisa, tecnologia e/ou inovação para execução de Programas Estaduais de Prevenção e Controle de Doenças
A presente proposta tem por finalidade principal fortalecer a área da pesquisa, tecnologia e inovação no âmbito da Fundação de Vigilância em Saúde do Estado do Amazonas (FVS-AM), que contribuam para a melhoria da prestação de serviços de saúde e possibilite uma maior efetividade dos programas de vigilância e controle de doenças e agravos no Estado do Amazonas.
Integrantes: Vanderson de Souza Sampaio (coordenador), José Bento Pereira Lima, Antonio José Leal Costa, José Ueleres Braga.

Current applied research projects

See all projects in Lattes

Recent publications

Articles in journals

Adjunct N-Acetylcysteine Treatment in Hospitalized Patients With HIV-Associated Tuberculosis Dampens the Oxidative Stress in Peripheral Blood: Results From the RIPENACTB Study Trial
2021. Frontiers in Immunology.
Severe Hypoxemia With Normal Heart and Respiratory Rate in Early-stage Coronavirus Disease 2019 Patients: The -Happy Hypoxemia Phenomenon-
2021. CLINICAL INFECTIOUS DISEASES.
Performance of a sensitive haemozoin-based malaria diagnostic test validated for vivax malaria diagnosis in Brazilian Amazon
2021. MALARIA JOURNAL.
Benchmarking Machine Learning Models to Assist in the Prognosis of Tuberculosis
2021. Informatics.
Mortality outcomes with hydroxychloroquine and chloroquine in COVID-19 from an international collaborative meta-analysis of randomized trials
2021. Nature Communications.
Should we care about Plasmodium vivax and HIV co-infection? A systematic review and a cases series from the Brazilian Amazon
2021. MALARIA JOURNAL.
Exploring the influence of deforestation on dengue fever incidence in the Brazilian Amazonas state
2021. PLoS One.
Covid-19 Automated Diagnosis and Risk Assessment through Metabolomics and Machine Learning
2021. ANALYTICAL CHEMISTRY.
Methylprednisolone as Adjunctive Therapy for Patients Hospitalized With COVID-19 (Metcovid): A Randomised, Double-Blind, Phase IIb, Placebo-Controlled Trial
2020. CLINICAL INFECTIOUS DISEASES.
#StayHome: Monitoring and benchmarking social isolation trends in Caruaru and the Região Metropolitana do Recife during the COVID-19 pandemic
2020. SOCIEDADE BRASILEIRA DE MEDICINA TROPICAL. REVISTA.
Fatores associados à mortalidade por causas inespecíficas e mal definidas no estado do Amazonas, Brasil, de 2006 a 2012
2020. Ciência & Saúde Coletiva.
Social, demographic, health care and co-morbidity predictors of tuberculosis mortality in Amazonas, Brazil: a multiple cause of death approach
2020. PLoS One.
Effect of High vs Low Doses of Chloroquine Diphosphate as Adjunctive Therapy for Patients Hospitalized With Severe Acute Respiratory Syndrome Coronavirus 2 (SARS-CoV-2) Infection
2020. JAMA Network Open.
Safety and efficacy of N-acetylcysteine in hospitalized patients with HIV-associated tuberculosis: An open-label, randomized, phase II trial (RIPENACTB Study)
2020. PLoS One.
Impact of Chronic Use of Antimalarials on SARS-CoV-2 Infection in Patients With Immune-Mediated Rheumatic Diseases: Protocol for a Multicentric Observational Cohort Study
2020. JMIR RESEARCH PROTOCOLS.
Reply to Kow and Hasan
2020. CLINICAL INFECTIOUS DISEASES.
Factors associated with malaria in indigenous populations: A retrospective study from 2007 to 2016
2020. PLoS One.
Clinical profile of confirmed scorpion stings in a referral center in Manaus, Western Brazilian Amazon
2020. TOXICON.
Reply to Nguyen and Frost
2020. CLINICAL INFECTIOUS DISEASES.
Providing Antivenom Treatment Access to All Brazilian Amazon Indigenous Areas: -Every Life Has Equal Value?
2020. Toxins.
Rattlesnakes bites in the Brazilian Amazon: Clinical epidemiology, spatial distribution and ecological determinants
2019. ACTA TROPICA.
The role of deforestation on American Cutaneous Leishmaniasis incidence: spatial-temporal distribution, environmental and socioeconomic factors associated in the Brazilian Amazon
2019. TROPICAL MEDICINE & INTERNATIONAL HEALTH.
Current vector control challenges in the fight against malaria in Brazil
2019. SOCIEDADE BRASILEIRA DE MEDICINA TROPICAL. REVISTA.
Tuberculosis and malaria walk side by side in the Brazilian Amazon: an ecological approach
2019. TROPICAL MEDICINE & INTERNATIONAL HEALTH.
Misperceptions of patients and health workers regarding malaria elimination in the Brazilian Amazon: a qualitative study
2019. MALARIA JOURNAL.
Acute lymphoid and myeloid leukemia in a Brazilian Amazon population: Epidemiology and predictors of comorbidity and deaths
2019. PLoS One.
Overview of artemisinin effectiveness during outset years of its implementation in the western Brazilian Amazon
2019. Memórias do Instituto Oswaldo Cruz.
- Bad things come in small packages -: predicting venom-induced coagulopathy in Bothrops atrox bites using snake ontogenetic parameters
2019. CLINICAL TOXICOLOGY.
Perspectives and recommendations towards evidence-based health care for scorpion sting envenoming in the Brazilian Amazon: A comprehensive review
2019. TOXICON.
Do climate changes alter the distribution and transmission of malaria? Evidence assessment and recommendations for future studies
2019. SOCIEDADE BRASILEIRA DE MEDICINA TROPICAL. REVISTA.
Factors Associated with Systemic Bleeding in Bothrops Envenomation in a Tertiary Hospital in the Brazilian Amazon
2019. Toxins.
Socioenvironmental aspects of the Purus Region - Brazilian Amazon: Why relate them to the occurrence of American Tegumentary Leishmaniasis?
2019. PLoS One.
Linking surveillance and climate data to combat malaria
2018. International Journal of Population Data Science.
Relationship between local presence and density of Aedes aegypti eggs with dengue cases: A spatial analysis approach
2018. TROPICAL MEDICINE & INTERNATIONAL HEALTH.
Promising approach to reducing Malaria transmission by ivermectin: Sporontocidal effect against Plasmodium vivax in the South American vectors Anopheles aquasalis and Anopheles darlingi
2018. PLoS Neglected Tropical Diseases.
Use of anthropophilic culicid-based xenosurveillance as a proxy for Plasmodium vivax malaria burden and transmission hotspots identification
2018. PLoS Neglected Tropical Diseases.
Delayed healthcare and secondary infections following freshwater stingray injuries: risk factors for a poorly understood health issue in the Amazon
2018. SOCIEDADE BRASILEIRA DE MEDICINA TROPICAL. REVISTA.
Predicting acute renal failure in Bothrops snakebite patients in a tertiary reference center, Western Brazilian Amazon
2018. PLoS One.
Stepping into a dangerous quagmire: Macroecological determinants of Bothrops envenomings, Brazilian Amazon
2018. PLoS One.
Composition of sand fly fauna (Diptera: Psychodidae) and detection of Leishmania DNA (Kinetoplastida: Trypanosomatidae) in different ecotopes from a rural settlement in the central Amazon, Brazil
2018. Parasites & Vectors.
Infection of Anopheles aquasalis from symptomatic and asymptomatic Plasmodium vivax infections in Manaus, western Brazilian Amazon
2018. Parasites & Vectors.
High proportions of asymptomatic and submicroscopic Plasmodium vivax infections in a peri-urban area of low transmission in the Brazilian Amazon
2018. Parasites & Vectors.
Dengue epidemic typology and risk factors for extensive epidemic in Amazonas state, Brazil, 2010-2011
2018. BMC PUBLIC HEALTH.
Hymenoptera stings in Brazil: a neglected health threat in Amazonas State
2018. SOCIEDADE BRASILEIRA DE MEDICINA TROPICAL. REVISTA.
Snakebites as cause of deaths in the Western Brazilian Amazon: Why and who dies? Deaths from snakebites in the Amazon
2018. TOXICON.
Poor efficacy of preemptive amoxicillin clavulanate for preventing secondary infection from Bothrops snakebites in the Brazilian Amazon: A randomized controlled clinical trial
2017. PLoS Neglected Tropical Diseases.
Association of TLR variants with susceptibility to Plasmodium vivax malaria and parasitemia in the Amazon region of Brazil
2017. PLoS One.
What does not kill it makes it weaker: effects of sub-lethal concentrations of ivermectin on the locomotor activity of Anopheles aquasalis
2017. Parasites & Vectors.
Transovarial transmission of DENV in Aedes aegypti in the Amazon basin: a local model of xenomonitoring
2017. Parasites & Vectors.
Plasmodium vivax Landscape in Brazil: Scenario and Challenges
2016. AMERICAN JOURNAL OF TROPICAL MEDICINE AND HYGIENE.
Filling gaps on ivermectin knowledge: effects on the survival and reproduction of Anopheles aquasalis, a Latin American malaria vector
2016. MALARIA JOURNAL.
Mortality Predictors in Patients with Severe Dengue in the State of Amazonas, Brazil
2016. PLoS One.
Low Health System Performance, Indigenous Status and Antivenom Underdosage Correlate with Spider Envenoming Severity in the Remote Brazilian Amazon
2016. PLoS One.
Declining malaria transmission in rural Amazon: changing epidemiology and challenges to achieve elimination
2016. MALARIA JOURNAL.

Papers in conferences

CHRONIC USE OF HYDROXYCHLOROQUINE DID NOT PROTECT AGAINST COVID-19 IN A LARGE COHORT OF PATIENTS WITH RHEUMATIC DISEASES IN BRAZIL
2021. Congresso Brasileiro de Reumatologia 2020.
HOSPITALIZATION AND MORTALITY RATE RELATED TO COVID-19 IN PATIENTS WITH RHEUMATIC DISEASES ON CHRONIC USE OF HYDROXYCHLOROQUINE: 16-WEEK PRELIMINARY DATA FROM THE MARIO PINOTTI STUDY
2021. Congresso Brasileiro de Reumatologia 2020.
Application and analysis of record linkage techniques to integrate Brazilian health databases
2020. 2020 International Conference on Cyber Situational Awareness, Data Analytics and Assessment (CyberSA).
Platform for monitoring and clinical diagnosis of arboviruses using computational models
2020. 2020 International Conference on Cyber Security and Protection of Digital Services (Cyber Security).
Providing Malaria Analytics as a Service
2019. 9th International Conference on Cloud Computing and Services Science.

Extended abstracts in conferences


Abstracts in conferences

Fatores de risco para gravidade e retardo no tratamento do araneísmo no Amazonas, Brasil
2015. 51º Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical - MEDTROP.
Challenges for malaria elimination in the Brazilian Amazon
2014. 13 th International Congress of Parasitology.
G6PD deficiency in Latin America: prevalence, variants and implications for malaria elimination.
2014. American Society of Tropical Medicine and Hygiene 63rd Annual Meeting.
Ivermectin for malaria elimination: evaluation of a novel tool against an American vector
2014. Keystone Symposia on Molecular and Cellular Biology: The Science of Malaria Eradication.
Patologia pulmonar na malária: uma revisão sistemática das complicações respiratórias devido à infecção por malária e possíveis fatores associados
2014. Congresso de Iniciação Científica da FMT-HVD.
O Genoma Mitocondrial completo de Cebus capucinus
2004. 50º Congresso Nacional de Genética.
Desenvolvimento de uma pipeline de montagem, análise e anotação de genomas mitocondriais usando como modelo o genoma mitocondrial de Cebus capucinus
2004. 50º Congresso Nacional de Genética.
The Mitochondrial Genome of White-Throated Capuchin
2004. 20ª Reunião Internacional da Sociedade de Primatologia.

See all publications in Lattes

Current students

MS

Samuel Benjamin Aguiar de Oliveira. DESENVOLVIMENTO DE MODELO DE CLASSIFICAÇÃO PARA APOIO AO DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL DE DOENÇAS FEBRIS E/OU EXANTEMÁTICAS UTILIZANDO TÉCNICAS DE INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL (DEEP LEARNING): VIGIAR. Início: 2020. Fundação de Medicina Tropical Doutor Heitor Vieira Dourado (Orientador principal)
Luana Rocha de Oliveira Lombardi. ANÁLISE DA FUNÇÃO RENAL, FUNCIONALIDADE E QUALIDADE DE VIDA EM VÍTIMAS DE ACIDENTES OFÍDICOS ? UMA COORTE RETROSPECTIVA. Início: 2020. Universidade Federal do Amazonas (Orientador principal)
SUELEN PEREIRA PRIANTE BAVARESCO. ANÁLISE DO COMPROMETIMENTO MUSCULOESQUELÉTICO, FUNCIONALIDADE E QUALIDADE DE VIDA DE VÍTIMAS DE ACIDENTES OFÍDICOS NO AMAZONAS. Início: 2019. Universidade Federal do Amazonas (Orientador principal)

PhD

Rahyja Teixeira dos Santos. Avaliação das causas de óbito em idosos acometidos com SARCOV-2 no Brasil: um estudo coorte.. Início: 2020. Universidade do Estado do Amazonas (Orientador principal)
Patrícia Carvalho da Silva Balieiro. Avaliação da qualidade da informação sobre Covid-19 nas bases de dados do Sistema de Informação de mortalidade: um estudo de causas múltiplas de óbito. Início: 2020. Universidade do Estado do Amazonas (Orientador principal)
Maria Gabriela de Almeida Rodrigues. DESENVOLVIMENTO DE MODELOS DE CLASSIFICAÇÃO PARA APOIO AO DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL DA INFECÇÃO PELO NOVO CORONAVÍRUS (SARS-COV2) E PREDIÇÃO DE FORMAS GRAVES. Início: 2020. Universidade do Estado do Amazonas (Orientador principal)
Arlene dos Santos Pinto. Manifestacoes gastrointestinais em pacientes após pneumonia por COVID-19. Início: 2020. Universidade do Estado do Amazonas (Orientador principal)
Monique Freire Santana. PARÂMETROS CLÍNICOS E LABORATORIAIS COMO PREDITORES DE ÓBITO EM PACIENTES HIV/AIDS INTERNADOS. Início: 2018. Universidade do Estado do Amazonas (Co orientador)

See all students in Lattes