DCC - UFMG
+55 31 3409 5860
ciia-saude@dcc.ufmg.br

Suzy Camey


Suzy Camey

Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Departamento de Estatística e Governança de dados do HCPA

Pesquisador colaborador





Informações resumidas do Currículo Lattes


Currículo Lattes atualizado em 05/05/2021

Nome em citações bibliográficas: CAMEY, S. A.;Camey, S.;Camey, Suzi;Camey, Suzi Alves;Camey, Suzi A.;Camey, Suzi A;Camey, S.A.;Suzi Camey;S. Camey;CAMEY, SUZI;SUZI CAMEY;Camey, S;Suzi Alvez Camey;CAMEY, SUZI ALVEZ;Suzy Camey;Camey, Suzy;CAMEY, S A;ALVES CAMEY, SUZI


Formação acadêmica

Doutorado em Estatística na Universidade de São Paulo em 2005
Mestrado em Matemática na Universidade Federal do Rio Grande do Sul em 1998
Graduado em Bacharelado Em Estatística na Universidade Federal do Rio Grande do Sul em 1994


Projetos de pesquisa em andamento

2020 a AtualModelagem da dinâmica de transmissão do SARS-CoV-2 no Brasil: Ciência em tempo real para subsidiar gestores na tomada de decisão baseada em evidências
No atual cenário global da pandemia causada pelo novo coronavirus (SARS-CoV 2), medidas de saúde pública são fundamentais para se retardar a transmissão e a propagação do virus e mitigar seus impactos. As medidas de distanciamento social têm o potencial de reduzir o número de eventos em determinado periodo de tempo, e ao reduzir o pico epidêmico da doença, permite ao sistema de saúde absorver a demanda esperada dos serviços de saúde incluindo na atenção primária, secundária e terciária. Estimativas geradas por modelagem dinâmica de transmissão do SARS-CoV-2, realizadas em tempo real e considerando dados e realidades locais são fundamentais para subsidiar gestores nas tomadas de decisão de saúde baseadas em evidências durante a pandemia de COVID-19. Trabalhando em rede com um grupo multidisciplinar de pesquisadores que já atuam em contato estreito com gestores de saúde, e incluindo a participação de pesquisadores atualmente atuando no alto nível de gestão de saúde pública do nível municipal e estadual, este projeto propõe o desenvolvimento de modelos compartimentais clássicos da classe SIR, modelo de simulação baseado no indivíduo (Individual-Based Model; IBM), e modelo metapopulacional, para avaliar a expansão da Covid-19 e os impactos estimados no sistema de saúde, em UFs selecionadas e no Brasil como um todo. Serão considerados compartimentos específicos para número de indivíduos hospitalizados em leitos convencionais e em leitos de UTI utilizados a cada momento do tempo. As projeções serão realizadas em diversos momentos ao longo do tempo, considerando as particularidades de cada local quanto às caracterizações epidemiológicas e implementação das medidas de distanciamento social. Serão considerados o curto (30 dias) e longo (90 dias) prazo. Serão mapeadas as diferentes medidas não-farmacológicas de distanciamento social adotadas pelas diferentes unidades federativas do Brasil assim como a oportunidade temporal da implementação das mesmas. Para a projeção e estimativas de casos no futuro, serão considerados diversos cenários, considerando a implementação e possíveis alternativas de flexibilização das medidas de distanciamento social, ao longo do tempo, por UF, considerando grupos etários, setores da economia, entre outras possíveis categorias. Considerando uma gama ampla de modelos de diferentes complexidades, considerando sua estrutura e dados epidemiológicos requeridos para sua parametrização, o desenvolvimento de modelos complementares de diferentes complexidades e sua aplicação por uma rede de pesquisadores atuando em modelagem e com contato próximo aos gestores de saúde será fundamental para as tomadas de decisão em saúde nos próximos meses. Objetivo geral: Estimar a transmissão do SARS-COV-2 na população considerando diferentes tipos de modelos e modelar cenários alternativos ao longo do tempo, afim de subsidiar gestores de saúde para a tomada de decisão baseada em evidências.
Integrantes: Cristiana Maria Toscano (coordenador), Suzi Alves Camey, Ricardo de Souza Kuchenbecker, José Alexandre Felizola Diniz Filho, Carlos Magno Castelo Branco Fortaleza, Daniel Weinberger, Thiago Fernando Lopes Valle de Britto Rangel, Uwe Siebert, Wildo Navegantes de Araújo, Yves Mauro Fernandes Ternes.
2014 a AtualDESENVOLVIMENTO DE UMA REDE ESTADUAL DE CANCER DE MAMA HEREDITARIO NO RIO GRANDE DO SUL
O câncer de mama hereditário é responsável por uma significativa proporção dos diagnósticos da doença no Rio Grande do Sul. A identificação desses casos não é realizada em larga escala atualmente, pela carência de profissionais de saúde capacitados para reconhecer indivíduos e famílias em risco além da dificuldade de acesso à avaliação genética e aos testes genéticos. Soma-se a isso a escassez de estudos epidemiológicos que gerem estimativas de incidência e mortalidade do câncer de mama, especialmente em idade precoce, de forma congruente e comparável. Assim, a implementação de um projeto de desenvolvimento dentro do Hospital de Clínicas de Porto Alegre, que é um centro de referência em oncogenética, poderá, além de gerar uma rede multiplicadora de informação em câncer de mama hereditário, produzir dados lineares e comparáveis ao longo do tempo que possam identificar as áreas prioritárias para intervenções nessa condição e assim diminuir a incidência e mortalidade.
Integrantes: Suzi Alves Camey (coordenador), Giacomazzi, J., ASHTON-PROLLA, P, Luciana Neves Nunes, NETTO, CRISTINA B., Fernanda Sales Luiz Vianna, Patricia Silva Santos, LUISA GRAVE GROSS, FACUNDO ZAFFARONI CAORSI.
2014 a AtualComparação e proposição de novas metodologias para estimação da distribuição do consumo alimentar usual.
A estimação da distribuição do consumo alimentar usual é estudada por diversos grupos de pesquisa e como os dados de consumo alimentar, em geral, têm distribuições assimétricas várias metodologias utilizam a tática de transformação dos dados e/ou dos resíduos do modelo para uma distribuição normal, pois essa transformação possibilita a utilização de métodos que exigem o desfecho e/ou os resíduos do modelo normalmente distribuídos. Em geral, esses métodos de estimação têm o objetivo de estimar a média e o desvio padrão do consumo da população para poder estimar a distribuição do consumo alimentar usual, em vista disso após a obtenção das estimativas (na escala normal) realiza-se a transformada inversa delas para a escala original e se calcula a média e os percentis das mesmas. Apesar dos métodos terem os mesmos objetivos, as formas de transformação e ajuste dos modelos são totalmente distintas entre eles, isso faz com que haja flutuações entre as estimativas da distribuição entre os métodos, principalmente quando se deseja estimar o consumo de alimentos. O objetivo geral deste projeto é estudar dois novos métodos para estimação da distribuição do consumo alimentar: Modelos Aditivos Generalizados para Locação, Escala e Forma (GAMLSS ? do inglês Generalized Additive Models for Location, Scale and Shape) e Regressão Quantílica (QR, do inglês Quantile Regression).
Integrantes: Suzi Alves Camey (coordenador), Torman, Vanessa Bielefeld Leotti, Greice Helen da Costa Laureano.
2010 a AtualCAPACITAÇÃO EM SAÚDE MENTAL PARA MÉDICOS DE ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA VIA TELEMEDICINA
INTRODUÇÃO: Transtornos mentais são condições prevalentes em nível primário de assistência em saúde. A detecção e tratamento destes transtornos precisa ser aprimorada neste nível. METODOLOGIA: Trata-se de um estudo clínico randomizado por cluster comunitário. Participarão do estudo 36 médicos, sendo que 18 receberão a intervenção e 18 formarão o grupo controle. A intervenção consistirá em um programa de educação médica à distância para sensibilização e capacitação em saúde mental para médicos. O desfecho principal a ser considerado será a sensibilidade para detecção de casos de transtornos mentais comuns e de transtornos por abuso ou dependência de álcool e/ou drogas antes e após a intervenção nos dois grupos de médicos e pacientes (grupo intervenção e grupo controle).
Integrantes: Suzi Alves Camey (coordenador), Daniel Maffasioli Goncalves, Erno Harzheim.
2008 a AtualUm estudo prospectivo da doença de Machado-Joseph
Objetivos - Acompanhar a evolução natural da DMJ em uma série de 99 pacientes com diagnóstico molecular, recrutados entre 1997 e 2001, através de exames neurológicos realizados anualmente e identificados entre os 0 e os 25 anos de evolução, a partir do início do quadro. - Relatar a taxa de incidência (pessoas/ano) dos achados neurológicos, isoladamente. - Relacionar a progressão dos sinais e sintomas neurológicos com a idade de início, com o tempo de doença, com o sexo, com o tamanho da expansão CAG, com o tamanho das repetições CAG de outros loci (SCA2, SCA6 e DRPLA) e com os haplotipos intragênicos. - Relatar a sobrevida em 5 anos, em percentagem, como uma taxa de prognóstico
Integrantes: Laura Banach Jardim (coordenador), Suzi Alves Camey, Alvaro Vigo, Christian Kieling.
2008 a AtualMétodos Estatísticos Aplicados em Epidemiologia
A utilização de métodos estatísticos em pesquisas epidemiológicas é uma tendência crescente e irreversível. Em contrapartida, a Epidemiologia, bem como a Medicina e outras disciplinas da área da saúde, historicamente são fonte de inspiração para o desenvolvimento de novas metodologias. Como exige a pesquisa epidemiológica atual, propomos um projeto de pesquisa multidisciplinar, para investigar problemas reais ainda em aberto do ponto de vista da Estatística. Algumas dessas questões referem-se à estimação acurada e precisa de medidas de associação, estatística bayesiana, processos estocásticos e modelos multinível. Recentemente, dados provenientes de pesquisas epidemiológicas baseadas em planos amostrais complexos e com dados faltantes têm recebido atenção especial, muitas vezes necessitando novas metodologias para suas análises. Ignorar o plano amostral ou dados faltantes pode ter grande impacto nas estimativas das medidas de associação. Os modelos multinível também têm se destacado como uma tendência crescente na pesquisa epidemiológica sobre causalidade de doenças crônicas, haja vista que o estilo de vida e o comportamento são aspectos importantes do processo de causalidade, que deve ser visto como um sistema complexo dentro do contexto populacional. Além do desenvolvimento de métodos de análise, também temos como objetivo consolidar a atuação de jovens pesquisadores com formação básica em Estatística e, na pós-graduação, em Epidemiologia, na linha de pesquisa de Métodos Estatísticos do Programa de Pós-Graduação em Epidemiologia.
Integrantes: Suzi Alves Camey (coordenador), Luciana Neves Nunes, Alvaro Vigo, Patricia Klarmann Zielgelmann, Vania Naomi Hirakata, Vanessa Leotti, Stela Castro.
2008 a AtualEPIDEMIOLOGIA DOS TRANSTORNOS PSIQUIÁTRICOS EM SANTA CRUZ DO SUL - RS - BRASIL

Integrantes: Suzi Alves Camey (coordenador), Daniel Maffasioli Goncalves, Flavio Pereira Kapczinski.
2008 a AtualUtilização da Metodologia de Equações de Estimação Generalizadas para Dados Correlacionados: Uma Aplicação a Estudo em Gemelares
Verificar qual o modelo mais adequado para estudar fatores de risco para mortalidade infantil em gemelares.
Integrantes: Suzi Alves Camey (coordenador), Marilyn Agranonik.
2007 a AtualConsolidação de um Projeto Piloto de Identificação de Fatores de Risco para Câncer de Mama Hereditário de Base Populacional Vinculado ao Programa Saúde da Família.
Objetivo: Detalhar a investigação de câncer de mama hereditário em mulheres em risco para estas patologias na grande Porto Alegre, incluindo estudos de caracterização do gene TP53 e desenvolvimento de uma ferramenta para identificação de mulheres em risco para câncer de mama hereditário ao nível primário de atenção à saúde (Programa Saúde da Família)
Integrantes: Patricia Ashton-Prolla (coordenador), Suzi Alves Camey, Roberto Giugliani, Roth, Fernanda Lenara.
2007 a AtualSaúde Mental e violência durante a gravidez: fatores associados e repercussões até um ano após o parto
OBJETIVOS PRINCIPAIS Avaliar o impacto de transtornos mentais e violência, ocorridos na gestação, na saúde da mulher no pós-parto e nos cuidados gerais do bebê. Avaliar a viabilidade e a aplicabilidade de um instrumento de rastreamento para transtornos mentais em gestante e no pós-parto na atenção primária OBJETIVOS ESPECÍFICOS Medir a associação de transtornos mentais na gestação e no pós-parto. Avaliar a associação entre violência na gestação e no pós-parto. Quantificar o impacto da violência na gestação e a presença de transtorno mental no pós-parto. Comparar o consumo alimentar na gestação e no pós-parto e medir suas associações com transtornos mentais. Medir o impacto dos transtornos mentais na gestação e no pós-parto nas condições maternas de atender as demandas gerais do bebê. Avaliar associação de transtornos mentais da mulher e o desenvolvimento neuropsicomotor do bebê no seu 1 º ano de vida
Integrantes: Maria Angélica Nunes (coordenador), Suzi Alves Camey.
2007 a AtualESTIMATIVAS DE RISCO DE CÂNCER DE MAMA EM UMA POPULAÇÃO SUBMETIDA A RASTREAMENTO MAMOGRÁFICO EM PORTO ALEGRE
Estimar o risco de desenvolver câncer de mama atual (5 anos) e vital em uma amostra de mulheres assintomáticas de 40 a 69 anos e submetidas a rastreamento mamográfico para câncer de mama no Núcleo Mama Porto Alegre (NMPOA) estimado através de modelos epidemiológicos de risco. Adicionalmente, as pacientes serão avaliadas por outros modelos de risco para câncer de mama, alguns publicados mais recentemente como o modelo de Tyrer-Cuzick, e serão feitas análises comparativas entre os modelos, sua capacidade de estimar risco e adequação às pacientes de nosso meio.
Integrantes: Patricia Ashton-Prolla (coordenador), Suzi Alves Camey, Edenir Inêz Palmero, Luciane Kalakun, Vanessa Belo Reyes, Roberto Giugliani, Maira Caleffi.
2006 a AtualMedida do padrão de consumo alimentar, prevalência de transtornos mentais e violência em uma amostra de gestantes
Medir o padrão de consumo alimentar materno, a ocorrência de transtornos mentais e violência e as repercussões desses fatores na saúde materno-infantil até quatro meses pós-parto.
Integrantes: Maria Angélica Nunes (coordenador), Suzi Alves Camey, Patricia Portantiolo Manzolli, Maria Inês Schimdt, Andressa Giacomello, Caroline Buss, Michele Drehmer, Juliana Feliciatti Hoffmann, Cristiane Merele, Soares, Rafael Marques, Ozcariz, Silvia, Duncan, Bruce Bartholow.

Projetos de desenvolvimento em andamento

Veja todos os projetos no Currículo Lattes

Últimas publicações

Artigos em periódicos

Power and Sample Size for Health Researchers: uma ferramenta para cálculo de tamanho amostral e poder do teste voltado a pesquisadores da área da saúde
2021. CLINICAL AND BIOMEDICAL RESEARCH.
Association between diet quality index and cardiometabolic risk factors in adolescents: Study of Cardiovascular Risks in Adolescents (ERICA)
2021. NUTRITION.
Making Decisions and Motor Actions with Technical Biomechanical Classifications in Male Judo Weight Categories
2020. JOURNAL OF HUMAN KINETICS.
Modelagem estatística: Perguntas que você sempre quis fazer, mas nunca teve coragem
2020. CLINICAL AND BIOMEDICAL RESEARCH.
Equívocos Estatísticos: Perguntas que você sempre quis fazer, mas nunca teve coragem
2020. CLINICAL AND BIOMEDICAL RESEARCH.
Diet quality index for Brazilian adolescents: the ERICA study
2020. EUROPEAN JOURNAL OF NUTRITION.
Validation of the WHOQOL-Bref instrument in Brazilian sign language (Libras)
2020. QUALITY OF LIFE RESEARCH.
Subjects? Perception in Quantifying Printed and Digital Photos of Food Portions
2019. Nutrients.
Age at onset prediction in spinocerebellar ataxia type 3 changes according to population of origin
2019. EUROPEAN JOURNAL OF NEUROLOGY.
Bioestatística e epidemiologia: perguntas que você sempre quis fazer, mas nunca teve coragem
2019. CLINICAL AND BIOMEDICAL RESEARCH.
Performance of the Gail and Tyrer-Cuzick breast cancer risk assessment models in women screened in a primary care setting with the FHS-7 questionnaire
2019. GENETICS AND MOLECULAR BIOLOGY (ONLINE VERSION).
Effect of Diacerein on Metabolic Control and Inflammatory Markers in Patients with Type 2 Diabetes Using Antidiabetic Agents: A Randomized Controlled Trial
2018. Journal of Diabetes Research.
Electronic Version of the EQ-5D Quality-of-Life Questionnaire: Adaptation to a Brazilian Population Sample
2018. VALUE IN HEALTH REGIONAL ISSUES (PRINT).
Suggestions for Judo Training with Pacing Strategy and Decision Making by Judo Championship Phases
2018. JOURNAL OF HUMAN KINETICS.
The progression rate of spinocerebellar ataxia type 2 changes with stage of disease
2018. Orphanet Journal of Rare Diseases.
Estatística descritiva: perguntas que você sempre quis fazer, mas nunca teve coragem
2018. CLINICAL AND BIOMEDICAL RESEARCH.
BRCA1 and BRCA2 mutational profile and prevalence in hereditary breast and ovarian cancer (HBOC) probands from Southern Brazil: Are international testing criteria appropriate for this specific population?
2017. PLoS One.
Cancer in machado joseph disease patients - low frequency as a cause of death
2017. Cancer Genetics.
Agreement of dietary fiber and calorie intake values according to the choice of nutrient composition and household measure tables
2017. Revista de Nutricao-Brazilian Journal of Nutrition.
Peripheral Oxidative Stress Biomarkers in Spinocerebellar Ataxia Type 3/Machado-Joseph Disease
2017. Frontiers in Neurology.
Taurolidine Lock vs Heparin Lock in Children and Adolescents on Chronic Parenteral Nutrition
2017. TRANSPLANTATION.
Comparison of the ISU, NCI, MSM, and SPADE Methods for Estimating Usual Intake: A Simulation Study of Nutrients Consumed Daily
2016. Nutrients (Basel).
Contextual and individual factors associated with dissatisfaction with the Brazilian Unified National Health System, 2011-2012
2016. Cadernos de Saúde Pública (Online).
Commentary regarding Schayek et al., entitled -The rate of recurrent BRCA1, BRCA2, and TP53 mutations in the general population, and unselected ovarian cancer cases, in Belo Horizonte, Brazil-
2016. Cancer Genetics.
Time-motion analysis and Decision Making in Female Judo Athletes during Victory or Defeat at Olympic and Non-Olympic Events: Are Combat Actions Really Unpredictable?
2016. International Journal of Performance Analysis in Sport.
Time-motion and tactical analysis of Olympic judo fighters
2016. International Journal of Performance Analysis in Sport.
Cytokines in Machado Joseph Disease/Spinocerebellar Ataxia 3
2016. CEREBELLUM.

Trabalhos completos em congressos


Resumos expandidos em congressos


Resumos em congressos

Lithium trial in Machado-Joseph disease: Subgroup analysis and responsiveness of rating scales
2014. 18th International Congress of Parkinson's Disease and Movement Disorders.
Variation of Food Intake According to the Seasons and the Modifier Effects of Sex and Age among Adults in Southern Brazil
2014. The 20th IEA World Congress of Epidemiology.
Safety And Effectiveness Of Lithium Carbonate For The Treatment Of Machado-Joseph Disease: A Phase 2/3 Randomised, Double-Blind, Placebo-Controlled Trial
2013. MDS 17th International Congress of Parkinson's Disease and Movement Disorders.
Determinantes individuais e contextuais da satisfação com o atendimento odontológico no Sistema Único de Saúde
2013. 30a. Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Pesquisa Odontológica.
A mutação fundadora TP53 P.R337H é incomum em mulheres portuguesas diagnosticadas com câncer de mama
2013. Hospital de Clínicas de Porto Alegre. Semana Científica..
On the use of robust poisson regression to correct bias and precision of the ODDS ratio estimated using polytomic logistic regression as an approximation of the relative risk
2008. XVIII Congresso Mundial de Epidemiologia e VII Congresso Brasileiro de Epidemiologia.

Veja todas as publicações no Currículo Lattes

Orientações em andamento

Mestrado

DANIEL SGANZERLA. Indefinido. Início: 2017. Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Co orientador)

Doutorado

TIAGO ANDRES VAZ. indefinido. Início: 2018. Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Orientador principal)
Maria Cláudia Schardosim Cotta de Souza. Indefinido. Início: 2017. Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Co orientador)
Camila Macedo Lima Nagamine. Indefinido. Início: 2017. Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Orientador principal)
JULIANA FELICIATI HOFFMANN. indefinido. Início: 2015. Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Orientador principal)

Veja todas as orientações no Currículo Lattes