DCC - UFMG
+55 31 3409 5860
ciia-saude@dcc.ufmg.br

Kenya Noronha


Kenya Noronha

Universidade Federal de Minas Gerais
Economia

Associated researcher





Information extracted from Lattes platform


Last update: 2021/04/13


Degrees

Ph.D. Economia na Universidade Federal de Minas Gerais em 2005
M.Sc. Economia na Universidade Federal de Minas Gerais em 2001
B.Sc. Ciências Econômicas na Universidade Federal de Minas Gerais em 1998


Current projects

2020 a AtualAVALIAÇÃO DA QUALIDADE DE VIDA DE PACIENTES COM LEISHMANIOSE
As leishmanioses são doenças negligenciada causadas por diferentes espécies de protozoários do gênero Leishmania e que se manifestam principalmente nas formas visceral (mais grave e letal) e cutânea (que pode gerar cicatrizes desfigurantes e estigmatizantes). Além da dificuldade de acesso ao diagnóstico e tratamento, o arsenal terapêutico para tratamento das leishmanioses ainda é muito restrito e relacionado a alta taxa de toxicidade, o que acarreta agravamento da morbidade da doença, com significativo impacto na qualidade de vida dos pacientes acometidos. A ?Qualidade de Vida (QV)? é um desfecho em saúde avaliado nas análises de custo-utilidade (ACU) que mede os Anos de Vida Ajustados pela Qualidade (AVAQ), por meio de diferentes instrumentos, possibilitando a comparação de diferentes tipos de desfechos e doenças. OBJETIVOS: Avaliar o impacto das várias formas clínicas de leishmaniose e do tratamento da doença na qualidade de vida de pacientes atendidos no Centro de Referência em Leishmaniose (CRL) do Instituto René Rachou (IRR) da Fundação Oswaldo Cruz em Minas Gerais (Fiocruz-Minas), por meio da aplicação do questionário genérico EQ5D, que atende ao requisito de simplicidade e de comparação entre populações e patologias distintas. MÉTODOS: Pacientes adultos e adolescentes com diagnóstico de leishmaniose durante um ano não epidêmico em serviço de referência em Belo Horizonte serão submetidos ao questionário EQ-5D-3L, questionário socioeconômico e ao Cutaneous leishmaniasis impact questionnaire (CLIQ), antes, durante e depois do tratamento para leishmaniose. RESULTADOS ESPERADOS: Espera-se reconhecer diferenças de impacto na qualidade de vida relacionadas às diversas formas clínicas de leishmaniose, características dos pacientes e tratamento realizado, o que poderia no futuro subsidiar intervenções em saúde pública, incluindo algoritmos terapêuticos, a fim de mitigar a morbidade gerada pela doença
Integrantes: Monica Viegas Andrade (coordenador), Kenya Valeria Micaela de Souza Noronha, Gláucia Fernandes Cota, Ana Lúcia Teles Rabello, Janaína de Pina Carvalho, Tália Santana Machado de Assis, Lúcia Franco Maciel, Endi Lanza Galvão.
2020 a AtualRede de serviços de média e alta complexidade hospitalar em Minas Gerais: uma avaliação da estrutura de oferta vis-à-vis a demanda realizada e não atendida no contexto da regionalização
Entre 1995 e 2016 o SUS realizou cerca de 11 milhões de internações anuais, o que representa 70% do total do cuidado hospitalar. Para garantir a eficiência e efetividade do gasto hospitalar, a organização do sistema deve considerar a presença de economias de escala e escopo. A organização descentralizada e hierarquizada proposta pelas diretrizes do SUS exige coordenação dos entes administrativos na alocação dos recursos hospitalares. Esse é um desafio para o país cuja configuração geopolítica é marcada por municípios de pequeno porte, que além de baixa escala populacional, apresentam reduzida capacidade técnica de gestão e escassez de recursos humanos e equipamentos. Para o planejamento da oferta é fundamental conhecer a estrutura de demanda atual e futura considerando as mudanças no perfil epidemiológico e as transformações tecnológicas na forma de provimento do cuidado hospitalar. Esse estudo propõe analisar a estrutura de demanda por serviços hospitalares segundo grupos etários e por diagnóstico, considerando a demanda atual realizada e simulação da demanda não atendida. Os resultados serão contrapostos à estrutura de oferta evidenciando as necessidades de reorganização da rede hospitalar em Minas Gerais. Particularmente será analisada a rede de urgência e emergência considerando as duas linhas de cuidado mais importantes, Infarto Agudo do Miocárdio e Acidente Vascular Cerebral. Essa análise irá contemplar o fluxo e encaminhamento dos pacientes na rede considerando a distância média percorrida e o tempo de espera como medida de efetividade do cuidado hospitalar. Devido à extensão territorial do Estado de Minas Gerais e a presença de municípios de menor porte, a distância média percorrida para obter atendimento hospitalar pode ser muito alta, sobretudo em localidades remotas. Dessa forma, a organização do encaminhamento dos pacientes em condições e tempo adequados para conter a evolução da doença é crucial.
Integrantes: Monica Viegas Andrade (coordenador), Kenya Valeria Micaela de Souza Noronha, Cassio Maldonado Turra, Gilvan Ramalho Guedes, JULIA CALAZANS, LUCAS CARVALHO, SILVA, VALÉRIA ANDRADE, Daniel Nogueira da Silva.
2020 a AtualThe economic cost of malaria in Brazil
Comprehensive estimates that decompose the cost by different stakeholders, that consider inequities across geographies, and that account for productivity losses and other non-tangible costs are scarce, although frameworks for analysis of the economic costs of malaria have been proposed.The economic costs often fall into two categories: direct (treatment and control), and indirect (value of lost time due to morbidity or premature mortality). These costs drain on the health system, individuals, their households, and the broader community. Individual country- or region-level estimates of the economic cost of malaria often vary in several aspects: (i) types of costs considered, (ii) number of years of data used, (iii) choice of cost analysis perspective (provider or societal), (iv) geographical coverage, and (v) types of parasite considered. These differences are major impediments to comparing results across studies. In Brazil, the economic cost of malaria remains unknown. There is no estimate of the total cost, neither of the costs detailed by smaller geographic regions (to better capture spatial heterogeneities in transmission, and on how resources are spent. There is also a lack of estimates of decomposed costs of malaria control, surveillance, outbreak management, and prevention of reintroduction. Moreover, there is no estimate on the share of the costs that fall under the health system, the individual, or the community. This gap in knowledge is a major constraint to efforts towards optimizing strategic planning of local malaria control, resource allocation, cost-effectiveness analysis, sensitizing different audiences, and advocating for support. Here we propose to fill in this critical gap. Building upon our innovative work on dengue, we will develop a comprehensive framework to estimate the economic cost of malaria in Brazil and for each state, for the last 5 years, and detailed by parasite type. We consider the last five years to obtain estimates for scenarios of declining (before 2017) and increasing (after 2017) transmission. Regional considerations are important as Brazil has distinct epidemiological patterns of malaria transmission. Costs by parasite type are important because P. vivax has extra costs related to relapses, and to severe hemolysis in G6PD deficiency patients following treatment with primaquine, and because elimination goals in Brazil initially targeted P. falciparum. In summary, our proposed study will not only fill a knowledge gap but provide a comprehensive estimation of the economic cost of malaria that will generate inputs for the formulation of effective malaria control policies at both the national and local levels
Integrantes: Monica Viegas Andrade (coordenador), Kenya Valeria Micaela de Souza Noronha, Gilvan Ramalho Guedes, JULIA CALAZANS, LUCAS CARVALHO, Bernardo Campolina Diniz, Marcia Castro, Cassio Peterka.
2019 a AtualPoint-of-care measures for glycated hemoglobin in Brazilian primary health care: cost-effectiveness analysisive
The proposed project will start in March 2019 and end in March 2020 (one year duration). It will be conducted in the Mucuri Valley, an underserved and remote area in the State of Minas Gerais, SouthEast Brazil, in where the HRTO program is running. The HRTO was conducted in Teófilo Otoni, a middle-size city that is a regional reference center, and 9 small and underserved municipalities, with human development index <0.6 and a population <20,000 inhabitants. Diabetes is a major health threat in Brazil and patients from underserved areas are particularly susceptible to inadequate control and higher frequency of complications. The main goal of the HRTO project (2016-2018) was to implement a multidimensional intervention, including extensive training of primary health care (PHC) teams, empowerment of patients through education, and improvements in health management. To accomplish this goal, we developed, tested and implemented two softwares for registration and clinical management of patients, both including a decision support system. The project identified 18,375 people of a target population of 43,304 (30-69 years). Screening for hypertension and diabetes was performed in 6,735 individuals. There are 1,028 diabetic subjects currently being monitored by the project. Of these, 358 (35%) have good diabetes control (HbA1c <8%). For the period of 2018-2020, the Ministry of Health is financially supporting the maintenance of the 34 points of care already established. In the last year, in a supplementary project, we were able to test the accuracy and the feasibility of use of a Point-of-Care (POC) device for measuring glycated hemoglobin (HbA1c) in the primary care setting, being able to demonstrate both the accuracy and usability. The present project intends to expand the use of the POC HbA1c for all municipalities of the project, making possible to improve the control for diabetes in all the territory covered by the HRTO program. The target population includes the diabetic individuals already monitored by the HealthRise Brasil program (1,000 patients) and we expect to train 80 health professionals on the use of the POC device, including medical doctors, nurses and community health workers.
Integrantes: Monica Viegas Andrade (coordenador), Kenya Valeria Micaela de Souza Noronha, Michelle Nepomuceno Souza, Andre Soares Santos, Antonio Ribeiro, Junia Xavier.
2018 a AtualParceria trabalho estabelecida entre o Grupo de Estudos em Economia da Saúde do CEDEPLAR/UFMG e o NATS-HC.
Estabelecer um grupo técnico capaz de realizar estudos na área de Avaliação de Tecnologias em Saúde com vistas a subsidiar as decisões de incorporação tecnológica no Hospital das Clínicas no âmbito da Comissão de Controle de Qualidade de Materiais (CCQM)
Integrantes: Monica Viegas Andrade (coordenador), Kenya Valeria Micaela de Souza Noronha, José Luiz Nogueira.
2018 a AtualAnálise da utilização de serviços médicos pelos Beneficiários da Unimed-BH mediante a presença de mecanismo de divisão de custos
Uma das particularidades presentes no mercado de bens e serviços de saúde diz respeito à assimetria informacional que determina problemas associados a seleção adversa, risco moral e indução de demanda. O provimento de serviços de atenção à saúde através do seguro pleno cria incentivos à sobreutilização dos serviços médicos pelos pacientes, pois, neste caso, o custo marginal do serviço demandado é zero. A fim de racionalizar o uso dos serviços médicos, tradicionalmente, são propostos sistemas de divisão de custos com os beneficiários, sendo os principais mecanismos utilizados as franquias, limites de dispêndio, copagamentos e cosseguros. O objetivo dessa pesquisa é avaliar o impacto da coparticipação como fator moderador do consumo de serviços de saúde na carteira de beneficiários da UNIMED-BH
Integrantes: Monica Viegas Andrade (coordenador), Kenya Valeria Micaela de Souza Noronha.
2018 a AtualValoração de danos materiais acometidos a pessoas físicas e jurídicas em razão do rompimento da Barragem de Fundão em Mariana/MG - Módulo Saúde
Em 2015 Minas Gerais vivenciou a maior tragédia ambiental e humana dos últimos anos com o rompimento da Barragem de Fundão da Samarco. Esse rompimento causou a destruição de várias comunidades devido a invasão da lama nessas localidades. Como consequencia várias familias foram vitimadas com perdas fundamentais tangíveis e intangíveis. Esse trabalho se propõe a realizar a valoração monetária das perdas associadas à saúde das famílias atingidas em 08 comunidades de Mariana. Essa valoração irá subsidiar a decisão judicial acerca da indenização das famílias. O trabalho é realizado em parceria com a Caritas Brasil, regional Minas Gerais, que é a instituição que tem promovido assessoria técnica e jurídica para as famílias. Especificamente, o trabalho consiste em valorar os itens da Matriz de Danos proposta pela Caritas/Mariana. Essa matriz de danos foi construída a partir de um cadastro de todas as famílias atingidas em 08 comunidades de Mariana. Os danos foram classificados em quatro grandes áreas de danos: bens materiais, de saúde, culturais e ambientais. Esse projeto refere-se às perdas em saúde. O estado de saúde, assim como os bens ambientais, não é transacionável no mercado uma vez que a vida não é considerada uma mercadoria (ARROW, 1963). Essa ausência de mercado resulta na inexistência de preços observáveis tanto para o valor da vida como para o valor do estado de saúde. Dessa forma, a valoração econômica das perdas associadas à saúde tem como principal desafio atribuir um valor monetário à vida. Do ponto de vista individual, o valor da vida é sempre infinito. Essa definição, entretanto, não auxilia na tomada de decisão de alocação de recursos para políticas de saúde tampouco na indenização de mortes e perdas de saúde associadas a desastres ou acidentes. Alguns métodos permitem estimar indiretamente esse valor. Esses métodos indiretos buscam aferir as preferências dos indivíduos por estados de saúde investigando o valor monetário atribuído a mudanças entre esses estados ou risco de morte. As abordagens mais utilizadas são: capital humano, preferência revelada (dividida em estudos sobre segurança ocupacional e não ocupacional) e valoração contingente (AKASHAH; MARKS, 2006; HIRTH et al., 2000; SHIROIWA et al., 2010). Nesse estudo, serão aferidos três tipos de perdas associadas a saúde: 1) perdas relativas ao estado de saúde considerando as mudanças percebidas na qualidade de vida dos residentes em Mariana; 2) perdas relativas ao estado de saúde associadas a ocorrência de internações hospitalares por causas específicas relacionadas ao acidente da SAMARCO; 3) perdas decorrentes das mortes ocorridas nas famílias residentes em Mariana devido ao acidente da SAMARCO. Para a mensuração dessas perdas será necessário realizar uma pesquisa de campo para aferir mudanças no estado de saúde e na utilização de serviços. A valoração das perdas devido a mudanças na qualidade de vida relacionada a saúde será realizada com base no EQ-5D. Esse instrumento é difundido internacionalmente sendo a métrica mais utilizada para obter mensurações do estado de saúde global da população. Os questionários irão investigar a situação de saúde dos residentes antes e depois do acidente. O número de famílias investigadas deve ser pelo menos representativo da população residente nas comunidades atingidas. Além da perda de qualidade de vida associada a saúde, serão estimadas as perdas decorrentes dos eventos de internação hospitalar ocorridos devido a doenças provocadas pelo acidente da Samarco. Como base nesses eventos, serão mensurados o absenteísmo ao trabalho do paciente e do acompanhante, os custos de transporte, alimentação e custos associados a internação
Integrantes: Bernardo Campolina Diniz (coordenador), Kenya Valeria Micaela de Souza Noronha, Monica Viegas Andrade, Gilvan Ramalho Guedes.
2017 a AtualPrograma de Pesquisa para o SUS: Qualidade de vida relacionada à saúde e adequabilidade do sistema de saúde para lidar com as necessidades da população LGBT
O número de estudos que relacionam os elementos da qualidade de vida relacionada à saúde e os impactos do estigma social e da exclusão na vida da população LGBT tem crescido. Na literatura é possível encontrar pesquisas que abordam o bullying como preditivo de tentativa de suicídio entre jovens nova iorquinos de minorias sexuais (LeVASSEUR, KELVIN e GROSSKOPF, 2013); avaliação das disparidade entre orientação sexual e exposição a violência nos EUA (ROBERTS, AUSTIN, CORLISS, VANDERMORIS e KOENEN, 2010); investigações que buscam determinar e estimar a associação entre orientação sexual e sintomas de desordens mentais comuns (ansiedade e depressão) e baixa qualidade de vida no Reino Unido (SEMLYEN, KING, VARNEY e HAGGERJOHNSON, 2016); e outros vários que detectam a dificuldade de acesso desse população aos cuidados de saúde em decorrência da imposição de atitudes heteronormativas pelos profissionais da saúde (ALBUQUERQUE et. al., 2016). Na capital de Minas Gerais, Belo Horizonte, os profissionais de saúde pública reconhecem que a implantação de atenção integral à população LGBT ainda é um desafio. Entre as dificuldades elencadas por eles estão o respeito à identidade de gênero por meio da utilização do nome social nas unidades de saúde até a falta de serviços especializados que promovam intervenções nos corpos dos/das transexuais, passando pelo precário apoio psicossocial disponível ao grupo e pela falta de preparo dos profissionais para tratar as especificidades de cada identidade/orientação que compõe essa população (PBH, 2015). Com base nesses nos argumentos supracitados, a proposta de pesquisa tem como objetivo analisar a qualidade de vida relacionada à saúde e a adequabilidade e acesso do sistema de saúde para lidar com as necessidades da população LGBT no estado de Minas Gerais. A operacionalização do estudo prevê a utilização de uma metodologia quali-quantitativa composto por duas fases com aplicação de método misto (survey e grupos focais).
Integrantes: Kenya Valeria Micaela de Souza Noronha (coordenador), Paula de Miranda Ribeiro, Samuel Araujo Gomes da Silva.
2017 a AtualPrograma Pesquisador Mineiro
O financiamento do sistema de saúde suplementar no Brasil no contexto de envelhecimento populacional
Integrantes: Kenya Valeria Micaela de Souza Noronha (coordenador).
2016 a AtualEstimativas de Expectativa de Vida Saudável para a população de Minas Gerais
Em uma época em que a população passou a viver mais, cresce o interesse de investigar se o número adicional de anos acrescido à expectativa de vida é vivido em condições de saúde adequada. Os ganhos na expectativa de vida têm sido acompanhados pelo aumento progressivo das doenças crônicas. Indicadores clássicos, tais como as taxas de mortalidade por causas e indicadores referentes à morbidade (prevalência de doenças) tornam-se insuficientes para avaliar o bem-estar, o estado de saúde e as necessidades de serviço pela população. A Expectativa de Vida Saudável têm sido utilizada para suprir a demanda por informações sobre a quantidade de anos vividos com saúde. Considerado de fácil interpretação, tanto para estudiosos da área como para gestores, a expectativa de vida saudável apresenta uma noção similar à expectativa de vida total, mas refere-se ao número médio de anos de vida que uma pessoa de determinada idade pode esperar viver com saúde. O objetivo deste projeto é estimar a Expectativa de Vida Saudável para Minas Gerais, mensurada pela Expectativa de Vida Livre de Doenças Crônicas, Expectativa de Vida com Percepção de Saúde Boa e Expectativa de Vida Livre de Incapacidade Funcional. Além disso, pretende-se analisar os fatores associados à expectativa de vida saudável e realizar estimativas de Expectativa de Vida Saudável segundo características como sexo, idade, escolaridade, região. Para tal pretende-se utilizar o método proposto por Sullivan e algumas alternativas propostas pela literatura. Como fonte de informação, serão empregados: a Pesquisa por Amostra de Domicílios de Minas Gerais (PAD-MG), a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), as tábuas de vida publicadas pelo IBGE, o Censo Demográfico e o Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM). Além dos professores, fazem parte do grupo de pesquisa dois alunos com bolsa de iniciação científica da FAPEMIG e um aluno bolsista do Programa Pronoturno (Wanderson Costa Bomfim) do curso de graduação em Gestão de Serviços de Saúde..
Integrantes: Mirela Castro Santos Camargos (coordenador), Kenya Valeria Micaela de Souza Noronha, Carla Jorge Machado, Roberto Nascimento Rodrigues, Luiza de Marilac de Souza, Marco Roberto Gonzaga, Juliana Lucena Ruas Riani, Karla Rona da Silva, Keli Bahia Felicíssimo Zocratto, Flávio Henrique Miranda de Araújo Freire, Maria Imaculada de Fátima Freitas.
2014 a AtualAvaliação de Custos e Efetividade dos Transplantes Hepáticos no Brasil

Integrantes: Kenya Valeria Micaela de Souza Noronha (coordenador), Monica Viegas Andrade, Eliza Antonia Queiroz.
2014 a AtualRevisão da Metodologia de Reajuste dos Prêmios de Planos Individuais no Brasil

Integrantes: Monica Viegas Andrade (coordenador), Kenya Valeria Micaela de Souza Noronha, Sueli Moro, Ana Carolina Maia, Luciana Luz Amaral.
2013 a AtualAvaliação Econômica do Laboratório de Inovações na Atenção às condições crônicas
Conduzir avaliação econômica do LIACC, incluindo quatro condições crônicas: hipertensos, diabéticos, gestantes e crianças menores de 01 ano. A avaliação será realizada em um desenho quase-experimental com avaliação antes e após da intervenção de indicadores referentes a atenção primária ambulatorial e especializada representativa da população e dos grupos alvo estudados
Integrantes: Monica Viegas Andrade (coordenador), Kenya Valeria Micaela de Souza Noronha, Clareci Silva Cardoso, Claudia di Lorenzi.
2012 a AtualValidação e adaptação cultural do questionário EQ-5D para a população brasileira

Integrantes: Luciane Nascimento Cruz (coordenador), Kenya Valeria Micaela de Souza Noronha, Monica Viegas Andrade, Polanczyk, Carisi A, Juliana Juk, Sandro René Miguel, Angela Bagattini, Marisa Santos, Monica Akissue, Helena Cramer.

Current applied research projects

See all projects in Lattes

Recent publications

Articles in journals

Medical adhesive related skin injuries in the neonatology department of a teaching hospital
2021. Nursing in Critical Care.
Capacidade institucional dos serviços de saúde antes, durante e após a implantação do Modelo de Atenção às Condições Crônicas (MACC)
2021. REVISTA ELETRÔNICA ACERVO EM SAÚDE.
Rotational thromboelastometry in the perioperative period of cardiac surgeries: cost-effectiveness analysis and budget impact
2020. JORNAL BRASILEIRO DE ECONOMIA DA SAÚDE.
Pandemia por COVID-19 no Brasil: análise da demanda e da oferta de leitos hospitalares e equipamentos de ventilação assistida segundo diferentes cenários
2020. CADERNOS DE SAÚDE PÚBLICA.
Benefícios da autotransfusão intraoperatória para pacientes submetidos a cirurgias cardíacas: uma revisão sistemática
2020. JORNAL DE ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA E FARMACOECONOMIA-JAFF.
Cost-Effectiveness and Price of Aripiprazole for Schizophrenia in the Brazilian Public Health System
2020. Journal of Mental Health Policy and Economics.
Os primeiros 80 dias da pandemia da COVID-19 em Belo Horizonte: da contenção à flexibilização
2020. Nova Economia (UFMG).
Análise da linha de cuidado para pacientes com diabetes mellitus e hipertensão arterial: a experiência de um município de pequeno porte no Brasil
2019. REVISTA BRASILEIRA DE ESTUDOS DE POPULAÇÃO ? REBEP.
Brazil's unified health system: the first 30 years and prospects for the future
2019. LANCET.
Challenges and lessons from a primary care intervention in a Brazilian municipality
2019. REVISTA DE SAÚDE PÚBLICA (ONLINE).
Envelhecimento populacional e gastos com saúde: uma análise das transferências intergeracionais e intrageracionais na saúde suplementar brasileira
2019. REVISTA BRASILEIRA DE ESTUDOS DE POPULAÇÃO ? REBEP.
COLANGIOPANCREATOGRAFIA RETRÓGRADA ENDOSCÓPICA PARA CÁLCULOS NO DUCTO BILIAR COMUM: overview de revisões sistemáticas e estudos econômicos
2019. JORNAL BRASILEIRO DE ECONOMIA DA SAÚDE.
The Price of Substitute Technologies
2019. VALUE IN HEALTH REGIONAL ISSUES (PRINT).
The Impact of Pensions and Private Transfers on Rural Poverty in Brazil
2019. REVISTA LATINOAMERICANA DE POBLACIÓN.
Silicone tape versus micropore tape to prevent medical adhesive-related skin injuries: systematic review and meta-analysis
2019. JORNAL BRASILEIRO DE ECONOMIA DA SAÚDE.
Routine use of viscoelastic blood tests for diagnosis and treatment of coagulopathic bleeding in cardiac surgery. Response to Br J Anaesth 2017; 118: 823-33
2019. BRITISH JOURNAL OF ANAESTHESIA.
Perfis de integração social entre idosos institucionalizados não frágeis no município de Natal, Rio Grande do Norte
2018. Ciência & Saúde Coletiva.
Electronic Version of the EQ-5D Quality-of-Life Questionnaire: Adaptation to a Brazilian Population Sample
2018. VALUE IN HEALTH REGIONAL ISSUES (PRINT).
Measuring socioeconomic inequalities in the use of dental care services among older adults in Brazil
2017. COMMUNITY DENTISTRY AND ORAL EPIDEMIOLOGY.
Qualidade de vida relacionada à saúde dos cuidadores formais de idosos institucionalizados em Natal, Rio Grande do Norte
2017. REVISTA BRASILEIRA DE ESTUDOS DE POPULAÇÃO ? REBEP.
Family health strategy and equity in prenatal care: a population based cross-sectional study in Minas Gerais, Brazil
2017. International Journal for Equity in Health (Online).
Envelhecimento populacional e gastos com internação do SUS: uma análise realizada para o Brasil entre 2000 e 2010
2016. Revista Brasileira de Estudos de População ? REBEP.
Comparação de métodos de valoração de preferências sociais por estados de saúde
2016. PESQUISA E PLANEJAMENTO ECONÔMICO (RIO DE JANEIRO).
Antenatal care use in Brazil and India: Scale, outreach and socioeconomic inequality
2012. Health and Place.
OBESITY AND EXCESS MORTALITY AMONG THE ELDERLY IN THE UNITED STATES AND MEXICO
2010. Demography (Chicago).
Effect of early conditions on disability among the elderly in Latin America and the Caribbean
2009. Population Studies.
O efeito da distribuicao de renda sobre o estado de saude individual no Brasil
2007. Pesquisa e Planejamento Econômico (Rio de Janeiro).
Desigualdades Sociais em saúde e na utilização dos serviços de saúde entre os idosos da América Latina
2005. Revista Panamericana de Salud Pública (Impresa) / Pan American Journal of Public Health (Impresa).

Papers in conferences

The Prevalence of Disability in Afghanistan
2017. 28th International Population Conference of the International Union for the Scientific Study of Population (IUSSP).
Regional Impacts of Climate Change on Health and Labor in Brazil
2017. 28th International Population Conference of the International Union for the Scientific Study of Population (IUSSP).
The reach and limitations of medication treatment adherence for hypertension control among patients of the Family Health Strategy: a case study for a midsize city in Brazil
2017. 28th International Population Conference of the International Union for the Scientific Study of Population (IUSSP).
The Evaluation of the Lab of Chronic Conditions Care (LIACC) in The Municipality of Santo Antônio do Monte, Brazil
2016. XVII Seminário de Economia Mineira.
Sobrevida de Pacientes Adultos que receberam Transplante de Fígado no SUS no Período 2001-2011
2016. XVII Seminário de Economia Mineira.
The Evaluation of the LAB of Chronic Conditions Care (LIACC) in the Municipality of Santo Antônio Do Monte, Brazil.
2016. Population American Association Meeting.
Distribuição espacial dos mamógrafos em Minas Gerais e o efeito na probabilidade da realização do exame
2016. XX Encontro Nacional de População.
Perfil e bem-estar dos idosos brasileiros em 2013
2016. XX Encontro Nacional de Estudos Populacionais.
Disability in Afghanistan: Kabul, Bamiyan, Daykundi, Ghor, Kapisa and Parwan
2016. VII Congreso de la asociación latinoamericana de poblacion.

Extended abstracts in conferences

Religion, health and mortality among elderly population in Mexico and Puerto Rico
2010. Associação Brasileira de Estudos Populacionais.
Life expectancy, healthy life expectancy and the effects of early life conditions: the case of Latin America and the Caribbean
2010. REVES: Public health interventions to increase health expectancies.
Ageing, disability and long term care burden in Latin America and the Caribbean Countries
2008. Population Association of America (PAA) Annual Meeting.
Effect of Early Conditions on Functional Status among Elderly in Latin America and Caribbean
2007. Population Association of America (PAA) Annual Meeting.

Abstracts in conferences

COST-EFFECTIVENESS OF ANTIPSYCHOTIC DRUGS FOR FIRST- AND SECOND-LINE TREATMENT OF SCHIZOPHRENIA IN BRAZIL
2019. ISPOR Latin America 2019.
SILICONE TAPES FOR PATIENTS WITH FRAGILE SKIN: a systematic review
2019. ISPOR Latin America 2019.
COST-EFFECTIVENESS AND INCORPORATION PRICE OF ARIPIPRAZOL FOR SCHIZOPHRENIA IN BRAZIL: a substitute technology approach
2019. ISPOR Latin America 2019.
O PREÇO DE TECNOLOGIAS SUBSTITUTAS: o caso do aripiprazol para esquizofrenia
2019. VII Fórum Brasileiro de Assistência Farmacêutica e Farmacoeconomia.
COLANGIOPANCREATOGRAFIA RETRÓGRADA ENDOSCÓPICA PARA CÁLCULOS NO DUCTO BILIAR COMUM: overview de revisões sistemáticas e estudos econômicos
2019. VII Fórum Brasileiro de Assistência Farmacêutica e Farmacoeconomia.
Distribuição Espacial dos Mamógrafos em Minas Gerais e o Efeito na Probabilidade da Realização do Exame
2016. XVII Seminário de Economia Mineira.

See all publications in Lattes

Current students

MS

Flávia Lúcia da Silva Colares. ELABORAÇÃO DE UMA PROPOSTA DE IMPLANTAÇÃO DO MÉTODO DE CUSTEIO BASEADO EM ATIVIDADE E TEMPO (TDABC) PARA PROCEDIMENTOS MÉDICOS REALIZADOS EM HOSPITAIS PÚBLICOS DE BELO HORIZONTE ? MG. Início: 2020. Universidade Federal de Minas Gerais (Co orientador)
Aline de Souza. Mobilidade no setor de saúde suplementar ao longo do ciclo de vida: análise para uma operadora de saúde de Belo Horizonte. Início: 2020. Universidade Federal de Minas Gerais (Co orientador)
Janaina Batista Almeida Magalhaes. Itinerário terapêutico de pacientes com câncer de mama em tratamento em um Hospital Universitário Público de Belo Horizonte ? MG. Início: 2020. Universidade Federal de Minas Gerais (Orientador principal)
Danilo Borges Matias. ANÁLISE DO PROCESSO DE IMPLEMENTAÇÃO DE NOVA ESTRATÉGIA DE ATENDIMENTO EM UMA UNIDADE DE PRONTO ATENDIMENTO DE BELO HORIZONTE BASEADA NOS PRINCÍPIOS DO LEAN THINKING E DO FAST TRACK. Início: 2019. Universidade Federal de Minas Gerais (Orientador principal)

PhD

Monique Fernanda Félix Ferreira. Trajetórias dos usuários no Sistema Único de Saúde para tratamento do câncer e seus desdobramentos em termos de mortalidade. Início: 2019. Universidade Federal de Minas Gerais (Co orientador)
Samuel Araujo Gomes da Silva. DO ARMÁRIO À CARA NO SOL: DIFERENCIAIS GERACIONAIS E SOCIODEMOGRÁFICOS DE QUALIDADE DE VIDA RELACIONADA À SAÚDE DA POPULAÇÃO LGB DE MINAS GERAIS.. Início: 2018. Universidade Federal de Minas Gerais (Co orientador)

See all students in Lattes