DCC - UFMG
+55 31 3409 5860
ciia-saude@dcc.ufmg.br

Denise Utsch Gonçalves


Denise Utsch Gonçalves

Universidade Federal de Minas Gerais
Oftalmologia e Otorrinolaringologia

Collaborating Researcher





Information extracted from Lattes platform


Last update: 2021/03/30


Degrees

Ph.D. Infectologia e Medicina Tropical na Universidade Federal de Minas Gerais em 2000
M.Sc. Infectologia e Medicina Tropical na Universidade Federal de Minas Gerais em 1996
B.Sc. Medicina na Universidade Federal de Minas Gerais em 1991


Current projects

2019 a AtualAvaliação do uso da estimulação vestibular galvânica no tratamento da instabilidade postural e na melhora cognitiva da Doença de Parkinson
Na doença de Parkinson (DP), a instabilidade postural e as alterações cognitivas são frequentes, assim como os quadros depressivos, esses com taxa de prevalência entre 20 e 50%. Essas alterações revestem-se de grande importância na medida em que se associam à dependência funcional e ao aumento da morbimortalidade nesse grupo populacional. A depressão pode ser considerada um aspecto agravante para a qualidade de vida desses pacientes, com prejuízo nas atividades diárias. Enfim, alterações do humor, da cognição, do equilíbrio e da percepção do mundo ao redor são manifestações da DP tão incapacitantes quanto a rigidez e o tremor. O objetivo desse estudo é avaliar o uso da estimulação vestibular galvânica (EVG) para melhorar a instabilidade postural e a cognição na DP. A EVG é uma estimulação elétrica de baixo custo, mínimos efeitos colaterais e fácil aplicação, tendo mostrado em estudos não controlados efeitos benéficos na instabilidade postural da DP.
Integrantes: Denise Utsch Gonçalves (coordenador), Maurício Campelo Tavares, Ludimila Labanca, Paulo Pereira Christo, Tatiana Rocha silva.
2014 a AtualDesenvolvimento de Instrumento para Triagem Auditiva Infantil
A cooperação de pesquisa entre UFMG e Université d?Avergne visa, além do desenvolvimento de um percurso de formação de recursos humanos docente e discente de alto nível, o aprofundamento científico e tecnológico dos aspectos relacionados à fisiopatologia auditiva em seres humanos, desenvolvimento da linguagem, diagnóstico precoce da deficiência auditiva, desenvolvimento tecnológico e Saúde Pública. No Brasil a legislação e as diretrizes do Ministério da Saúde têm contribuído para o avanço da triagem auditiva neonatal (TAN). A França, apesar das diferenças em relação ao desenvolvimento, a economia, aos índices de natalidade e ao sistema de saúde, também busca aprimorar o atendimento à pessoa com deficiência auditiva. Porém, ambos os países se confrontam com desafios em relação à eficácia do diagnóstico precoce, dados epidemiológicos, técnica e o custo financeiro. Na França, a publicação da portaria de 23 abril de 2012, referente à organização da triagem da surdez permanente neonatal, contribuiu para que a triagem auditiva passasse a constituir um programa de saúde pública. Contudo, a organização dos Serviços de TAN encontra-se ainda no princípio, e Clermont-Ferrand, cidade sede da Université d?Auvergne, ainda não conta com este tipo de programa. Portanto, a colaboração entre as equipes para a realização de pesquisas que possam favorecer o diagnóstico, de fato precoce e preciso, a um baixo custo operacional e realizar estudo epidemiológicos sobre a surdez infantil é de grande interesse científico para os dois países. Ainda existem poucos estudos documentando a incidência e características das perdas auditivas progressivas e de início tardio na literatura internacional e formação de uma equipe multidisciplinar, envolvendo todos os aspectos em questão garante o desenvolvimento de estratégias para os segmentos necessários. Projeto contemplado no Edital CAPES/COFECUB Nº 19/2014 ?DANPE- Perda Auditiva Neurossensorial Progressiva na Infância: Monitoramento, diagnóstico e desenvolvimento tecnológico?, protocolo 861/15. Aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa da UFMG: CAAE - 39398714.7.0000.5149
Integrantes: Sirley Alves da Silva Carvalho (coordenador), Denise Utsch Gonçalves, Luciana Macedo de Resende, Fabrice Giraudet, Paul Avan.
2014 a AtualAvaliação longitudinal clínica, parasitológica e imunológica de indivíduos com leishmaniose tegumentar humana na região metropolitana de Belo Horizonte
O diagnóstico da leishmaniose tegumentar humana (LTH) com comprometimento de mucosa de vias aéreas, forma grave da doença que pode mutilar, tem limitações relacionadas ao encontro do parasita na lesão, que é raro, assim como o sorodiagnóstico, que é impreciso. Neste projeto, estudaremos um novo método de diagnóstico. Propomos utilizar uma ferramenta proteômica empregada na avaliação dos perfis de expressão protéica nos extratos totais de formas promastigotas em fase estacionária de crescimento e formas amastigotas-like de L. amazonensis e L. braziliensis, a fim de identificar novas proteínas para que, em sua forma recombinante ou de peptídeos sintéticos possam ser aplicados no sorodiagnóstico da LTH. Pretende-se clonar e purificar as proteínas, assim como realizar estudos de predição de epítopos de linfócitos B de tais antígenos, a fim de validarmos tais moléculas em experimentos de ELISA para o sorodiagnóstico da LTH. Os antígenos diagnósticos terão sua eficácia avaliada, além do emprego das amostras de soros de pacientes com LTH, também da utilização de amostras de soro de pacientes com outras doenças, tais como com doença de Chagas, leishmaniose visceral, lúpus eritematoso sistêmico, toxoplasmose, esquistossomose, hanseníase, tuberculose, para definição de sensibilidade e especificidade do teste. Em paralelo, pretende-se também avaliar e monitorar aspectos clínicos, parasitológicos e imunológicos dos pacientes com LTH, a fim de determinar seu comportamento parasitológico e imunológico, no decorrer do tratamento convencional. Aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa da UFMG: CAAE - 32343114.9.0000.5149
Integrantes: Eduardo Ferraz Coelho (coordenador), Denise Utsch Gonçalves, Manoel Otávio da Costa Rocha, Mariana Costa Duarte, Daniel Menezes-Souza.
2012 a AtualAvaliação do processamento auditivo central - P300 em indivíduos infectados pelo HTLV-1
O estudo das alterações no córtex associadas à HAM/TSP é muito importante para uma melhor compreensão dos mecanismos de dano neural causado pelo vírus e para futuras abordagens terapêuticas. Há relatos na literatura internacional de encefalopatia associada á infecção pelo HTLV-1, porém, não há, até o presente momento, estudos comparativos e com tamanho de amostra adequado sobre alterações corticais associadas à infecção pelo HTLV-1. No Brasil, não há estudos que abordam esse tema. A avaliação do processamento auditivo central por meio do teste da resposta auditiva evocada de longa latência (P300) é uma forma rápida, objetiva e segura de se medir vias da resposta cognitiva. Aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa da UFMG: CAAE - 0732.0.203.000-12
Integrantes: Denise Utsch Gonçalves (coordenador), Maurício Campelo Tavares, Anna Bárbara de Freitas Carneiro-Proietti, LABANCA, LUDIMILA.
2010 a AtualManifestações otoneurológicas em indivíduos infectados pelo HTLV-1 assintomáticos, com HAM/TSP e não infectados: estudo comparativo
O objetivo é avaliar as queixas otoneurológicas associadas à infecção pelo HTLV-1, considerando que o trato vestibulospinal está comprometido e que não há estudos na literatura sobre o assunto. A tontura é frequente em indivíduos com mielopatia associada ao HTLV-1 / Paraparesia Espástica Tropical (HAM / TSP). Não se sabe sobre tontura em portadores assintomáticos do HTLV-1 e não se conhece as queixas auditivas periféricas e centrais associadas ao HTLV-1. Aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa da UFMG: ETIC 0437.0.203.000-10
Integrantes: Denise Utsch Gonçalves (coordenador), Maurício Campelo Tavares, Ludimila Labanca, Julia Fonseca de Morais Caporali, Anna Bárbara de Freitas Carneiro-Proietti, Aline Rejane Rosa de Castro, Tatiana Rocha silva.

Current applied research projects

2006 a AtualAvaliação do potencial evocado miogênico vestibular e da estimulação vestibular galvânica no diagnóstico precoce da mielopatia associada ao HTLV-1 (HAM/TSP)
Exames que avaliam o nível e o grau de lesão medular têm sido estudados, sendo os mais importantes: potencial evocado miogênico vestibular (VEMP) gerado por estimulação auditiva ou por vestibular galvânica (EVG). O VEMP vem sendo estudado com relação a sua validade para determinar a presença de lesão medular em pacientes com mielorradiculopatia esquistossomótica. Um protótipo foi desenvolvido para o diagnóstico eletrofisiológico do comprometimento medular desses pacientes. Desse modo, a aplicabilidade está na avaliação funcional da medula, podendo revelar alterações ainda não demonstradas pela propedêutica por imagem. A mielopatia associada ao HTLV-1/Paraparesia Espástica Tropical (HAM/TSP) caracteriza-se por um comprometimento medular predominantemente motor, assemelhando-se, nesse sentido, a mielorradiculopatia esquistossomótica. O diagnóstico é tardio e baseado em alterações no exame neurológico. Desse modo, o VEMP gerado por EVG pode contribuir para o diagnóstico precoce e seguimento da HAM/TSP. Projeto recebeu recurso CNPq processo 20105920096 e CNPq processo 48220620098. Aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa da UFMG: ETIC 266/05 Aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa da Fundação HEMOMINAS: 131
Integrantes: Denise Utsch Gonçalves (coordenador), Maurício Campelo Tavares, Ludimila Labanca, Julia Fonseca de Morais Caporali, Anna Bárbara de Freitas Carneiro-Proietti, Tatiana Rocha silva.
See all projects in Lattes

Recent publications

Articles in journals

Parasitological and immunological evaluation of a novel chemotherapeutic agent against visceral leishmaniasis
2020. PARASITE IMMUNOLOGY.
Vestibular Evoked Myogenic Potential on Ocular, Cervical, and Soleus Muscles to Assess the Extent of Neurological Impairment in HTLV-1 Infection
2020. Frontiers in Neurology.
Evaluation of Leishmania infantum pyridoxal kinase protein for the diagnosis of human and canine visceral leishmaniasis
2020. IMMUNOLOGY LETTERS.
Screening diagnostic candidates from Leishmania infantum proteins for human visceral leishmaniasis using an immunoproteomics approach
2019. PARASITOLOGY.
Ocular vestibular evoked myogenic potential (VEMP) reveals mesencephalic HTLV-1-associated neurological disease
2019. PLoS One.
Case Report: Cognitive Impairment without Clinical Spinal Disease May Be the First Sign of HTLV-1 Neurological Alteration
2019. AMERICAN JOURNAL OF TROPICAL MEDICINE AND HYGIENE.
Immunodiagnosis of human and canine visceral leishmaniasis using recombinant Leishmania infantum Prohibitin protein and a synthetic peptide containing its conformational B-cell epitope
2019. JOURNAL OF IMMUNOLOGICAL METHODS.
Potential application of small myristoylated protein-3 evaluated as recombinant antigen and a synthetic peptide containing its linear B-cell epitope for the serodiagnosis of canine visceral and human tegumentary leishmaniasis
2018. IMMUNOBIOLOGY.
A conserved Leishmania hypothetical protein evaluated for the serodiagnosis of canine and human visceral and tegumentary leishmaniasis, as well as a serological marker for the post-treatment patient follow-up
2018. DIAGNOSTIC MICROBIOLOGY AND INFECTIOUS DISEASE.
Serological diagnosis and prognostic of tegumentary and visceral leishmaniasis using a conserved Leishmania hypothetical protein
2018. PARASITOLOGY INTERNATIONAL.
Diagnostic application of recombinant Leishmania proteins and evaluation of their in vitro immunogenicity after stimulation of immune cells collected from tegumentary leishmaniasis patients and healthy individuals
2018. CELLULAR IMMUNOLOGY.
Intrarater and interrater agreement and reliability of vestibular evoked myogenic potential triggered by galvanic vestibular stimulation (galvanic-VEMP) for HTLV-1 associated myelopathy testing
2018. PLoS One.
Vestibular-evoked myogenic potential triggered by galvanic vestibular stimulation may reveal subclinical alterations in human T-cell lymphotropic virus type 1-associated myelopathy
2018. PLoS One.
Triagem auditiva em idosos: avaliação da acurácia e reprodutibilidade do teste do sussurro
2017. Ciencia & Saude Coletiva.
Annexin A1 Is Involved in the Resolution of Inflammatory Responses during Leishmania braziliensis Infection
2017. JOURNAL OF IMMUNOLOGY.
Flow cytometric-based protocols for assessing anti-MT-2 IgG1 reactivity: High-dimensional data handling to define predictors for clinical follow-up of Human T-cell Leukemia virus type-1 infection
2017. JOURNAL OF IMMUNOLOGICAL METHODS.
Evaluation of a hypothetical protein for serodiagnosis and as a potential marker for post-treatment serological evaluation of tegumentary leishmaniasis patients
2017. PARASITOLOGY RESEARCH.
An ELISA immunoassay employing a conserved Leishmania hypothetical protein for the serodiagnosis of visceral and tegumentary leishmaniasis in dogs and humans
2017. CELLULAR IMMUNOLOGY.
Recombinant small glutamine-rich tetratricopeptide repeat-containing protein of Leishmania infantum: Potential vaccine and diagnostic application against visceral leishmaniasis
2017. MOLECULAR IMMUNOLOGY.
Increased N200 and P300 latencies in cognitively impaired elderly carrying ApoE ε-4 allele
2017. INTERNATIONAL JOURNAL OF GERIATRIC PSYCHIATRY.
Vestibular Evoked Myogenic Potential (VEMP) Triggered by Galvanic Vestibular Stimulation (GVS): A Promising Tool to Assess Spinal Cord Function in Schistosomal Myeloradiculopathy
2016. PLoS Neglected Tropical Diseases.
The Cognitive Impairment of Elderly Living with Human Immunodeficiency Virus (HIV): A Cross-Sectional Study about the Role of Viral Neurotoxicity
2016. JOURNAL OF NEUROINFECTIOUS DISEASES.
New serological tools for improved diagnosis of human tegumentary leishmaniasis
2016. Journal of Immunological Methods (Print).
Leishmania infantum mimotopes and a phage-ELISA assay as tools for a sensitive and specific serodiagnosis of human visceral leishmaniasis
2016. DIAGNOSTIC MICROBIOLOGY AND INFECTIOUS DISEASE.
Epidemiology, Treatment, and Prevention of Human T-Cell Leukemia Virus Type 1-Associated Diseases
2010. CLINICAL MICROBIOLOGY REVIEWS.

Papers in conferences


Extended abstracts in conferences


Abstracts in conferences

Fisiopatologia do comprometimento coclear e retrococlear relacionado á Diabetes Mellitus tipo 1: modelos animais
2018. 33º Encontro Internacional de Audiologia.
Audição central em modelo animal: avaliação eletrofisiológica
2018. 33º Encontro Internacional de Audiologia.
The effects of vestibular galvanic stimulation improving balance control of patients with myelopathy
2018. 54º Workshop on Inner Ear Biology ans Symposium.
Galvanic Vestibular Stimulation: a therapeutic tool for patients with postural instability
2017. 1º International Symposium on Inner Ear Therapies.
Electrophysiological exam identifies subclinical alterations in HTLV-1-associated mielopathy
2017. 18th International Conference on Human Retrovirology HTLV & Related Viroses.
Sexual behavior of people living with HIV, HTLV-1 and coinfected HIV/HTLV-1 in Belo Horizonte, Brazil: case-controle matching Study
2017. 18th International Conference on Human Retrovirology and Related viroses.
HTLV-1 may cause cognitive impairment in asymptomatic carriers
2017. 18th International Conference on Human Retrovirology HTLV & related viroses.
Reliability of Vestibular Evoked Myogenic Potential triggered by Galvanic stimulation in patients with HTLV-1-associated myelopathy and in healthy subjects
2017. 18th International Conference on Human Retrovirology HTLV & related viroses.
Central auditory processing in HTLV-1 infection: case report
2017. 18th International Conference on Human Retrovirology HTLV & Related Viroses.
Immunological signature of the different clinical stages of the HTLV-1 infection: establishing serum biomarkers for HTLV-1-associated disease morbidity
2017. 18th International Conference on Human Retrovirology HTLV & related viroses.
High risk of dementia related to coinfection HTLV-1/HIV: case control matching study
2017. 18th International Conference on Human Retrovirology HTLV & related viroses.
Animal models for studying auditory damage related to type 1 Diabetes Mellitus
2017. 54º Workshop on Inner Ear Biology ans Symposium.
Vestibular Evoked Myogenic Potential (VEMP) Triggered by Galvanic Vestibular Stimulation (GVS): A Promising Tool to Assess Spinal Cord Function in Schistosomal Myeloradiculopathy
2016. 46º Congresso Brasileiro de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico Facial.
Cocleopatia diabética pode ser também uma neuropatia
2016. 46º Congresso Brasileiro de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico Facial.
VEMP com estimulação galvânica: uma ferramenta auxiliar no diagnóstico precoce da mielopatia associada ao HTLV-1
2016. 2º Congresso de Fonoaudiologia da Faculdade de Medicina da UFMG.
P-300: um exame auxiliar na identificação precoce de alterações cognitivas relacionadas à infecção pelo HTLV-1
2016. 2º Congresso de Fonoaudiologia da Faculdade de Medicina da UFMG.
Hearing screening in children 12-48 months old
2016. 2º Congresso de Fonoaudiologia da Faculdade de Medicina da UFMG.
Contribuição do G-VEMP na identificação precoce da mielopatia associada ao HTLV-1
2016. XXIII Congresso Brasileiro e IX Congresso Internacional de Fonoaudiologia.

See all publications in Lattes

Current students

MS

Jordana Carvalhais Barroso. Avaliação de audição, depressão e qualidade de vida em pacientes com Doença de Parkinson antes e após estimulação vestibular galvânica. Início: 2020. Universidade Federal de Minas Gerais (Orientador principal)
Olívia Amélia Coelho Pena. Treinamento de fisioterapia sem fadiga em pacientes com mielopatia associada ao HTLV ? 1 (HAM).. Início: 2019. Universidade Federal de Minas Gerais (Orientador principal)
Iara Pinheiro Calil. Avaliação do comprometimento mucoso tardio em pacientes com diagnóstico de leishmaniose cutânea em Centros de Referência em Belo Horizonte. Início: 2019. Centro de Pesquisas Rene Rachou (Fiocruz Minas) (Co orientador)
Carolina Miranda Teixeira. Prevalência do vírus lintrofotrópico de células T humano tipo 1 (HTLV-1) em doadores de sangue no Brasil ? estudo multicêntrico. Início: 2019. Universidade Federal de Minas Gerais (Orientador principal)

PhD

Renata Cristina C. Diniz Oliveira. Avaliação da cognição auditiva em pacientes com doença de Parkinson e instabilidade postural submetidos a estimulação vestibular galvânica. Início: 2020. Universidade Federal de Minas Gerais (Orientador principal)
Verônica Cardoso Santos de Faria. Avaliação de acurácia e custo-efetividade dos testes moleculares LAMP, PCR em tempo real e PCR convencional em amostras coletadas por swab para o diagnóstico da leishmaniose mucocutânea. Início: 2020. Universidade Federal de Minas Gerais (Orientador principal)
Anna Paula Batista de Ávila Pires. Avaliação do uso da estimulação vestibular galvânica no tratamento da instabilidade postural e na melhora cognitiva da Doença de Parkinson. Início: 2019. Universidade Federal de Minas Gerais (Orientador principal)
Isabela Amorim Gonçalves Pereira. Avaliação da atividade biológica in vitro e in vivo de um derivado flavônico em diferentes espécies de Leishmania. Início: 2019. Universidade Federal de Minas Gerais (Orientador principal)

See all students in Lattes