DCC - UFMG
+55 31 3409 5860
ciia-saude@dcc.ufmg.br

Cecilia Dias Flores


Cecilia Dias Flores

Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre
Ciencias Exatas e Sociais Aplicadas

Collaborating Researcher





Information extracted from Lattes platform


Last update: 2021/05/03


Degrees

Ph.D. Computação na Universidade Federal do Rio Grande do Sul em 2005
M.Sc. Computação na Universidade Federal do Rio Grande do Sul em 1994
B.Sc. Informática na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul em 1990


Current projects

2020 a AtualMODELAGEM BASEADA EM AGENTES PARA ESTUDO DA PROPAGAÇÃO E CONTROLE DO NOVO CORONAVÍRUS
Coronavírus, sem duvidas, ficará marcado na história como uma das maiores pandemias da história humana. Em meados de 2019, a cidade de Wuhan teve os primeiros casos reportados do novo coronavírus (COVID-19), e, desde então, tentou estimar-se o impacto que ele teria em escala global e, socialmente, em cada país afetado. Como já observador em estudos passados, o distanciamento social foi uma prática eficiente de intervenção não médica. Porém, há ainda dúvidas sobre qual sua eficácia. Levando em consideração o uso de modelagem computacional para simulações, a modelagem de uma simulação, em NetLogo, que compare resultados entre uma população que adotou o distanciamento e outra que não, podem mostrar o real impacto das práticas de intervenção não-médicas e farmacêuticas em situações de pandemia. Este projeto propõe, portanto, a criação de uma simulação em NetLogo que avalia o impacto da pandemia, com variantes na intervenção para controle de contágio, num determinado período de tempo.
Integrantes: Cecilia Dias Flores (coordenador), Angel Gabriel Arieta.
2020 a AtualAVALIAÇÃO DA QUALIDADE DE SOFTWARE EDUCACIONAL PARA A ÁREA DA SAÚDE
Elaborar um protocolo para avaliação da qualidade de softwares educacionais, especificamente desenvolvidos para áreas da saúde.
Integrantes: Cecilia Dias Flores (coordenador), THAÍS MELLENDER EVANGELISTA TRAVI.
2019 a AtualIDENTIFICAÇÃO E AVALIAÇÃO DA DOR TORÁCICA: CAPACITAÇÃO DA EQUIPE PROFISSIONAL NA MODALIDADE A DIST NCIA
A dor torácica e os sintomas sugestivos de isquemia cardíaca representam uma das principais queixas no atendimento inicial dos serviços de emergência. Sua elevada prevalência faz com que a avaliação destes pacientes se torne um dos maiores desafios para as equipes assistenciais, com relação à identificação, à avaliação e ao tratamento eficaz. A realidade de atendimento e a demanda de procura superior à capacidade de resolução imediata obriga as equipes multiprofissionais a estarem preparadas a identificar e desenvolver essa atenção, direcionando de forma coerente e imediata os casos com verdadeira potencialidade de risco. O enfermeiro é o único profissional da equipe de enfermagem que pode atuar no processo de classificação de risco e priorização da assistência à saúde. Existem ferramentas educacionais como o Jogo Sério que permite ao usuário adquirir e aprimorar seus conhecimentos, através de simulação em situações reais, sem colocar pacientes e profissionais em risco. Este estudo teve como objetivo desenvolver E validar a usabilidade de um Jogo Sério sobre identificação e avaliação de dor torácica, como método de educação continuada para enfermeiros que atuam em Unidades de Internação e Serviços de Emergência. Trata-se de uma pesquisa exploratória descritiva e de produção tecnológica, através da elaboração de um protótipo de um Jogo Sério. O estudo se desenvolveu em três etapas: 1) Realização de Revisão Integrativa; 2) Elaboração do Jogo Sério; e 3) Disponibilização do Jogo para Avaliação dos Especialistas. Oito Enfermeiros Especialistas das áreas de cardiologia e/ou educação participaram do estudo. Os dados foram obtidos através das respostas ao questionário de avaliação do Jogo Sério. A análise dos dados foi realizada de forma quantitativa descritiva e percentuais simples, com a finalidade de verificar a viabilidade do Jogo Sério como instrumento de ensino para enfermeiros que atuam em Unidades de Internação ou Serviços de Emergência. A Revisão Integrativa foi composta por quinze artigos que evidenciaram doze tecnologias interativas utilizadas para educação em saúde, porém nenhum citando Jogos Sérios direcionado a Enfermeiros e a temática de dor torácica. O Jogo Sério deste estudo trata-se do gênero simulação, desenvolvido na plataforma SIACC, contendo duas etapas com 18 questões cada, desenvolvidas a partir da temática de identificação e avaliação da dor torácica. O perfil dos Especialistas evidenciou que todos possuem mais de cinco anos como enfermeiro, entretanto quanto ao tempo de conclusão da Pós-Graduação nas áreas de Cardiologia e/ou Educação, a maioria (87,5%) possui menos de 5 anos e o tempo de atuação como Enfermeiro nas áreas de Cardiologia e/ou Educação, a totalidade dos participantes possui mais de dois anos de atuação, tendo a maioria (75%) mais de cinco anos nesta experiência. A avaliação do Jogo Sério evidenciou que 100% dos profissionais consideraram o Jogo adequado para educação, sendo construído com base em evidências, promovendo o conhecimento através da utilização de hipermídia e hipertexto, utilizando multimídia de forma apropriada, com linguagem adequada e tema relevante no cotidiano para o público a que se destina. Com relação a permitir a exploração e experimentação da interatividade, possibilitando a resolução de casos clínicos, e ser definido como ferramenta apropriada 87,5% concordaram. Nos quesitos relacionados a apresentar conteúdo de maneira que estimula o uso de recursos analíticos e habilidades clínicas, e a facilidade para uso e navegação 75% dos profissionais o consideraram adequado. Assim como 87,5% dos profissionais consideraram o jogo sério continuo, interessante e com interface agradável e desafiadora. O Jogo Sério desenvolvido nesta pesquisa é viável como instrumento de educação continuada para enfermeiros que atuam em unidades de internação
Integrantes: Cecilia Dias Flores (coordenador), HÉLIO JOSÉ RODRIGUES HANNA.
2019 a AtualJOGO SÉRIO SOBRE EVENTOS ADVERSOS EM HEMODIÁLISE: FERRAMENTA DE ENSINO AOS PROFISSIONAIS DE ENFERMAGEM
INTRODUÇÃO: Pacientes com necessidade de Terapia Renal Substitutiva submetidos à hemodiálise estão sob alto risco a Eventos Adversos devido às suas fragilidades, necessidades e utilização de tecnologias avançadas. Para o atendimento a esses pacientes é necessária uma equipe assistencial capacitada com conhecimentos específicos sobre Eventos Adversos para reconhecê-los, preveni-los atuando de maneira eficaz na ocorrência desses, portanto é indispensável uma formação contínua desses profissionais. Existem ferramentas educacionais, como o Jogo Sério, que permitem ao usuário adquirir e aprimorar seus conhecimentos através de simulação em situações reais, sem colocar pacientes e profissionais em risco. OBJETIVO: Validar a usabilidade de um Jogo Sério sobre eventos adversos em hemodiálise, como método de educação continuada para equipes de enfermagem que atuam em Unidades de Diálise. MÉTODO: Trata-se de uma pesquisa exploratória descritiva e de produção tecnológica, através da elaboração de um protótipo de um Jogo Sério. O estudo se desenvolveu em três etapas: 1) Realização de Revisão Integrativa; 2) Elaboração do Jogo Sério; e 3) Disponibilização do Jogo para Avaliação dos Especialistas. Nove Enfermeiros Especialistas de Enfermagem em Nefrologia participaram do estudo. Os dados foram obtidos através das respostas ao questionário de avaliação do Jogo Sério. A análise dos dados foi realizada de forma quantitativa descritiva e percentuais simples, com a finalidade de verificar a viabilidade do Jogo Sério como instrumento de ensino para equipe de enfermagem especializada em Hemodiálise. RESULTADOS: A Revisão Integrativa foi composta por 11 artigos que evidenciaram oito tecnologias interativas utilizadas para educação em Nefrologia, porém nenhum citando Jogos Sérios direcionado a Técnicos de Enfermagem. O Jogo Sério deste estudo trata-se do gênero simulação, desenvolvido na plataforma SIACC, contendo dois casos clínicos desenvolvidos a partir da temática de Eventos Adversos com acesso vascular, medicamentos e risco de quedas. O perfil dos Especialistas evidenciou que a maioria possui mais de cinco anos como enfermeiro, menos de cinco da conclusão da Pós-Graduação de Enfermagem em Nefrologia, todos com atuação como Enfermeiro de Hemodiálise acima de dois anos, tendo a maioria mais de cinco anos nessa experiência (55,55%). Quanto à atuação como Enfermeiros Responsável Técnico (RT), 44,44% afirmaram ter vivenciado esta responsabilidade e com tempo de atuação neste cargo por mais de dois anos. A avaliação do Jogo Sério evidenciou que 100% dos profissionais o consideraram adequado para ensino, construído com base em evidências, promovendo o conhecimento através da utilização de hipermídia e hipertexto, interface do jogo agradável e desafiadora e que permite a exploração e experimentação da interatividade, possibilitando a resolução de casos clínicos, bem como estimula o uso de recursos analíticos e habilidades clínicas para resolução dos problemas propostos, sendo de fácil uso, navegação e ferramenta apropriada para uso, dados os benefícios proporcionados. O uso de multimídia foi considerado adequado por 77,77% e 88,88% utilizariam o Jogo para educação de sua equipe, bem como recomendariam a sua utilização para outros colegas. CONCLUSÃO: O Jogo Sério desenvolvido nesta pesquisa é viável como instrumento de educação continuada para equipe de Técnicos de Enfermagem que atuam em Hemodiálise. PRODUTO: Como produto este estudo traz o Jogo Sério sobre Eventos Adversos em Hemodiálise para apoio como método de ensino.
Integrantes: Cecilia Dias Flores (coordenador), Rita Catalina Aquino Caregnato, PATRÍCIA FUNARI CARVALHO.
2019 a AtualDesenvolvimento de um software livre e de código aberto para análise da variabilidade da frequência cardíaca para utilização em pesquisa e na prática clínica
A análise da variabilidade da frequência cardíaca (VFC) é um método de baixo custo e não invasivo para investigação da modulação do sistema nervoso autônomo sobre o coração. Para realizar tal análise são necessários cálculos relativamente complexos, necessitando de softwares especializados. Os programas disponíveis atualmente apresentam certas limitações e impedimentos para utilização na pesquisa e na prática clínica. O objetivo desse projeto de mestrado é desenvolver um software livre e de código aberto, documentado e homologado, para análise dos índices mais utilizados da VFC na pesquisa com animais e com seres humanos, com uma abordagem translacional, e que detecte automaticamente ondas R em dados de eletrocardiogramas e que possibilite a remoção e adição manual de marcação de ondas R. Os principais motivos para escolha dessa categoria de software é a possibilidade da participação da comunidade interna e externa à universidade no desenvolvimento e manutenção do software, a reprodutibilidade dos dados e a liberdade para implementação de novos métodos e algoritmos para o cálculo dos índices da VFC. Além disso, pretendemos, no futuro, facilitar a utilização desse método na prática clínica permitindo o acesso fácil ao funcionamento do Sistema Nervoso Autônomo.
Integrantes: Katya Vianna Rigatto (coordenador), Cecilia Dias Flores, Paulo Pereira Barbosa Junior.
2019 a AtualESTUDO DE CASO: APLICAÇÃO DE FERRAMENTA (FMEA/HFMEATM) NO GERENCIAMENTO DE RISCO DO PROCESSAMENTO DE PRODUTOS MÉDICO- HOSPITALARES PARA SAÚDE
Aplicação de ferramenta de gerenciamento de risco HFMEA? (Healthcare Failure Mode and Effect Analysis), visando utilização de matriz classificatória de riscos e eventos, com o propósito de estabelecer as prioridades de ação para prevenção e eliminação de riscos de contaminação em uma unidade de esterilização.
Integrantes: Cecilia Dias Flores (coordenador), Lisiane Ruchinsque Martins, Mauro Mastella.
2019 a Atual?RED?: Sistema de apoio a decisão clínica sobre o risco de aspiração laringotraqueal em adultos para a equipe hospitalar interdisciplinar
Introdução: A identificação do risco de aspiração laringotraqueal em adultos hospitalizados é uma tarefa complexa, multivariável, multicausal e interdisciplinar. Os sistemas de apoio a decisão clínica são uma estratégia de inteligência artificial com a capacidade de resolver incertezas e gerar soluções e recomendações com suporte científico que beneficiam a pacientes, equipes e instituições que trabalhem com distúrbios da deglutição. Objetivo: Desenvolver o ?RED?, um sistema de apoio a decisão clínica sobre o risco de aspiração laringotraqueal em adultos para a equipe hospitalar interdisciplinar. Metodologia: O desenvolvimento do sistema de apoio a decisão clínica ?RED? vai ser desenvolvido em 3 fases: Fase 1: Identificação de indicadores de risco de aspiração laringotraqueal em adultos hospitalizados e das condutas recomendadas para a equipe hospitalar interdisciplinar. Fase 2: Construção da Rede Bayesiana e Fase 3: Avaliação da qualidade interna e externa do ?RED?. Resultados esperados: O ?RED? vai ser um sistema de apoio a decisão e de recomendação, baseado na aplicação de redes bayesianas; que poderá garantir a segurança e a qualidade do atendimento dos pacientes hospitalizados com risco de aspiração laringotraqueal. Palavras-chave: Sistemas de Apoio a Decisão Clínica. Disfagia Orofaríngea. Aspiração Laringotraqueal. Risco. Equipes de Saúde Interdisciplinar.
Integrantes: Cecilia Dias Flores (coordenador), Elkin Eduardo Archila Alonso, Sheila Tamanini de Almeida.
2018 a AtualUso de big data para qualificação do cuidado no Grupo Hospitalar Conceição: estudo de padrões relacionados com a doença oncológica
Analisar como os dados de redes sociais e bancos de dados institucionais se relacionam com comportamentos e hábitos associados ao câncer.
Integrantes: Cecilia Dias Flores (coordenador), Daniel Klug, Geraldo Pereira Jotz.
2018 a AtualDiagnóstico de Infecções do Sistema Nervoso Central: desenvolvimento de pipeline computacional para análise de dados de sequenciamento
Análise teórico-computacional e desenvolvimento de novos protocolos de análise computacional (pipelines) para dados provenientes do sequenciamento, utilizando tecnologias de nova geração (NGS ? Next Generation Sequencing), de amostras de líquido cefalorraquidiano (LCR) e de biópsias resultantes de procedimentos neurocirúrgicos de pacientes com infecções de difícil diagnóstico do SNC.
Integrantes: Claudia Elizabeth Thompson (coordenador), Cecilia Dias Flores, Gustavo Henrique Cervi.
2018 a AtualUTILIZAÇÃO DE RASTREADORES NA DETECÇÃO DE EVENTOS ADVERSOS ? CRIAÇÃO E APLICAÇÃO DE UMA FERRAMENTA
Desenvolver e avaliar uma ferramenta de processamento de linguagem natural capaz de detectar eventos adversos em prontuários informatizados de hospital terciário e desenvolver ferramentas para melhoria dos processos.
Integrantes: Cecilia Dias Flores (coordenador), GRAZIELLA GASPAROTTO BAIOCCO, Helena Maria Tannhauser Barros.
2018 a AtualBioinformatas do futuro: o estudo de genomas e metagenomas por meninas do Ensino Médio de escolas públicas do Rio Grande do Sul
Com o surgimento dos projetos de sequenciamento a partir de 1995 e o concomitante desenvolvimento da área computacional, com aumento exponencial da capacidade de processamento de dados, surgiu uma nova área do conhecimento científico intitulada de Bioinformática. A Bioinformática é uma área interdisciplinar focada no desenvolvimento de modelos e algoritmos necessários para a análise computacional de sistemas biológicos complexos e processamento de grandes quantidades de dados genômicos e metagenômicos. Envolve conhecimentos de ciência da computação, ciências biológicas, física, química, matemática e estatística. No Brasil, temos uma carência muito grande de Bioinformatas, tendo em vista que trata-se de uma área relativamente nova e que requer conhecimentos relacionados às áreas de ciências exatas e computação, portanto, não atraindo muitos candidatos. A maior parte dos profissionais é formada por meio de cursos de pós- graduação (Mestrado e Doutorado), sendo que no Brasil existem somente quatro cursos de graduação que possuem ênfase em Bioinformática, três de Informática Biomédica (UFCSPA, USP e UFPR) e um de Biotecnologia (UFRGS). Além da baixa procura, as taxa de evasão e de reprovação são altas na área em razão das dificuldades encontradas pelos estudantes em componentes curriculares das ciências exatas e computação, que são fundamentais para a sua formação. A demanda por esses profissionais tem crescido rapidamente, para atuação em hospitais, laboratórios, na indústria farmacêutica, centros de pesquisa médicos e na área agrícola, bem como em universidades. É importante salientarmos que países com maiores índices de desenvolvimento tecnológico têm realizado investimentos expressivos na formação de recursos humanos nessa área. Assim, esse projeto tem por objetivo central despertar o interesse vocacional e estimular a formação de meninas e mulheres para a carreira de Bioinformática, por meio de atividades de formação nas escolas participantes e na instituição proponente, incluindo palestras, cursos, seminários, programa de aulas complementares e de treinamento, criação de núcleo de apoio nas escolas, desenvolvimento de materiais educativos e desenvolvimento de projetos de iniciação científica para meninas do Ensino Médio de escolas públicas. O projeto será desenvolvido a partir da exposição de um problema de importância em saúde pública que agirá como motivador para a realização de estudos teóricos e práticos, aprendizagem da linguagem de programação Python e de algoritmos de Bioinformática, desenvolvimento de soluções computacionais e análise e interpretação de dados de genomas e metagenomas. O tópico motivador será "Diagnóstico de Infecções do Sistema Nervoso Central". Essas infecções representam um grande desafio clínico, tendo em vista que em mais de 50% dos casos não é possível a identificação dos agentes etiológicos, ou seja, do agente causador da doença, e possuem altas taxas de morbidade e mortalidade. Nosso grupo tem realizado estudos para propor novas metodologias de diagnóstico dessas infecções utilizando novas tecnologias de sequenciamento para análise dos genomas e metagenomas encontrados nas amostras desses pacientes, cujos dados são analisados por meio de ferramentas de Bioinforma&
Integrantes: Cecilia Dias Flores (coordenador), Luciano Costa Blomberg, Claudia Elizabeth Thompson, Marilene Henning Vainstein, Lívia Kmetzsch Rosa e Silva, Rafael Andrade Cáceres, Maria Ismenia Zulian Lionzo, Paulo Valdeci Worm, Ana Trindade Winck, Ricardo Gurgel Rebouças, Felipe Martins de Lima Cecchini, José Fernando Ruggiero Bachega, Carla Diniz Becker, Viviane Rodrigues Botelho, Cristine Souza Goebel, Raphael Maciel da Silva Caballero.
2010 a AtualSistemas de Apoio à Decisão Clínica
Sistemas de apoio a decisão clínicos (SADCs) são quaisquer sistemas computacionais projetados para influenciar a tomada de decisão do clínico sobre pacientes individuais sob o ponto de vista temporal. Eles podem ser classificados por parâmetros como o momento no qual eles provêm suporte e o quão ativo ou passivo o apoio se apresenta, ou seja, se o sistema ativamente providencia alertas para o profissional, ou se ele apenas responde à entrada de dados. Outra classificação comum é entre SADCs baseados em conhecimento ou não. Os SADCs baseados em conhecimento tem, por objetivo, simular o raciocínio especialista, a partir da construção de uma base de conhecimentos, podendo ser baseado em regras ou redes probabilísticas. A maioria dos SADCs disponíveis hoje se encaixam nesse tipo. Os SADCs não baseados em conhecimento são sistemas dependentes de dados para a sua inferência, como aprendizagem de máquina, que permite ao computador aprender, a partir de experiências passadas, e/ou reconhecer padrões em dados clínicos. A análise de dados e outras aplicações big data farão com que esse tipo de SADCs se terne mais comum no ambiente de saúde.
Integrantes: Cecilia Dias Flores (coordenador), Helder Coelho, Ana Respício, Marta Rosecler Bez, Paulo Ricardo Muniz Barros, João Marcelo Lopes Fonseca, Patricia da Silva Klahr, Rodrigo Della Méa Plentz, Miriam Allein Zago Marcolino, Elkin Eduardo Archila Alonso, Sheila Tamanini de Almeida, Ana Paula Martins Bykowski, Fabrício Edler Macagnan, Daniel Klug, GRAZIELLA GASPAROTTO BAIOCCO.
2008 a AtualEDUCAÇÃO A DISTÂNCIA NO ENSINO DAS ÁREAS DA SAÚDE
Pesquisas do fenômeno complexo de ensino-aprendizagem, a partir das necessidades específicas da formação de profissionais para atuação nas áreas de Saúde, integrando enfoques multidisciplinares que levem em conta as bases biológicas do aprendizado, as teorias cognitivas e psicológicas que interpretam o mesmo fenômeno, bem como os modelos didático-pedagógicos que fundamentam e qualificam atividades de ensino e produção de materiais de apoio a alunos e professores destas áreas. Na pesquisa serão contemplados três enfoques: o acompanhamento das atividades de ensino e a avaliação das contribuições e/ou impactos deste material no processo de ensino-aprendizagem, a validação dos modelos probabilísticos construídos e o desenvolvimento de ferramentas computacionais para bioinformática e Informática em Saúde.
Integrantes: Cecilia Dias Flores (coordenador), Helder Coelho, BEZ, MARTA ROSECLER, MILLÃO, LUZIA F., FRANCISCO MILTON MENDES NETO, Luiza Maria de Oliveira Braga Silveira, CANABARRO, SIMONE TRAVI, Rita Catalina Aquino Caregnato, Néstor Duque Méndez.

Current applied research projects

See all projects in Lattes

Recent publications

Articles in journals

Nurse Navigator: development of a program for Brazil
2020. Revista Latino-Americana de Enfermagem.
Virtual simulations in the teaching-learning process of physiotherapy: innovative proposal
2020. Journal of Applied Biotechnology & Bioengineering.
Criação de uma Simulação para o Desenvolvimento de Competências em um Hospital
2019. PSICOLOGIA: CIÊNCIA E PROFISSÃO (ONLINE).
Project and Preliminary Evaluation of SimHosp, a Tool for Decision Making in Nursing
2019. STUDIES IN HEALTH TECHNOLOGY AND INFORMATICS.
Farmacovigilância em tuberculose: experiência-piloto de um Centro de Referência do Rio de Janeiro, Brasil
2019. Vigilância Sanitária em Debate: Sociedade, Ciência & Tecnologia.
A computational application for multi-skill nurse staffing in hospital units
2018. BMC Medical Informatics and Decision Making.
Role of the Nurse Navigator: integrative review
2018. Revista Gaúcha de Enfermagem (UFRGS).
Workload: a comparison between the online and observational methods
2018. REVISTA BRASILEIRA DE ENFERMAGEM.
Atuação do Nurse Navigator: revisão integrativa
2018. REVISTA GAÚCHA DE ENFERMAGEM.
Revisão de literatura: inclusão digital para idosos
2018. PAN AMERICAN JOURNAL OF AGING RESEARCH.
A predictive model to distinguish malignant and benign thyroid nodules based on age, gender and ultrasonographic features
2017. Brazilian Journal of Otorhinolaryngology.
Integração de tecnologias digitais no ensino de enfermagem: criação de um caso clínico sobre úlceras por pressão com o software SIACC
2017. RECIIS - Revista Eletrônica de Comunicação, Informação & Inovação em Saúde.
Cursos de Pós-Graduação Stricto Sensu: impacto da avaliação nas produções científicas brasileiras
2016. CADERNOS DE EDUCAÇÃO -UFPel (ONLINE).
Sepse: desenvolvimento e avaliação de um curso em EAD para formação interdisciplinar
2016. Revista de Epidemiologia e Controle de Infecção.
A multi-agent intelligent environment for medical knowledge
2003. Artificial Intelligence in Medicine.

Papers in conferences

Metagenomic Analysis: A Pathway Towards Efficiency Using High Performance Computing
2021. 6th International Congress on Information and Communication Technology.
Augmented Reality Learning Resources in Anatomy
2018. 2018 XIII Latin American Conference on Learning Technologies (LACLO).
An Ontological Model for Urinary Profiles
2017. 2017 IEEE 29th International Conference on Tools with Artificial Intelligence (ICTAI).
Extending the ontological model for urinary Profiles
2017. 9th Seminar on Ontology Research in Brazil and I Doctoral and Masters Consortium on Ontologies, ONTOBRAS 2017.
Project and Preliminary Evaluation of VR-MED, a Domain-Specific Language for Serious Games in Family Medicine Teaching
2016. 2016 IEEE 40th Annual Computer Software and Applications Conference (COMPSAC).
Formal Analysis of a Probabilistic Knowledge Communication Framework
2006. International Joint Conference - IBERAMIA/SBIA 2006.
A model of pedagogical negotiation
2005. Multi-Agent Systems: Theory and Applications Workshop - MASTA.
An Architecture for an Intelligent Learning Environment with a Constructivist Approach
2002. ITS 2002 - Intelligent Tutoring Systems.

Extended abstracts in conferences

Simulação Virtual como Sistema de Suporte à Decisão Clínica
2019. IV Simpósio Internacional de Simulação Clínica da ABRASSIM - II Simpósio Einstein de Simulação.
Simulador de Ambiente Hospitalar para Gestão e Dimensionamento de Pessoas
2017. 8o CBTMS Congresso Brasileiro de Telemedicina e Saúde -.
Design of a Hospital Simulation Software for Nursing Education
2016. 13th International Congress in Nursing Informatics.
The creation of simulation for the development of competencies in nurses
2016. 13th International Congress in Nursing Informatics.
Modelando Ontologias a partir de Diretrizes Clínicas: Diagnóstico e Tratamento da Cefaleia
2012. Seminário de Pesquisas em Ontologias do Brasil.

Abstracts in conferences

SR-BayeS ? A framework for mobile application of clinical decision support systems based on Bayesian networks
2020. 22º Congreso de Bioingeniería e II Jornada de Ingeniería Clínica - SABI2020.
Enabling communication among EHR systems with microsservices and HL7 FHIR
2020. 22º Congreso de Bioingeniería e II Jornada de Ingeniería Clínica - SABI2020.
BIOINFORMATAS DO FUTURO: ESTUDO DE GENOMAS BACTERIANOS POR MENINAS DO ENSINO MÉDIO DE ESCOLAS PÚBLICAS DO RIO GRANDE DO SUL
2019. Congresso UFCSPA: conectando saúde e sociedade.
BIOINFORMATAS DO FUTURO: INCENTIVO AO ESTUDO DE CIÊNCIAS EXATAS POR MENINAS DO ENSINO MÉDIO DE ESCOLAS PÚBLICAS DO RIO GRANDE DO SUL
2019. Congresso UFCSPA: conectando saúde e sociedade.
DESIGN DE INTERFACE GRÁFICA DO USUÁRIO PARA UM SISTEMA DE APOIO À DECISÃO EM REABILITAÇÃO CARDÍACA AMBULATORIAL SUPERVISIONADA
2019. Congresso UFCSPA: conectando saúde e sociedade.
ANÁLISE FILOGENÔMICA DE PROTEÍNAS DA CÁPSULA DE BACTÉRIAS DO GÊNERO KLEBSIELLA
2019. Congresso UFCSPA: conectando saúde e sociedade.
BIOINFORMATAS DO FUTURO: ESTUDO DE GENOMAS VIRAIS POR MENINAS DO ENSINO MÉDIO DE ESCOLAS PÚBLICAS DO RIO GRANDE DO SUL
2019. Congresso UFCSPA: conectando saúde e sociedade.
BIOINFORMATAS DO FUTURO: ESTUDO DE METAGENOMAS POR MENINAS DO ENSINO MÉDIO DE ESCOLAS PÚBLICAS DO RIO GRANDE DO SUL
2019. Congresso UFCSPA: conectando saúde e sociedade.
DEF: EXPERT SINTA E VIDEOFLUOROSCOPIA PARA O DIAGNOSTICO DA DISFAGIA PARA LÍQUIDOS
2019. Congresso UFCSPA: conectando saúde e sociedade.
PLATAFORMA WHATSCHEM?
2019. Congresso UFCSPA: conectando saúde e sociedade.
SISTEMA BASEADO EM CONHECIMENTO PARA UROANÁLISE: DESENVOLVIMENTO DE INTERFACE PARA SISTEMA INFORMATIZADO COMO FERRAMENTA DE APOIO AO ENSINO
2019. Congresso UFCSPA: conectando saúde e sociedade.
SOFTWARES APLICADOS À DETECÇÃO DE RISCO DE DISFAGIA E/OU ASPIRAÇÃO LARINGOTRAQUEAL EM PACIENTES HOSPITALIZADOS: REVISÃO SISTEMÁTICA
2019. Congresso UFCSPA: conectando saúde e sociedade.
SR-BAYES: UM SISTEMA DE APOIO A DECISÃO CLÍNICO MOBILE APLICADO EM REABILITAÇÃO ONCOLÓGICA
2019. Congresso UFCSPA: conectando saúde e sociedade.
DESENVOLVIMENTO DE UM PIPELINE METAGENÔMICO COM FOCO EM COMPUTAÇÃO DE ALTA PERFORMANCE ESPECIALIZADO NO DIAGNÓSTICO DE INFECÇÕES DO SISTEMA NERVOSO CENTRAL
2019. Congresso UFCSPA: conectando saúde e sociedade.
Validação de um Instrumento de Avaliação de Necessidade de Navegação para Programas de Navegação de Pacientes
2018. 21º CBCENF - Congresso Brasileiro dos Conselhos de Enfermagem.
Desenvolvimento de um Programa de Navegação para um Centro de Alta Complexidade em Oncologia
2018. 21º CBCENF - Congresso Brasileiro dos Conselhos de Enfermagem.
Revisão de Literatura: Inclusão Digital para Idosos
2018. 20ª Jornada de Inverno da SBGG-RS.

See all publications in Lattes

Current students

MS

THAÍS MELLENDER EVANGELISTA TRAVI. AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DE SOFTWARE EDUCACIONAL PARA A ÁREA DA SAÚDE. Início: 2020. Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (Orientador principal)
Paulo Pereira Barbosa Junior. Desenvolvimento de um software livre e de código aberto para análise da variabilidade da frequência cardíaca para utilização em pesquisa e na prática clínica. Início: 2019. Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (Co orientador)
Lisiane Ruchinsque Martins. Aplicação de ferramenta HFMEA no gerenciamento de risco do processamento de dispositivos para saúde. Início: 2019. Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (Orientador principal)
Elkin Eduardo Archila Alonso. RED: Sistema de apoio a decisão clinica sobre o risco de disfagia em adultos para a equipe hospitalar interdisciplinar. Início: 2019. Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (Orientador principal)

PhD

Gustavo Henrique Cervi. Diagnóstico de Infecções do Sistema Nervoso Central: desenvolvimento de pipeline computacional para análise de dados de sequenciamento. Início: 2018. Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (Co orientador)
Daniel Klug. Uso de big data para qualificação do cuidado no Grupo Hospitalar Conceição: estudo de padrões relacionados com a doença oncológica. Início: 2018. Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (Co orientador)
GRAZIELLA GASPAROTTO BAIOCCO. UTILIZAÇÃO DE RASTREADORES NA DETECÇÃO DE EVENTOS ADVERSOS ? CRIAÇÃO E APLICAÇÃO DE UMA FERRAMENTA. Início: 2018. Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (Co orientador)

See all students in Lattes